Todas as fotos pelo autor.

Neonazis e freiras na 'maior manifestação fascista' da Europa

Dezenas de milhares de croatas se reuniram num campo na Áustria para chorar a queda de um antigo exército afiliado aos nazistas.

por Roman Möseneder; Traduzido por Marina Schnoor
|
16 maio 2018, 10:00am

Todas as fotos pelo autor.

Matéria originalmente publicada pela VICE Áustria e traduzida do inglês.

No sábado passado, 12 de maio, cerca de 10 mil croatas — incluindo neonazistas e oficiais católicos — se reuniram num campo na cidade de Bleiburg, sul da Áustria, para lembrar a derrota do exército Ustaše em maio de 1945.

Esse antigo movimento fascista afiliado ao nazismo foi responsável pela morte de centenas de milhares de judeus, romanis, sérvios e muçulmanos na Segunda Guerra Mundial, muitos no campo de concentração da organização, o Jasenovac, na Croácia, o único do tipo cujo comando não teve envolvimento dos alemães.

No final da Segunda Guerra, milhares de membros do Ustaše foram capturados e mortos pelas forças aliadas em Bleiburg. O evento anual de luto é organizado pela Igreja Católica Croata, que diz que a reunião não é política, simplesmente uma missa para “relembrar os mortos”.

Segundo o Centro de Documentação da Resistência Austríaca, o evento é a “maior manifestação neonazista regular” da Europa. E apesar de centenas de pessoas protestarem contra o evento, o governo austríaco não fez nada para impedir que ele acontecesse este ano.

Sem surpresa, rapidamente ficou óbvio no sábado que esse era um evento bem político, não apenas uma “missa de homenagem”. Apesar da proibição de símbolos, discursos e uniformes políticos claros, um participante fez a saudação nazista — que é ilegal — várias vezes para minha câmera, e na presença de policiais austríacos. Tomo Bilogrivić, do movimento Direita Croata Unida, fez um discurso defendendo o fascismo, enquanto símbolos e bandeiras racistas tremulavam abertamente no campo. E embora eu tenha visto duas pessoas serem proibidas de entrar por estarem usando camisetas com o slogan da Ustaše, “Za Dom Spremni” (Pela Pátria), muitas outras, incluindo crianças, usavam orgulhosamente a frase naquele dia.

Veja mais fotos do protesto neonazi/missa de sábado abaixo:

"Estamos aqui para relembrar os heróis caídos", me disseram esses dois caras.
Um manifestante pichou "Morte ao Fascismo" na estrada levando ao campo.
Muitos participantes levaram os filhos.
Bandeiras croatas na manifestação.
Um momento de preces antes do começo da missa.
Participante faz a saudação nazista. O incidente foi repetido inúmeras vezes, e na presença de policiais austríacos.
O evento é organizado pela Igreja Católica Croata, que diz que a manifestação é simplesmente uma chance de homenagear os mortos.
Uma participante faz a comunhão.
Alguns participantes levaram coroas de flores para homenagear o exército Ustaše.
Algumas das coroas.
A multidão de cerca de 10 mil pessoas no campo Loibacher em Bleiburg, na região austríaca de Caríntia, próxima da fronteira com a Eslovênia.
Uma capela improvisada foi construída para o evento.



Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Mais VICE
Canais VICE