Publicidade
Noticias

Boletim Matutino da VICE - 3/12/2019

Tudo o que você precisa saber sobre o mundo hoje com curadoria da VICE.

por Equipe VICE Brasil
03 Dezembro 2019, 12:21pm

Brasil

Candidatura de Moro a vice-presidente racha base de Bolsonaro

A possibilidade de Sergio Moro ser candidato a vice-presidente de Jair Bolsonaro em 2022 racha a base do governo. Uma parte da bancada evangélica, por exemplo, é contra a ideia. “O ministro Moro tem apoio da mesma base de eleitores conservadores do presidente. É preciso somar, atrair outros grupos”, diz o deputado Marco Feliciano (Podemos-SP). “Os evangélicos, por exemplo, vão ser disputados a tapa”, segue ele. “O presidente precisa fidelizar esse grupo.” – Folha de S. Paulo

Seis PMs envolvidos no Massacre de Paraisópolis são afastados das ruas

Seis policiais militares envolvidos na ocorrência que resultou na morte de nove pessoas no domingo (1º) em Paraisópolis, na Zona Sul de São Paulo, foram afastados do trabalho nas ruas nesta segunda-feira (2). As vítimas morreram pisoteadas durante a ação da PM em um baile funk. "Os policiais estão preservados. Temos que concluir o inquérito. Eles continuarão nas unidades em serviços administrativos no mesmo horário deles fazendo outras coisas, porque é uma área complexa. Havendo um outro evento parecido eles poderão ser prejudicados", disse o comandante da Polícia Militar do estado de São Paulo, coronel Marcelo Vieira Salles. Segundo Benedito Mariano, ouvidor da Polícias, a Corregedoria da PM vai analisar quais dos 38 policiais envolvidos serão afastados do trabalho nas ruas. "No primeiro momento da ocorrência sim, foram seis policiais militares, mas cabe ao corregedor analisar e definir quem será afastado". – G1

Região de Paraisópolis fica em 76º lugar em reclamações sobre barulho em SP

A cidade de São Paulo registrou, no primeiro semestre de 2019, 9.449 reclamações de barulho, incluindo os pancadões, o que equivale a 52 ocorrências por dia, em média, segundo levantamento do Fórum Brasileiro de Segurança Pública e do G1 com dados do Programa Silêncio Urbano da Prefeitura. Dentre os 96 distritos de São Paulo, a Vila Andrade, onde fica a favela de Paraisópolis, ficou em 76º lugar no total de chamados por poluição sonora (veja tabela abaixo). Com 60 chamados, a região de Paraisópolis é responsável por 0,64% do total. O PSIU fiscaliza estabelecimentos comerciais, indústrias, instituições de ensino, templos religiosos, bailes funk/pancadões, entre outros, sendo que a Lei não permite a vistoria em residências e obras. – G1

Novo presidente da Funarte diz que 'rock leva ao aborto e ao satanismo'

Maestro e agora presidente da Funarte, Dante Mantovani também é youtuber. No canal Dante Mantovani, com mais de 6 mil inscritos, o novo integrante do governo costuma tirar dúvidas sobre música erudita, mas aproveita para praticar um dos esportes favoritos do YouTube: compartilhar teorias da conspiração . O canal continua no ar, ao contrário dos perfis de Mantovani em outras redes sociais, que foram excluídos na semana passada, diante do anúncio de que ele assumiria a Funarte. Em um vídeo, por exemplo, o maestro, aluno do ideólogo de direita Olavo de Carvalho , endossa teorias de que agentes comunistas infiltrados na CIA foram responsáveis por distribuir LSD para jovens em Woodstock. O objetivo final, diz ele, seria destruir a família, vista como "base" do capitalismo. – O Globo

Diretor pró-maconha da Anvisa renuncia antes de votação sobre uso medicinal de cannabis

O diretor da Agência Nacional de Saúde (Anvisa) Renato Porto anunciou esta sexta-feira sua renúncia ao cargo. Sua saída do posto ocorre dias antes da reunião em que a agência votará a liberação do uso medicinal da maconha, prevista para esta terça-feira. A partir de janeiro de 2020, Jair Bolsonaro poderá ter maioria na diretoria da agência, formada por cinco integrantes, e ele não deve indicar entusiastas do cultivo da cannabis ou da venda de remédios derivados dela. Bolsonaro já indicou um diretor do colegiado, Antônio Barra Torres, que assumirá a presidência da Anvisa no ano que vem. O mandato de Porto, que estava na agência desde 2005, terminaria este mês, assim como o do presidente da Anvisa, William Dib, que também é declaradamente favorável à liberação dos medicamentos. – Exame



