Noticias

Boletim Matutino da VICE 20/04/20

Tudo o que você precisa saber sobre o mundo esta manhã com curadoria da VICE.
20 Abril 2020, 12:51pm
carreata da morte

Brasil

Mapa Corona nas Periferias dá visibilidade a iniciativas de combate ao vírus e suas consequências sociais

O Instituto Marielle Franco, em parceria com o portal Favela em Paula, lançou nesta segunda-feira (20) o Mapa Corona nas Periferias. Com o objetivo de compartilhar as diferentes iniciativas que surgem nas periferias do Brasil, o Mapa reúne as ações de solidariedade contra o Coronavírus nas periferias e conecta esse movimento nacional em resposta às tantas atrocidades que temos vivido. Na plataforma, é possível acompanhar e também cadastrar inciativas de combate à epidemia e seus efeitos nas favelas e periferias do país. - Twitter

Agora as carreatas da morte paulistanas ameaçam doentes internados em hospitais

Como se não bastasse ameaçar a população em geral do estado da nação com maior número de casos e mortes por covid-19, as carreatas pró-morte, que pedem o fim do distanciamento social e espera que o sacrifício de pessoas em nome do capitalismo se acelere, passaram também a ameaçar doentes em hospitais. Imagens registradas neste sábado (18) mostram carro de som e buzinaço em frente ao Hospital das Clínicas em São Paulo, maior complexo médico da América Latina e onde estão internados inúmeros doentes em estado grave, em um ato de terrorismo sanitário inédito no mundo. – Folha de S. Paulo

Tossindo e cambaleando, Barolonos apoia ato pelo fim da democracia no Brasil

O furador de quarentena Jair Nosobalro discursou neste domingo (19) em uma manifestação de apoiadores que pediam uma intervenção militar no Brasil, o que contraria a Constituição. A manifestação foi em frente ao Quartel General do Exército. O homenageador de bandeira estadunidense fez questão de estar presente e ainda, tossindo fortemente, discursou. O comboio de Ronasolbo saiu do Palácio da Alvorada às 11h30. Ele parou em frente ao Quartel-General do Exército, onde manifestantes se reuniram depois de participar de uma carreata que passou pela Esplanada dos Ministérios. Os manifestantes levavam cartazes com mensagens contra a democracia e proibidas pela Constituição. Eram contra o Supremo Tribunal Federal, contra o Congresso, defendendo uma intervenção militar e pedindo a volta do AI-5. – G1

Sem Manetta para fustigar, Carluxo agora ataca Rodrigo Maia

Sempre pronto para ajudar o pai nessas coisas de compiuter, o tuiteiro e digital influencer de extrema-direita Carluxo Anosolboro. órfão de não poder mais atacar o agora ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Manetta por adotar um viés científico na condução da crise do coronavírus, agora se volta contra o presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM-RJ). Em sua conta no Twitter, Carluxo se refere a Maia como "Botafogo", apelido atribuído ao deputado em planilha de caixa dois da Odebrecht, segundo delatores da Lava Jato. Em tuíte fixado no alto da página, o filhão da cadeirinha diz que o deputado ataca o presidente diariamente, mas é um "belo frouxo" quando recebe uma "resposta aberta" do papai. – Congresso em Foco

Comandante do Exército diz que pandemia é 'uma das maiores crises vividas pelo Brasil'

Na data em que se comemora o dia do Exército Brasileiro, o comandante da força, general Edson Pujol, classificou a pandemia do novo coronavírus como "uma das maiores crises vividas pelo Brasil nos últimos tempos". Segundo a instituição, 25 mil militares estão atuando nas ações de enfrentamento à covid-19 no país. A mensagem do comandante do Exército diz que a força conta com mais de 250 mil homens, que estão à disposição do País caso sejam solicitados. Sobre a pandemia, o general Edson Pujol afirmou que tem apoiado o governo federal, Estados e municípios em ações como construção de hospitais de campanha, desinfecção de instalações públicas, produção de medicamentos e materiais de proteção individual. Os militares também têm atuado na distribuição de alimentos e participado de campanhas de conscientização, vacinação e doação de sangue. – UOL

