Publicidade
VICE Sports

Boletim VICE da Copa #8: Blatter vai à Copa como turista VIP

Suspenso por denúncias de corrupção, ex-presidente da FIFA vê jogos, visita Putin e causa mal-estar nas rodinhas.

por Artur do Fifa
21 Junho 2018, 9:15pm

Foto: Wikimedia Commons

Vamos fazer uma pequena suposição. Digamos que você, leitor da VICE, seja acusado de manter um puta esquemão corrupto na própria empresa e seja suspenso por seis anos por sua equipe. Não estamos aqui para julgar. Aconteceu, você se arrependeu e é isso. Bola pra frente. Só que aí, no final do ano, vai rolar o tradicional churrascão da firma. Você não foi convidado, mas, assim como muita gente de fora, sabe o dia e o local. O que você faria?

a) Deixaria quieto. Não me chamaram. Nova vida, novos lances.
b) Colaria como se não tivesse acontecido nada.

Se você respondeu B, cara, você tiraria Joseph Blatter, ex-presidente da FIFA, no nosso teste. O suíço, afastado do cargo por causa de uma série de denúncias de corrupção, resolveu colar na Copa do Mundo e tá causando um puta mal-estar nas rodinhas de cartolas.

Como quem não quer nada, ele colou no Kremlin para trocar uma ideia com Putin e deu, nas últimas horas, uma série de entrevistas para jornalistas dizendo que ele está na Rússia "apenas como torcedor". Foi, sem dúvida, o grande personagem do dia.

Depois dele vem Messi, por sua omissão. Graças a sua falta de futebol hoje, a Argentina tomou um merecido 3 a 0 da Croácia, com direito a falha de quase todos os jogadores. Um quase recorde. Vamos ao resumão, direto de Vladivostok.

Blatter, suspenso por corrupção, assiste aos jogos de camarote. Mesmo depois de renunciar do cargo de presidente da FIFA por escândalos de corrupção e de ser suspenso por seis anos pelo Comitê de Ética, o suíço Joseph Blatter vai bem, obrigado. Ele está assistindo a alguns jogos na Rússia na maior tranquilidade. Segundo a AP, ele até deu uma passadinha no Kremlin para trocar uma ideia com o Putin. Um acusado VIP. - Folha

“A FIFA está sentindo vergonha da minha presença”, diz Blatter. O ex-presida admitiu à agência Omnisport que sua estadia na Rússia causa desconforto. Boa percepção. Ainda assim, fez que não sabe o porquê: diz que não há motivos para pessoas da Federação se sentirem constrangidas com seu ex-presidente por ali. É, sei lá, Blatter. Talvez haja motivo, sim. De repente algum esquemão que você chefiou? Não sei, apenas uma questão. - UOL

Austrália e Dinamarca empatam; França vence e se classifica. Cara, confesso que nesse AUS X DIN dei umas boas pescadas. Sei que a Dinamarca saiu na frente logo no começo e, no meio do cochilo, a Austrália ganhou um pênalti do árbitro de vídeo e empatou. A Dinamarca está com quatro pontos e pega a França, a líder, que hoje venceu o Peru por 1 a 0 e marcou seis pontos. Se empatar com os franceses, classificam. Austrália tá numa situ mais complicada: só tem um ponto e pega o já eliminado Peru. Além de vencer, precisa torcer para os dinamarqueses tomarem sabugo.

FIFA nega que juiz tenha pedido camisa de Portugal. Ontem um jogador de Marrocos acusou o árbitro norte-americano Mark Geiger de pedir a camisa ao elenco de Portugal após o jogo terminar em 1 a 0 para os europeus. A FIFA diz que não: a conduta de Geiger é exemplar e não deve ser questionada. Então tá. Mas garantimos que um árbitro de vídeo, digo, de vidro, jamais faria isso.- Guardian

Com Messi apagado, Croácia mete 3 a 0 na Argentina. Foi foda.

Pesquisa diz que Brasil é o local cuja produtividade é mais afetada pela Copa. Esse é um daqueles estudos que vale citar só pra tirar onda de quem fez. Uns caras resolveram calcular qual é o lugar do mundo que será mais atrapalhado pelos jogos da Copa. O critério, elaboradíssimo, era um só: fuso horário. Aquele lugar que tivesse mais jogos durante o horário de expediente seria o mais afetado pela competição. Quem ganhou foi o Brasil, já que temos jogos das 9 às 17 horas. Não sei vocês, mas acho isso ótimo. O Tite, bastião do empreendedorismo e aplicabilidade, talvez não. - Statista

Danilo se machuca, e Fagner será titular amanhã. Vamos torcer para o lateral reserva, conhecido por seu jogo duro, bater pouco nos costa-riquenos. Eis uma playlist pra você se acalmar, Fágner: as melhores e mais relaxantes canções do Fágner.

O que ver amanhã: Brasil, Islândia e clássico europeu. Brasil tenta a primeira vitória contra a Costa Rica (9h); Islândia, a queridinha da Copa, enfrenta a Nigéria (12h); e jogão do grupo do Brasil entre Suíça e Sérvia.

Curtamos Fágner, o músico, até o jogo de amanhã. Voltamos a qualquer momento, com menos sono.

Siga a VICE Brasil no Facebook , Twitter , Instagram e YouTube .
Leia mais sobre a Copa da Rússia 2018 na VICE .