Governo desobriga empresa de cumprir cota para trabalhador com deficiência

O governo Bolsonaro encaminhou ao Congresso um projeto de lei que praticamente acaba com a política de cotas para pessoas com deficiência ou reabilitadas. O PL 6.195/2019 permite que as empresas substituam a contratação pelo pagamento de um valor correspondente a dois salários mínimos mensais. Nesta terça-feira (3), Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, uma reunião na Câmara dos Deputados deve definir uma estratégia para barrar o avanço do projeto e derrubar a urgência com que ele está tramitando. O projeto traz ainda outras mudanças em relação às cotas, como a contagem em dobro quando da contratação de um trabalhador com deficiência grave, e a inclusão de aprendizes nessa verificação. – UOL

Brasil cai em ranking mundial de ciências e matemática e empaca em leitura

Com o desempenho dos estudantes brasileiros estagnado desde 2009, o país perdeu posições na principal avaliação da educação básica no mundo, o Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes). O Brasil aparece entre as 20 piores colocações no ranking das três áreas acompanhadas pelo exame: matemática, ciências e leitura. Ao todo, foram analisados 79 países e territórios. Os resultados, divulgados hoje pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico, são da edição de 2018 do exame. Em comparação com os dados de 2015, a última versão antes desta, quando foram avaliados 70 países e territórios, o Brasil caiu da 63ª para a 67ª colocação em ciências. Já em matemática, o país desceu do 66º para o 71º posto, ficando à frente apenas de Argentina, Indonésia, Arábia Saudita, Marrocos, Kosovo, Panamá, Filipinas e República Dominicana. – UOL

Bolsonaro admite recuar sobre licitação que exclui Folha de S. Paulo

O presidente Jair Bolsonaro admitiu, nesta segunda-feira (2), que o governo pode "voltar atrás" na licitação da Presidência da República para fornecimento de noticiário da imprensa que excluiu a Folha. "A questão da Folha de S.Paulo não é de hoje. Para a Folha de S.Paulo as eleições não acabaram. Agora, se isso [a exclusão do jornal da licitação] ferir qualquer norma ética ou legal, a gente volta atrás sem problemas. De qualquer maneira a gente vai reduzir essa despesa [com assinaturas de veículos de comunicação] também, sem a ideia de perseguição", declarou Bolsonaro, em entrevista ao Jornal da Record. Edital de pregão eletrônico publicado na última quinta-feira (28) no Diário Oficial da União prevê a contratação por um ano, prorrogável por mais cinco, de uma empresa especializada em oferecer a assinatura dos veículos de imprensa à Presidência. A lista cita 24 jornais e 10 revistas. A Folha não é mencionada. – Folha de S. Paulo

Rio de Janeiro deixa de ser uma das 100 cidades mais visitadas do mundo

Assim como nos últimos cinco anos, Hong Kong segue sendo a cidade mais visitada do mundo. Apesar de ter registrado uma queda de 8,7% no número de visitantes em relação a 2018, a metrópole chinesa anotou 26, 7 milhões de chegadas na projeção deste ano. O Rio de Janeiro, cidade brasileira mais bem colocada, sai do ranking das 100 mais visitadas, apesar de ter registrado aumento no número de chegadas. Em 2018, ocupou o 98º lugar, mas, levando em conta os números de 2019, a projeção derruba a cidade em seis posições. Atrás de Hong Kong, a segunda cidade mais visitada também segue sendo Bangkok, a capital da Tailândia, e o terceiro lugar ficou com Macau, na China. – G1

Matheusa recebeu garrafa de água com MDMA em festa, diz testemunha à Justiça

Uma testemunha revelou à Justiça que Matheusa Passarelli consumiu água com ecstasy durante uma festa, horas antes de ser morta por traficantes no Morro do Dezoito, em Água Santa, Zona Norte do Rio, em abril do ano passado. Em audiência na 1ª Vara Criminal, no último dia 17 de setembro, a testemunha — que morava na casa onde acontecia a festa à época — disse que uma convidada deu uma garrafa de água com ecstasy para a estudante. A testemunha, entretanto, não soube dizer se Matheusa sabia que havia droga na bebida. "Eu fiquei sabendo este ano que tinha MD (na festa), e uma pessoa deu uma garrafa de água com MD para a Matheusa. Não fiquei sabendo disso na época. Não presenciei a cena. Só soube este ano", disse a testemunha. A juíza Viviane Ramos de Faria, que participava da audiência, pergunta quem é a pessoa que entregou a garrafa. A testemunha cita dois apelidos da convidada e diz que ela, atualmente, não mora mais no Brasil. – Extra