Casos de morte por doença respiratória sem causa identificada disparam em SP

As mortes por doenças respiratórias graves em SP com tipo ainda desconhecido dispararam em 2020. Já são 1.282 contra 50 do ano passado, um aumento de 2.464%, segundo dados do Sivep, sistema do Ministério da Saúde que reúne dados do país. Do total, mais da metade das mortes já foi classificada como síndrome respiratória aguda grave de tipo não específico, ou seja, o processo de análise terminou e elas não foram catalogadas como nenhuma doença. O restante está na fila para investigação. Os números de casos não especificados (sem mortes) também se multiplicaram, foram de 660 para 10.166, de 2019 para agora, comparando o mesmo período. Os dados do Sivep são dos 12 primeiros dias de abril. Na atualização de sexta (18), SP tinha 928 mortes por coronavírus no estado. – Folha de S. Paulo

Milícia obriga reabertura de comércio para manter cobrança de taxas no RJ

Comerciantes de áreas da Zona Oeste e Região Metropolitana do Rio dizem que são obrigados a trabalhar para pagar a taxa da milícia, apesar das restrições para o isolamento social como prevenção ao coronavírus. É o que aponta uma reportagem exclusiva do RJ1 nesta sexta-feira (17). Segundo as denúncias, grupos paramilitares usam ameaças para obrigar vendedores e comerciantes a manterem as portas dos estabelecimentos abertas durante a pandemia. Sem se identificar, os moradores relatam como os milicianos agem na região. "Eles vão sempre à noite, um deles encapuzado, um assim mais gordo, outro mais moreno e outro mais forte, entendeu? São três que foram lá em casa, para pegar R$ 30", diz um morador. Comerciantes relatam que os milicianos pedem dinheiro dizendo que é para pagar ajuda da polícia. "Os milicianos daqui, cara, ficam oprimindo a gente, entendeu? Mandando ficar com o bar aberto, que nós 'tem' que ficar pra fazer dinheiro pra pagar eles, pra eles 'poder' pagar os caras da cobertura da PM", relata outro morador. – G1

Rolsonabo revoga portaria sobre rastreamento e identificação de armas

O pai de colecionador de arma Jair Norabolso (sem partido) disse na sexta (17) que revogou portarias do Comando Logístico (Colog), de março de 2020, que tornavam mais rígido o rastreamento, identificação e marcação de armas e munições. Segundo ele, a medida foi tomada por não seguir suas diretrizes em decretos. As medidas determinavam maior controle sobre o tráfico de armas e munições, o oposto do que defende Losbarono e seu entorno. O capilarmente prejudicado deputado Dudu Banoroslo apoiou a decisão do pai e comentou a decisão. "Atiradores e CACs sempre apoiaram B******** para que tenhamos pela primeira vez um P********* não desarmamentista. É inadmissível que a Colog faça portarias restringindo a importação. A quem isso interessa? Certamente não ao P*********, que determinou a revogação destas portarias. Mais medidas virão", tuitou o quase-embaixador. – UOL

Exército pede informações sobre capacidade de municípios fazerem sepultamentos em massa

O Exército enviou a municípios do Rio e do Espírito Santo um questionário perguntando, em caráter de urgência, a capacidade de cidades realizarem sepultamentos em massa por conta da pandemia de coronavírus. Os documentos foram endereçados a diferentes postos de recrutamento e mobilização que estão sob ingerência da 1ª Região Militar do Comando Militar do Leste. "Em atenção ao documento contido na referência, solicito aos senhores chefes dos postos de recrutamento e mobilização o apoio das juntas de serviço militar para que seja realizado um levantamento de dados estatísticos referentes à quantidade de cemitérios, disponibilidade de sepulturas e capacidade de sepultamentos diários em suas respectivas áreas de responsabilidade", diz o documento, assinado pelo coronel Luiz Mauro Rodrigues Moura, chefe da sessão de serviços da 1ª Região Militar, que abrange os estados do Rio de Janeiro e do Espírito Santo. – O Globo

Ministro do Turismo nomeia blogueira para coordenação no IPHAN no Rio

O ministro do Turismo, Marcelo Alvaro Antonio, nomeou uma blogueira para um cargo de coordenação no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no Rio de Janeiro. De acordo com a nomeação, publicada nesta sexta-feira no Diário Oficial, Monique Baptista Aguiar será coordenadora da Coordenação Técnica da Superintendência do instituto no Estado. Dona do blog Com olhar turístico, Monique se identifica em suas redes sociais como "blogueira, digital Influencer e turismóloga". – Época

