Publicidade
Sexo

Quanta grana artistas pornô gringos realmente ganham

Mia Khalifa diz ter ganho US$ 12 mil em toda sua carreira. Mas quanto o artista pornô médio cobra por uma cena? E que tipo de cena paga mais?

por Niccolò Carradori; Traduzido por Marina Schnoor
17 Janeiro 2020, 10:00am

Luca Ferrero e Martina Smeraldi. Fotos cortesia dos entrevistados. 

A indústria pornô como um todo valia US$ 98 bilhões no mundo em 2014, com os EUA sendo o mercado mais lucrativo. Mas em se tratando de quanto um artista médio ganha, o número é mais difícil de estabelecer.

Numa entrevista em agosto passado, a ex-estrela pornô Mia Khalifa – uma das atrizes mais famosas da indústria – disse que fez cerca de US$ 12 mil [R$ 50 mil] durante toda sua carreira. Mais recentemente, o ator italiano Max Felicitas disse no programa de rádio La Zanzara que ganha €15 mil (quase R$ 70 mil) por mês. Por um lado, a explosão de sites de pornô grátis espremeu os lucros; por outro, as redes sociais têm permitido que os artistas juntem seguidores, produzam conteúdo e o vendam sozinhos.

Para entender quanto artistas pornô estão realmente ganhando, entrei em contato com quatro atores adultos italianos que têm carreiras muito diferentes – alguns já trabalharam nos EUA, outros na Europa, e um deles está na indústria desde os anos 1990, supostamente a era dourada do pornô.

Se você está pensando em largar seu trabalho no escritório pra virar ator pornô, leia as respostas deles aqui primeiro.

Valentina Nappi

1575450483847-valentina-nappi
Foto cortesia de Valentina Nappi.

VICE: Você acha que as pessoas têm uma ideia errada de quanto artistas do pornô realmente ganham?

Valentina Nappi: Pense assim: quantas pessoas realmente pagam pra assistir pornô online? A maioria não paga nada, então os orçamentos de produção geralmente são baixos. Achar que artistas pornô são ricos é absurdo. Talvez esse equívoco tenha a ver com visibilidade: provavelmente somos as figuras públicas que ganham menos considerando quão popular somos. Tenho 1,5 milhão de seguidores no Instagram, mas minha renda não chega nem perto do que um influencer com a mesma audiência faz.

Como funcionam as taxas pra quem trabalha nos EUA?

Hoje em dia, você é pago por cena. Conseguir um contrato exclusivo é coisa rara e o preço depende de vários fatores – quanto você é famoso, o tipo de cena, e assim por diante. Cenas lésbicas pagam menos que cenas com penetração, e anal paga mais. Quando trabalhei nos EUA, eu já era bem conhecida, então meus preços eram mais altos do que você normalmente consegue como iniciante. Eu ganhava €1.070 [R$5 mil] por uma cena hétero básica.

Quantas cenas você consegue fazer em um mês?

Atrizes são mais procuradas quando têm entre 22 e 26 anos. Durante esse tempo, uma atriz provavelmente vai fazer 100 cenas por ano.

Que despesas você tem que levar em consideração?

Tem os impostos, a taxa de 10 a 15% da agência. E acomodações – Los Angeles é uma cidade muito cara; um flat normal pode custar mais de $4 mil [R$17 mil], mais as contas. Aí tem os exames de DST, que geralmente saem do seu bolso. Os mais rápidos custam $195 [R$815], e você tem que fazer um exame a cada duas semanas para poder trabalhar.

Que conselho você daria para jovens artistas?

Junte uma base de seguidores nas redes sociais primeiro, e poste vídeos que você mesmo produziu nas principais plataformas. A internet pode ter encolhido a renda tradicional da indústria, mas permite que artistas promovam a si mesmos e ganhem dinheiro com conteúdo próprio. É um pouco como o YouTube: Tenho meu próprio site e meus canais no Pornhub. No geral, esse é o melhor jeito de ganhar dinheiro.


Assista ao nosso vídeo "10 perguntas que você sempre quis fazer a uma atriz pornô grávida"


Luca Ferrero

1575449692710-luca-ferrero
Foto cortesia de Luca Ferrero.

VICE: Quais eram suas expectativas financeiras quando você começou a trabalhar no pornô?

Luca Ferrero: Eu não tinha expectativas quando comecei, era só por diversão. Eu tinha outro trabalho, o que era muito importante no começo. No mercado europeu, iniciantes não ganham muito – geralmente você só é reembolsado pelas despesas, e algumas pessoas até pagam para ter suas cenas notadas.