Duas crianças morrem após incêndio atingir barraco na Zona Sul de SP

Um incêndio em um barraco deixou duas crianças mortas na Vila Mariana, Zona Sul de São Paulo, no início da madrugada desta terça-feira (3). Segundo a Secretaria de Segurança Pública, o Corpo de Bombeiros foi acionado para atender a ocorrência na Avenida Bernardino de Campos e conteve as chamas. As duas crianças morreram no local e outras duas pessoas foram encaminhadas ao Hospital das Clínicas com queimaduras. O caso está sendo registrado pelo 27º DP (Campo Belo), que apura todas as circunstâncias dos fatos. De acordo com uma parente das vítimas, os pais das crianças cozinhavam quando o fogo começou. – G1

Padrasto mantém adolescentes reféns há 20h no interior do Paraná

Um homem, de 39 anos, mantém como reféns dois enteados adolescentes, em Cafelândia, na região oeste do Paraná. O sequestro teve início nesta segunda-feira (2) e já dura mais de 20h, de acordo com a Polícia Militar. Conforme informações repassadas pela polícia, o suspeito está armado com uma faca e se mostra irredutível na negociação para soltura das vítimas. Uma menina de 10 anos, que estava na casa, conseguiu fugir. Além dela, estão em cárcere privado dois adolescentes de 12 e 13 anos. Uma equipe do Batalhão de Operações Especiais se deslocou de Curitiba para ajudar nas negociações do sequestro. O local foi isolado. Um dos policiais conseguiu iniciar a conversa com o padrasto, que tem utilizado um espelho para se comunicar e mostrar ele e os adolescentes. Os menores foram amarrados. – Paraná Portal

PM é flagrado agredindo morador de rua e cachorro no interior de SP

Um policial militar foi flagrado agredindo um morador de rua e jogando spray de pimenta em um cachorro, na tarde desta segunda-feira (2), na praça central de Junqueirópolis (SP), a cerca de 540 km de São Paulo. A agressão foi filmada por moradores que estavam próximos ao local. A Polícia Militar reconheceu que "houve uma ação inadequada" do policial e abriu inquérito para apurar os fatos. No vídeo feito por moradores e divulgado nas redes sociais, é possível ver o morador de rua sentado em um banco da praça e o policial militar em pé. Um cachorro que pertence ao andarilho está perto e late bastante. O PM pega um spray de pimenta e borrifa várias vezes contra o animal. O policial ainda dá um chute no morador de rua, que não reage. – UOL

Mundo

Tufão Kammuri deixa ao menos dois mortos nas Filipinas

A passagem do tufão Kammuri, com rajadas de vento superiores a 200 km/h, deixou dois mortos na ilha de Mindoro, no sul das Filipinas. A tempestade que também provoca chuva se aproximava do aeroporto internacional de Manila, na capital do país, na manhã desta terça-feira (3) (horário de Brasília). Milhares de pessoas foram obrigadas a abandonar suas casas e o aeroporto internacional foi fechado por causa da tempestade. O tufão atingiu o arquipélago na segunda-feira (2) à noite, a partir de Sorgoson, sul de Luzon, a maior ilha das Filipinas, onde vivem 49 milhões de pessoas. – G1

Fazendeiro transforma cão em tigre para espantar macacos de plantação na Índia

Um fazendeiro na Índia resolveu encher o seu cão de listras para fazê-lo parecer com um tigre na intenção de assustar macacos que entrassem em sua plantação. Srikanta Gowda, morador de um vilarejo em Naluru, na Índia, enfrentava problemas com macacos atacando sua plantação, ele então teve uma ideia para espantá-los. O indiano contou ao "Deccan Herald" que um dia viu um espantalho parecido com um tigre em uma plantação de outro distrito. Gowda utilizou o espantalho por algum tempo e percebeu que realmente assustava os bichos. Porém, ele precisava ficar mudando o boneco de lugar para impedir que os macacos fossem para outro trecho da plantação. Para evitar o trabalho, ele então resolveu pintar o seu cachorro para parecer com um tigre. – UOL

Tagged:
Cannabis
INDIA
sérgio moro
tigre
Jair Bolsonaro
Anvisa
Boletim Matutino
Massacre de Paraisópolis