Noticias

Boletim Matutino da VICE - 17/12/2019

Tudo o que você precisa saber sobre o mundo hoje com curadoria da VICE.
17 Dezembro 2019, 1:09pm
O prefeito do Rio de Janeiro Marcelo Crivella
Tânia rego / Agência Brasil

Brasil

Prefeitura do Rio suspende todos os pagamentos até segunda ordem

A Prefeitura do Rio de Janeiro suspendeu todos os pagamentos e demais movimentações financeiras até segunda ordem. É o que informa uma resolução publicada nesta terça-feira (17) no Diário Oficial do Município. A medida afeta o depósito da segunda parcela do 13º salário dos servidores. O documento, assinado pelo secretário municipal de Fazenda, Cesar Augusto Barbiero, determinou o congelamento do Tesouro às 14h desta segunda (16). Em nota, a Prefeitura do Rio informou que a medida tem como objetivo ajustar o caixa do município, em função dos arrestos determinados pela Justiça para pagar aos terceirizados da Saúde. "O procedimento é pontual e pode ser revertido a qualquer momento", diz o comunicado. – G1

Ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho é alvo de mandado de prisão

O ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho (PSB) é alvo de mandado de prisão preventiva na sétima fase da Operação Calvário, da Polícia Federal, que foi deflagrada na manhã desta terça-feira (17), na Paraíba. São cumpridos 54 mandados de busca e apreensão e 17 mandados de prisão preventiva, nos estados da Paraíba, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Goiás e Paraná. Além de Ricardo Coutinho, deputados, prefeitos e secretários são alvos da Operação Calvário - Juízo Final. A operação, realizada em conjunto com o o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), Ministério Público Federal e Controladoria-Geral da União (CGU), apura desvio de recursos públicos na ordem de R$ 134,2 milhões, dos quais mais de R$ 120 milhões teriam sido destinados a agentes políticos e às campanhas eleitorais de 2010, 2014 e 2018. – G1

Sérgio Cabral assina acordo de delação premiada com Polícia Federal

O ex-governador do Rio Sérgio Cabral assinou acordo de delação premiada com a Polícia Federal, que enviou o material para homologação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin. Pelo acordo, mantido sob sigilo, o ex-governador se comprometeu a devolver R$ 380 milhões da propina recebida por ele nos últimos anos. A delação, porém, só terá validade caso seja homologada pelo STF. O acordo não estabelece previamente benefícios penais, por isso ainda não é possível saber quando Cabral sairá da prisão mesmo se a tratativa for homologada. A efetividade dos relatos do ex-governador sobre os fatos narrados será determinante para estabelecer o tempo que ele será solto. A defesa de Cabral afirmou que não irá se manifestar sobre o assunto. – O Globo

Pesquisador que estuda uso do Whatsapp por bolsonaristas relata ameaça e foge do Brasil

Um pesquisador brasileiro que vive nos Estados Unidos estudando o uso do aplicativo WhatsApp por grupos políticos afirma que recebeu uma ameaça em São Paulo e que teve que deixar o país às pressas. David Nemer estava na capital paulista na semana passada e aproveitou para ir a um parque da cidade. Na manhã de sábado passado (14), ele afirma ter recebido um email anônimo (veja abaixo) dizendo que sabiam onde ele estava e recomendando que ele tivesse "cuidado". Em anexo, enviaram uma fotografia do professor no parque que ele havia frequentado dias antes. Foi o quarto email com ameaças em quatro meses. "Sabemos que voce esta em Sao Paulo- e melhor voce ter cuidado [sic]", afirmou a mensagem enviada às 5h da manhã de sábado por meio de um serviço de envio anônimo de correio eletrônico. – UOL

Desembargadora que atacou Marielle com informações falsas presta depoimento no Rio

A desembargadora Marília Castro Neves Vieira, que atacou a vereadora Marielle Franco com informações falsas em uma rede social, presta depoimento nesta terça-feira (17). Ela é ré na ação no Superior Tribunal de Justiça (STJ), que apura o crime de calúnia. Na véspera, Anielle Franco — irmã de Marielle e uma das autoras da ação — também foi ouvida na Justiça e se emocionou. "Ouvir que ela era mulher de bandido e foi financiada por traficante dói . Mas a gente tem que combater fake news", afirmou. Anielle contou que a juíza jamais procurou a família para pedir desculpas, embora tenha feito uma outra postagem em que se dizia arrependida. Em agosto, o STJ aceitou a ação movida pela família contra a magistrada. Além de afirmar que a vereadora tinha ligação com criminosos, a desembargadora também escreveu que Marielle foi eleita por uma facção criminosa. – G1

Seis pessoas são presas durante operação contra organizadas do Cruzeiro em MG

Seis pessoas foram presas durante a Operação Voz da Arquibancada realizada pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e as polícias Civil e Militar, na manhã desta terça-feira (17), em Minas Gerais. A informação foi confirmada às 7h04. Dezesseis mandados de prisão temporária e 20 de busca e apreensão são cumpridos contra duas torcidas organizadas do Cruzeiro. De acordo com o MPMG, os crimes investigados são de associação criminosa, lesão corporal, tentativa de homicídio, dano ao patrimônio, provocação de tumultos e ameaças. De acordo com o MPMG, a motivação se refere aos constantes confrontos entre as torcidas. No último dia 8, o jogo entre Cruzeiro e Palmeiras no Campeonato Brasileiro foi encerrado após brigas, cadeiras atiradas em campo e bombas de gás e efeito moral. – G1