Ocorrências de violência doméstica saltam 20% em SP na quarentena

Os pedidos de socorro emitidos de dentro de casa, envolvendo violência doméstica, tiveram um salto de 19,8% no estado de São Paulo desde o início do isolamento social decretado pelo governo paulista para conter a pandemia do novo coronavírus, mostram dados inéditos da Secretaria da Segurança Pública. A medição utiliza como base os atendimentos realizados pela Polícia Militar no estado entre os dias 20 de março e 13 de abril deste ano comparados com período semelhante do ano passado. Foram 7.933 nessa quarentena, contra 6.624 no ano passado. Os dados de 2019 se referem ao período de 22 de março a 15 de abril. O governo paulista utiliza essa comparação por incluir dados contabilizados a partir de uma sexta-feira e concluídos em uma segunda-feira, tendo assim um perfil semelhantes de dias. – Folha de S. Paulo

PM fecha 'padaria' do PCC que embalava 900 papelotes de cocaína por minuto

Uma ação da Polícia Militar de São Paulo fechou na manhã desta sexta-feira (17) uma das mais bem estruturadas “padarias” já montadas pela facção criminosa PCC na capital paulista, capaz de processar e produzir 900 embalagens de cocaína por minuto. Só o maquinário industrial apreendido no local está avaliado em cerca de R$ 3,7 milhões. De acordo com a polícia, a “padaria” vinha funcionando em um galpão no Jardim Juçara, ao lado da comunidade de Paraisópolis, na zona sul da capital. Três suspeitos foram presos. Foram apreendidos 712 quilos de cocaína refinada e mais 60 quilos de pasta base. De acordo com o tenente Henrique de Oliveira e Silva, comandante da equipe responsável pela operação, a droga produzida naquele local era distribuída não só para favela de Paraisópolis, mas para toda a zona sul capital. – Folha de S. Paulo

Dois moradores de rua são mortos em Santo André, região metropolitana de SP

Dois moradores de rua foram mortos e um ficou ferido em Santo André, no ABC Paulista, na noite de sábado (18). Segundo a polícia, as vítimas tinham acabado de pegar comida em uma entrega de doações na cidade. Enquanto comia, o grupo foi surpreendido por um homem armado que conduzia uma motocicleta e que realizou os disparos. Na altura da Avenida Dom Jorge, duas pessoas foram alvejadas e precisaram ser socorridas. Apesar dos esforços, uma delas não resistiu e morreu. O segundo baleado foi encaminhado ao Hospital Municipal de Santo André, onde passou por cirurgia e tem o quadro de saúde estável. O terceiro morador de rua foi baleado pelo motociclista já na altura da rua Almeida Garret. Ele foi alvejado por diversos disparos e também não resistiu aos ferimentos. – Band

Mundo

Mortes por covid-19 nos EUA passam de 40 mil

O número de mortos pelo novo coronavírus nos Estados Unidos ultrapassou a marca de 40 mil neste domingo (19), segundo levantamento da Universidade Johns Hopkins. Em 24 horas, o país registrou 1.997 óbitos. Ainda de acordo com o monitoramento da instituição, o país registra mais de 740 mil casos confirmados do novo coronavírus. Os EUA são o país mais atingidos pela pandemia. Somente na cidade de Nova York, onde o uso de máscaras passou a ser obrigatório, o número de mortos pela covid-19 chegou a 14 mil. Esses números mostram a velocidade do espalhamento da pandemia. Os registros de mortes pularam de 30 mil para 40 mil no país em apenas três dias. Apesar dos números ainda altos e da continuidade das medidas de contenção, o governador nova-iorquino, Andrew Cuomo, diz que "o pior já passou". – G1

