Publicidade
Music by VICE

O grunge triste feito na praia do 'Wrong Side of the Shore', novo disco do Baztian

O trio baixo-bateria-guitarra maceioense lança seu primeiro full album por quatro selos nordestinos, incluindo o meio alagoano meio pernambucano Transtorninho Records.

por Beatriz Moura
30 Novembro 2016, 2:07pm

Crédito: Vanessa Motta

O Baztian lança, nesta quarta-feira (30), seu segundo disco e primeiro full album Wrong Side of the Shore, que você ouve em primeira-mão aqui no Noisey.  

A banda é de Maceió e foi formada em 2009. E, apesar de eles serem de uma cidade com praia, os meninos fazem um grunge/rock triste em inglês com influências tipo  Built to Spill e Dinosaur Jr. "As pessoas sempre nos perguntam como é possível fazer rock triste num paraíso tropical, com sol o ano todo. Tipo o Nvblado em Santa Catarina ou o Amandinho em Recife e várias outras bandas dessa cena que são de cidades praieiras", disse o baterista do Baztian, Rodolfo Lima. 

"Mas acho que, no nosso caso pelo menos, o disco nasceu da nossa inadequação na cidade. Tem muito a ver com ser um lugar provinciano. Tudo é muito podado e existe uma tristeza de não poder sonhar aqui ou em se trabalhar com o que quer. É como se, para vencer na vida, você tem que sair de Alagoas. E a gente não quer sair, só que muitas vezes muita gente sai, mesmo não querendo muito."

Outra fita do Wrong Side é que ele é traz várias homenagens a bandas que eles curtem ao longo do disco inteiro, tipo na faixa "Car Acid Trip", em que eles cantam um trecho de "In Between Days", do The Cure. "E o nosso vocalista Caíque também se inspirou na forma que o Pedro The Lion fala sobre o seu pai na letras dele para compor algumas músicas nossas."

Wrong Side of the Shore sai por três selos alagoanos (Gangue do Beijo, Solar DiscosNervura Distro) e pelo selo meio alagoano meio pernambucano Transtorninho Records. Ouça abaixo:

Arte da capa por João Marcelo Cruz.