Publicidade
Notícias

Boletim Matutino da VICE - 23/5/2019

Tudo o que você precisa saber sobre o mundo esta manhã com curadoria da VICE.

por Equipe VICE Brasil
23 Maio 2019, 1:37pm

José Cruz / Agência Brasil

Brasil

Câmara aprova redução de ministérios, mas tira Coaf de Moro

O governo sofreu uma derrota e conquistou uma vitória na primeira parte da votação da Medida Provisória 870 esta noite: os deputados aprovaram a redução de 29 para 22 ministérios proposta pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), mas tiraram, por 18 votos de diferença, o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) da pasta de Sergio Moro (Justiça). A votação desta MP, que trata ainda de outros pontos da reestruturação do governo definida por Bolsonaro no início do mandato, precisa terminar de ser votada – o que pode ser um problema, depois de Rodrigo Maia, presidente da Casa, ter voltado a brigar com o PSL, partido de Bolsonaro. – UOL

Ministério da Educação mantém bloqueio de R$ 5,8 bilhões após revisão orçamentária

O Ministério da Educação informou nesta quarta-feira (22) que vai manter o contingenciamento de R$ 5,8 bilhões no orçamento da pasta para 2019, apesar do desbloqueio de R$ 1,587 bilhão anunciado à tarde pelo Ministério da Economia. A liberação do valor de R$ 1,587 bilhão, de acordo com o MEC, vai apenas cancelar uma segunda ordem emitida pelo Ministério da Economia em portaria de 2 de maio, que ainda não tinha sido implementada. Naquele momento, dias após o anúncio dos bloqueios no ensino superior, o Ministério da Economia pediu um esforço adicional de R$ 3 bilhões a 13 órgãos federais, e mais da metade recaía sobre a Educação. O contingenciamento do MEC atinge tanto o ensino básico quanto as universidades e institutos federais. – G1

Desistências no Mais Médicos crescem e chegam a 19% das vagas que eram de cubanos

Cerca de 19% dos médicos brasileiros que entraram no Mais Médicos desistiram de participar do programa até o mês de maio. Dados do Ministério da Saúde mostram que 1.325 profissionais com registro profissional brasileiro se desligaram do Mais Médicos até agora. O número de desistências cresceu 25% em relação ao balanço anterior, que indicava 1.052 médicos desistentes nos três primeiros meses do ano. Após a saída de Cuba do programa, em novembro, um edital foi aberto para preencher as 8.517 vagas deixadas pelos cubanos no Mais Médicos. No total, 7.120 vagas foram preenchidas por médicos formados no Brasil. – G1

Delação aponta esquema entre banqueiros e Odebrecht para lavagem de propina

Em acordo de delação premiada, um ex-executivo da Odebrecht aponta que ao menos dois banqueiros ajudaram ex-funcionários da empresa a lavar dinheiro no esquema de pagamento de propinas da construtora. As revelações foram feitas em depoimentos prestados à força-tarefa da Operação Lava Jato, que iniciou sua investida contra instituições financeiras recentemente, em sua 61ª fase. Um dos banqueiros citados em delação é Álvaro Augusto Vidigal, que foi presidente da Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) entre 1991 e 1996 e é o atual diretor-presidente do Banco Paulista. O segundo é o dono do Trendbank, Adolpho Mello Neto, que já responde a um processo na Lava Jato por lavagem de dinheiro. – UOL

Centrais sindicais planejam greve geral contra Bolsonaro para o dia 14 de junho

As centrais sindicais estão se mobilizando para realizar uma greve geral contra o governo Bolsonaro para o dia 14 de junho. A principal reivindicação será a queda da reforma da Previdência, mas o crescente desemprego e a bandeira da educação pública também estarão em pauta. A agenda dos sindicalistas inclui plenárias estaduais para mobilização nacional. Além disso, haverá apoio à União Nacional dos Estudantes no segundo protesto contra os cortes de verba no MInistério da Educação, marcado para o dia 30 de maio. Nesta quarta-feira (22), dirigentes das principais entidades sindicais do Rio de Janeiro se reúnem com líderes nacionais para mobilizar trabalhadores. Na quinta (23), é a vez do Distrito Federal. – Yahoo