Quanto ganha um artista profissional na Europa?

Para os atores, raramente mais que € 500 [R$ 2.300] por cena, geralmente menos. Se for bem estabelecido, você pode pedir mais, mas o problema é que o mercado europeu está cheio de novos atores que aceitam ser pagos em amendoim. Muita gente jovem precisa desistir porque não é algo financeiramente sustentável. Produtoras que pagam bem raramente contratam novos atores, então ser notado é bem difícil. Um novo ator pode ter um pênis enorme, mas tem sempre o risco dele não conseguir ficar de pau duro no set, então eles preferem alguém com experiência.

É verdade que o pornô é um dos poucos setores com uma diferença salarial “reversa”?

Sim, mas em parte. Atrizes ganham mais por cena e podem cobrar mais por certos atos – por exemplo, anal e dupla penetração, que são pagos separadamente – mas a carreira delas é mais curta. Um ator pode trabalhar por muito mais tempo se for bom. O segredo de viver de pornô é diversificar: não é realista pensar que você pode ser um ator pra sempre. Você tem que investir em produções próprias, pode começar a dirigir, se tornar um produtor. É preciso ser inteligente.

Martina Smeraldi

1575449774034-martina-smeraldi
Foto cortesia de Martina Smeraldi.

VICE: Oi, Martina. Você é uma estrela em ascensão no pornô italiano. Quanto você achava que ganharia antes de começar?

Martina Smeraldi: O pornô paga menos do que as pessoas imaginam. Trabalho nisso porque gosto e me faz feliz. Isso é mais importante que o aspecto financeiro pra mim.

Como você começou na indústria?

Entrei em contato com um ator que eu seguia, Max Felicitas, e começamos a filmar juntos. O resto meio que aconteceu. Ganhei visibilidade e outras produtoras entraram em contato, incluindo Rocco Siffredi e os produtores do Fake Taxi [um site de pornô reality que filma cenas na traseira de um táxi]. Até agora, filmei cerca de 20 cenas.

Como uma atriz em ascensão, você considera produzir seus próprios vídeos?

Honestamente, não. Ainda estou no começo da carreira e prefiro trabalhar com outras produtoras. Mas eventualmente quero ter meu próprio site para monetizar meus vídeos.

Que conselho você daria para alguém que quer entrar para a indústria do pornô?

Meu conselho é só contatar profissionais que já vêm trabalhando no setor há algum tempo e não ter segundas intenções, e pedir a ajuda deles. Foi o que fiz, e deu certo pra mim.

Franco Roccaforte

1575450272218-franco-roccaforte-apolonia
Franco Roccaforte e Apolonia Lapiedra, uma atriz pornô espanhola. Foto cortesia do entrevistado.

VICE: Franco, você é realmente um veterano – você começou sua carreira em 1989. Como a indústria mudou?

Franco Roccaforte: Ela virou de cabeça pra baixo, e não só por causa da internet. No final dos anos 1980, a maior dificuldade era começar mesmo, mas quando começava a filmar, você estava dentro. Você trabalhava para grandes produtoras com atores famosos, você podia viajar o mundo. O Viagra marcou a primeira crise financeira para artistas homens, porque do nada você tinha centenas de novos atores capazes de trabalhar – então as taxas despencaram.

Quanto você ganhava nos anos 90?

Muito. Se você era parte de um pequeno grupo de atores que conseguiam fazer sexo por horas na frente das câmeras, as produtoras queriam assinar um contrato com você, porque você era de confiança. Dava pra ganhar o equivalente a $17 mil [R$71 mil] por mês, até mais no auge da carreira.

Quanto você ganha por uma cena agora?

Nunca menos que €1 mil [R$ 4.600], mas pouquíssimas produtoras podem pagar isso na Europa. Tenho minha própria companhia e geralmente faço meus próprios vídeos.

Qual o segredo de uma carreira tão longa?

A capacidade de se reinventar. O pornô é uma indústria que muda rapidamente: os gêneros mudam, os estilos mudam, a renda muda. Hoje, por exemplo, você tem redes sociais em vez de grandes companhias. No momento, o melhor jeito de trabalhar no pornô é se autopromover.

Matéria originalmente publicada pela VICE Itália.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Tradução do inglês por Marina Schnoor.

Tagged:
porn
viagra
porn stars
pornografia
pornhub
Mia Khalifa
dinheiro
online porn
Valentina Nappi
atores pornô
atrizes pornô
ator pornô
trabalho sexual