Justiça mantém preso apenas um dos 41 detidos em rinha de cães em Mairipórã

A Justiça de Guarulhos (SP) manteve a prisão de uma das 41 pessoas detidas no noite de sábado (14) durante flagrante de uma rinha de cães, em Mairiporã (Grande São Paulo). Na ação, 17 cachorros da raça pitbull foram resgatados. Uma carcaça de cão também foi encontrada no local. Entre os detidos estavam um policial militar e um médico veterinário. O homem que ficará preso foi apontado como sendo um dos organizadores "do lamentável evento", como escreve o juiz André Luiz da Silva da Cunha na sentença. O preso também seria um dos responsáveis pela locação do imóvel onde ocorreu a rinha. Na sentença, o juiz determinou o pagamento de fiança para as demais 40 pessoas detidas, cujos valores vão de 1 salário mínimo (R$ 998) a 60 salários mínimos (R$ 59.880). Os valores, segundo o magistrado, devem ser pagos em até dez dias. – Agora

Polícia abre inquérito para apurar caso de homem com braçadeira nazista em MG

A Polícia Civil de Minas Gerais instaurou um inquérito para apurar o caso do homem flagrado com uma braçadeira vermelha com uma suástica ao centro — ao estilo daquelas usadas por oficiais da Alemanha nazista — na cidade de Unaí (MG), a 600 km de Belo Horizonte. O homem foi fotografado em um bar, no sábado (14), à noite, vestindo o adereço no braço. O inquérito foi aberto pela repercussão nas redes sociais. A Polícia Militar foi acionada por frequentadores do local e enviou viaturas, mas, segundo testemunhas, não o abordou. Em nota, a PM diz que os policiais que estiveram no local não entenderam que o caso se encaixaria no primeiro parágrafo do artigo 20 da lei de racismo (7.716/1989), que prevê reclusão de um a três anos e multa. – Folha de S. Paulo

Mundo

Tribunal condena à morte ex-presidente paquistanês Pervez Musharraf

O ex-presidente do Paquistão Pervez Musharraf foi condenado à morte nesta terça-feira (17) por alta traição pelo Tribunal Especial de Islamabad. Como ele está atualmente em Dubai, ele foi condenado à revelia. A acusação está relacionada à suspensão da constituição em 2007, quando ele impôs uma regra emergencial para prolongar seu mandato presidencial. Musharraf, de 76 anos, afirma que a acusação é “infundada”. O general Musharraf, que foi condenado por 2 votos a 1, foi o primeiro governante militar a ser julgado no Paquistão por desrespeitar a constituição. Musharraf assumiu o poder no país após um golpe militar em 1999 e foi presidente entre 2001 e 2008. Durante esse período, ele sobreviveu a várias tentativas de assassinato e de golpe. – G1

Análise aponta soda cáustica em água usada por polícia chilena contra manifestantes

Uma análise encomendada pelo Movimento Saúde em Resistência (MRS) ao Colégio de Químicos Farmacêuticos e Bioquímicos do Chile revelou que a água usada pelos policiais na repressão dos protestos contém soda cáustica e elementos de gás de pimenta. A soda cáustica é potencialmente letal e pode causar danos severos ao entrar em contato com a pele e os olhos, ou se for ingerida. O estudo foi solicitado após a constatação do grande número de pacientes que apresentavam intensas queimaduras e reações alérgicas. De acordo com a análise, o contato com soda cáustica presente na água pode causar inflamações nos pulmões, desmaios e queimaduras com bolhas e sangue nas fezes e em vômitos. – Folha de S. Paulo

E mais

Kanye West apresenta ópera cristã de graça em São Paulo em janeiro, diz colunista

Segundo a colunista Sônia Racy, do Estadão, Kanye West vai trazer sua opera cristã “Nebuchadnezzar” (“Nabucodonossor”, nome do imperador babilônico) para São Paulo – de acordo com a jornalista, o músico vai apresentar sua "opera show" no aniversário da capital paulista, no dia 25 de janeiro (por sinal, um sábado) de 2020, em um show de graça na Avenida Paulista. A comemoração seria bancada pelo governo do estado de São Paulo. Segundo a primeira-dama Bia Doria, o evento “é um presente de Kayne e de Alex Allard à cidade” (Allard é do grupo responsável pela Cidade Matarazzo). Se confirmada, essa seria a terceira passagem de West em solo paulista, depois de se apresentar no Tim Festival (2008) e no SWU (2011). – Estadão

Modesto Carone, escritor e tradutor de Kafka, morre aos 82 anos

O escritor e tradutor Modesto Carone morreu aos 82 anos, segundo a editora Companhia da Letras. "A Companhia das Letras lamenta profundamente o falecimento de Modesto Carone, escritor, ensaísta e contista que se dedicou, por anos, a lecionar literatura nas universidades de Viena, São Paulo e Campinas", publicou em nota. "Principal tradutor de Franz Kafka para o português, Carone começou a traduzir toda a obra do autor de clássicos como 'A metamorfose' em 1983. Em 2009, recebeu o prêmio APCA de melhor livro de ensaio/crítica por 'Lição de Kafka'." – G1

Publicidade