Deputada bolsonarista convida Freixo a dividir projeto de legalização da maconha

A deputada Carla Zambelli (PSL-SP), bolsonarista aguerrida, convidou o colega Marcelo Freixo (PSOL-RJ) a dividir a autoria de um projeto de lei. Ela quer permitir o plantio de maconha para fins medicinais. O canabidiol, derivado da erva, é usado no tratamento de dores crônicas, da epilepsia e de doenças raras. A bolsonarista impôs uma condição para a parceria com Freixo. A proposta não incluirá o uso recreativo da maconha, bandeira defendida pelo PSOL. A deputada informou que pretende copiar um projeto de lei apresentado em Israel. Ela disse que o texto está sendo traduzido por seus assessores. – O Globo

Mortes de civis por policiais aumentam 15% no 1º trimestre no estado de SP

O número de pessoas mortas por policiais em serviço no estado de São Paulo aumentou 15% nos primeiros três meses deste ano, quando houve 182 mortes, na comparação com o mesmo período do ano passado, que teve 158 mortes. Se consideradas também as mortes por policiais fora de serviço, o aumento foi 8,5%, o que equivale a uma pessoa morta por policial a cada dez horas entre janeiro e março de 2019. Os dados foram compilados pelo Instituto Sou da Paz com base em informações da Corregedoria das polícias. "Destacamos com preocupação o mês de março, em que houve aumento de 46% da letalidade envolvendo policiais militares. Nesse último mês de abril, continua essa curva ascendente e preocupante", disse o ouvidor da polícia de São Paulo, Benedito Mariano. – UOL

Mortes de motociclistas ultrapassam as de pedestres no trânsito de SP pela primeira vez

O número de mortes no trânsito de motociclistas ultrapassou o número mortes de pedestres pela primeira vez em São Paulo, de acordo com o Relatório Anual de Acidentes de Trânsito de 2018, da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e dados da Secretaria Municipal de Saúde e da Secretaria Municipal de Transporte e Mobilidade Urbana. Em 2018, a capital paulista registrou 828 acidentes fatais de trânsito que vitimaram 849 pessoas. O número é 6,5% maior do total de mortes em 2017: 797 pessoas. Do total de mortos no trânsito em 2018, 366 eram motociclistas e 349 pedestres. – G1

Mundo

Seis turistas brasileiros morrem no Chile após vazamento de gás

Seis turistas brasileiros morreram nesta quarta-feira (22) em Santiago, no Chile, por inalação de gás. O grupo estava de férias e havia alugado um apartamento no centro da cidade por meio de um aplicativo. Os turistas brasileiros estavam a passeio no país havia cerca de uma semana. O Itamaraty não confirmou seus nomes. Segundo uma prima da família, os mortos são de Palhoça, em Santa Catarina. De acordo com o Itamaraty, a família dos brasileiros recebeu telefonemas nesta tarde em que seus parentes falavam coisas desconexas e sem sentido. Alarmados, entraram em contato com a polícia brasileira. Um delegado de Florianópolis, por sua vez, acionou o consulado brasileiro no Chile, que enviou um representante ao apartamento. – Folha de S. Paulo

Narendra Modi vence eleição na Índia com ampla maioria, segundo apuração parcial

O premiê de direita nacionalista hindu Narendra Modi foi reeleito para mais um mandato à frente da Índia, com ampla maioria, segundo os resultados preliminares da apuração do pleito divulgados nesta quinta-feira (23). Dados oficiais parciais da Comissão Eleitoral do país mostram que a coalizão de Modi, liderada pelo partido BJP (Bharatiya Janata Party, ou partido do povo indiano) estava à frente em 343 dos 542 assentos em disputa, segundo dados divulgados por volta das 16h30 em Nova Déli (8h em Brasília). O partido BJP somava, sozinho, 300 assentos. – Folha de S. Paulo