Sistema de saúde do Japão pode entrar em colapso, alertam médicos

Médicos no Japão alertaram que o sistema de saúde do país pode entrar em colapso em meio a uma nova onda de covid-19. O grande afluxo de doentes fez com que alguns pacientes em estado grave não pudessem ser atendidos em salas de emergência, segundo autoridades do país. Uma ambulância que carregava um paciente com sintomas da doença foi rejeitada por 80 hospitais até ele ser atendido. O Japão, que inicialmente parecia ter o vírus sob controle, ultrapassou os 10 mil casos confirmados neste sábado (18). Mais de 200 pessoas morreram de covid-19 no país. A capital Tóquio é a cidade mais afetada. Michael Bristow, editor do Serviço Mundial da BBC na Ásia, diz que médicos japoneses têm se queixado da falta de equipamentos de proteção, um sinal de que o Japão não está bem preparado para lidar com o vírus. Enquanto isso, o primeiro-ministro Shinzo Abe tem sido criticado por não ter imposto mais cedo medidas restritivas, temendo efeitos negativos na economia. – BBC

Atirador mata ao menos 16 pessoas em ataque no Canadá

Um atirador matou pelo menos 16 pessoas durante um ataque no fim de semana em uma pequena cidade da região da Nova Escócia, informou a polícia do Canadá. O número de mortos não inclui o suspeito. "Nosso trabalho de investigação continua. Por respeito às famílias que ainda não foram notificadas, não podemos fornecer nenhuma informação adicional no momento", disse a porta-voz da Sede Nacional do RCMP, Catherine Fortin, em comunicado à CNN. Em uma entrevista coletiva na noite de domingo, a polícia descreveu o caos com várias ligações para a emergência no final de sábado em uma propriedade em Portapique, na região da Nova Escócia. "Quando a polícia chegou ao local, os membros localizaram várias vítimas dentro e fora de casa", disse o repórter Chris Leather, superintendente-chefe da RCMP. – CNN

Com distanciamento, manifestantes protestam em Israel contra Benjamin Netanyahu

Centenas de pessoas foram às ruas em Israel neste domingo (19) para protestar contra o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, que responde a três acusações de corrupção. Com as medidas contra o novo coronavírus em andamento, os manifestantes usaram máscaras e tomaram distância uns dos outros enquanto participavam do ato. As manifestações ocorrem em mais um momento de impasse sobre o governo de Israel. Netanyahu e Benny Gantz — principal rival político do premiê — tentam acertar uma ampla coalizão para governar o país durante a pandemia de covid-19. As negociações, entretanto, ainda não deram resultado. Se não houver consenso nos próximos dias, Israel poderá passar pelas quartas eleições gerais consecutivas em pouco mais de um ano. No protesto deste domingo, os manifestantes pediam que Gantz desistisse de se aliar a Netanyahu. Os ativistas creem que a ampla coalizão pode minar as investigações contra o atual premiê. – G1

França se aproxima de 20.000 mortes por coronavírus

A França registrou 395 mortes provocadas pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, o que elevou o balanço total a 19.718 óbitos, anunciou neste domingo o diretor geral de Saúde, Jérôme Salomon. Um total de 12.069 pessoas morreram em hospitais (+227) e 7.648 (+168) nas casas de repouso para idosos, enquanto o número de hospitalizados em consequência da covid-19 voltou a registrar queda, informou Salomon. O número de pacientes internados pelo coronavírus alcançava neste domingo 30.610, uma leve redução de 29 pessoas. Do total, 5.744 pacientes estavam na UTI com o auxílio de respiradores artificiais, 89 a menos que sexta-feira. Os dados mostram "uma queda muito lenta da epidemia, embora o número de pessoas hospitalizadas continue sendo elevado", destacou Jérôme Salomon. "O confinamento, graças ao esforço de todos vocês, é eficaz, freia com força a epidemia", completou. -

UOL

Singapura registra aumento recorde do número de infectados por coronavírus

Singapura informou nesta segunda-feira (20) um aumento recorde dos casos de coronavírus, com mais de 1.400 novos contágios, que elevam o total a mais de 8.000, e cujo principal foco seriam as residências que abrigam trabalhadores estrangeiros. A cidade-Estado combate uma segunda onda de infecções depois de ter sido considerada um modelo na luta contra a pandemia de covid-19. O ministério da Saúde anunciou nesta segunda-feira 1.426 novos casos, o que eleva o total de infectados a 8.014, com 11 mortes. Os números fazem de Singapura o país com o maior número de contágios no sudeste asiático. Os casos aumentaram desde que as autoridades começaram a fazer testes em trabalhadores estrangeiros que moram em complexos residenciais lotados. -

UOL

Siga a

VICE Brasil

no

Facebook

,

Twitter

,

Instagram

e

YouTube

.