Publicidade
Noticias

Operação ‘Carne Fraca’ investiga fraude nos maiores frigoríficos do país

Considerada a maior operação da Polícia Federal no Brasil, a ação deflagrou um esquema de venda de licenças sanitárias. Carnes vencidas e adulteradas eram comercializadas.

por Equipe VICE Brasil
17 Março 2017, 3:21pm

Imagem ilustrativa originalmente publicada nesta matéria.

Deflagrada na manhã de sexta-feira (17), em seis estados e no Distrito Federal, a operação 'Carne Fraca' colocou na rua mais de mil agentes da PF. Classificada como maior operação já ocorrida no país, a investigação desbaratinou uma organização criminosa liderada por fiscais agropecuários federais e empresários do agronegócio que emitiam certificados sanitários adulterados para empresas como a BRF (que controla marcas como Sadia e Perdigão) e JBS (que detém Friboi, Seara e Swift).

Segundo informa a rede EBC, durante dois anos, o grupo teria atuado nas superintendências regionais do Ministério da Pesca e Agricultura do Paraná, de Minas Gerais e de Goiás, recebendo propina para facilitar a comercialização de alimentos vencidos e adulterados.

De acordo com o noticiado pelo G1, gravações auferidas pela PF mostram que as empresas usavam produtos químicos e fora da validade na comercialização das carnes. Há também registros de casos em que carnes foram moídas junto com papelão e linguiças feitas com cabeça de porco.

A operação conta com 309 mandados judiciais, sendo 27 de prisão preventiva, 11 de prisão temporária, 77 de condução coercitiva e 194 de busca e apreensão, entre funcionários públicos, fiscais e empresários.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter e Instagram.

Tagged:
brasil
minas gerais
distrito federal
goiás
polícia federal
Paraná
BRF
frigorífico
JBS
propina
Ministério da Pesca e Agricultura
Operação Carne Fraca