Publicidade
Sexo

Arte erótica sem neurose: mostra coletiva FLUÍDOS estreia em São Paulo

Obras de artistas brasileiros que abordam o erotismo ficarão expostas na galeria PICO, em São Paulo, até o mês de setembro.

por Marie Declercq
12 Agosto 2016, 5:00pm

William Baglione.

Fugindo de frufrus, afetações e do lugar-comum, a mostra de arte erótica coletiva FLUÍDOS estreia neste fim de semana na galeria PICO, no bairro do Glicério, área central de São Paulo. O evento conta com obras que variam entre instalações, esculturas, fotografias, pinturas e performances artísticas que discutem sexualidade, pornografia ou, se preferir, a putaria.

"Criei essa galeria com o intuito de mostrar meus trabalhos e de amigos que estavam sem galeria, sem representantes e com talento e trabalho de alto nível. A mostra erótica tem uma ligação direta com uma vertente do meu trabalho, fiz uma exposição em 2011 em Londres e uma individual grande no MuBE com essa temática", diz Felipe Yung, artista que assina a curadoria da mostra e também dono da galeria PICO.

Mesmo o Brasil contando com uma abundância histórica no campo do erotismo, o curador destaca a dificuldade em ganhar apoio e divulgação em trabalhos que envolvam sexo. Assim como o PopPorn relata que nem marca de preservativos quis se envolver com pornografia, Yung pelo menos pode contar com seu espaço para explorar o tema. "A arte erótica é ainda difícil de arrumar espaço expositivo, o que me motivou mais ainda pra fazer essa mostra", conta.

Os trabalhos selecionados são de amigos de Yung e também de outros artistas que pouco tiveram oportunidade para divulgar seus trabalhos . Segundo o curador, algumas obras expostas na mostra estavam engavetadas há alguns anos. "O desafio maior foi conseguir juntar e incentivar todo mundo a mostrar os trabalhos sem ter vergonha e sair do armário, literalmente. "

Camila Fudissaku.

Na mostra, há artistas de diversas origens que desenvolvem trabalhos eróticos nos mais variados estilos. Yung fez questão de equilibrar a presença de artistas femininas e artistas masculinos para apresentar diferentes visões para a mostra. Além de o evento contar com registros das performances de Toshi-san, renomado shibarista brasileiro que costuma dar workshops no festival PopPorn de spanking e bondage; o trabalho da fotógrafa Les Chux, que fez diversos trabalhos com pornografia; a exposição também terá nomes como William Baglione trazendo uma série de fotografias abordando o nu; as ilustrações caóticas de Camila Fudissaku; os desenhos delicados de Thais Ueda e as ilustrações pop de Eduardo Kerges, entre outros expositores.

Thais Ueda.

"É a chance de mostrar qualidade na busca sexual e fantasias e/ou desejos reprimidos de cada um de nós", destaca Yung.

Saindo do senso comum de que pornografia só está restrita ao campo do audiovisual, uma das propostas do curador foi mostar para o espectador que há muito mais para ser explorado no erotismo. "Existe muito mais do que o audiovisual. A produção de desenhos é muito maior e mais requintada. Estilos variados, técnicas diversas. Erotismo é underground na arte, mas todo mundo gosta, todo mundo faz, só falta perder e mostrar as 'vergonhas'."

Toshi-San.

Mônica Rizzolli.

Les Chux.

Felipe Yung 'flip'.

Gostou? A mostra estreia neste sábado, dia 13, a partir das 18 horas e a entrada é 0800.

"FLUÍDOS", Mostra coletiva de Arte Erótica @ Pico
Abertura: 13 de agosto, sábado, das 18h às 22h
Quando: de 13 de agosto a 10 de setembro - terça a sábado, das 14h às 19h
Artistas convidados: Fame Artur , Haruo Kaneko "BrWax", Camila Fudissaku, Eduardo Kerges, Felipe Yung "flip", Flávia Lhacer, Leandro Dário, Les Chux, Marina Piantino, Monica Rizzolli, Shock O Maravilha, Thais Ueda, Toshi San e William Baglione.
Endereço: Rua do Glicério, 721, Liberdade, São Paulo
Entrada: somente para maiores de 18 anos / Grátis

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter e Instagram.

Tagged:
brasil
Sao Paulo
sexo
pornografia
arte
erotismo
Picó
sexualidade
Vice Blog
fluidos
arte erótica
Glicério