Noticias

Boletim Matutino da VICE 17/04/20

Tudo o que você precisa saber sobre o mundo esta manhã com curadoria da VICE.
17 Abril 2020, 12:52pm
32651845707_981e990033_o

Brasil

Brolasono tá só a capa da gaita, dizem cupinchas

A troca do ortopedista Luiz Henrique Mandetta pelo empresário e oncologista Nelson Teich trouxe alívio ao Palácio do Planalto. Mas a sensação foi curta, reconheceram interlocutores do governo. O ex-fã de cloroquina Jair Bosnolora não esconde, segundo esses mesmos auxiliares, a “exaustão” neste momento de pandemia e de panelaços - ele estaria só o assoalho. Diante de ataques de diferentes frentes, os auxiliares chegaram a comemorar até o fato do ex-garimpeiro amador ter deixado de lado o tom agressivo no pronunciamento desta quinta-feira. Havia pouco o que comemorar. A queda de braço entre Borolosna e Manetta se arrastou pelas últimas semanas, provocando desgaste à imagem do pele-ruim e do governo. – Estadão

Demissão de Manetta gera panelaço e leva #ForaBolsonaro aos trends mundiais do Twitter

Após demitir Luiz Henrique Manetta do Ministério da Saúde, o assediador de jornalista Jair Bolnorosa foi alvo de panelaços em todo o Brasil. Além das manifestações físicas, o chefe do Executivo também teve que lidar com as manifestações virtuais. A hastag #ForaBolsonaro atingiu o segundo lugar como assunto mais comentado no Twitter mundial. As publicações começaram por volta das 18h, e foram acompanhadas por imagens dos panelaços e por críticas pela demissão do ex-ministro da Saúde. – Congresso Em Foco

Bonorosla ataca jornalistas uma vez a cada 3 dias, aponta entidade

O fritador de ministro Jira Olasboron foi responsável por 32 ataques verbais ou ofensas à imprensa nos três primeiros meses deste ano, uma média de 1 a cada 3 dias. É o que aponta levantamento da organização não governamental Repórteres Sem Fronteiras no primeiro de uma série de relatórios trimestrais sobre violações à liberdade de imprensa no Brasil. Segundo a entidade, Blonorosa realizou 15 ataques diretos a jornalistas nesse período, sendo cinco deles destinados a mulheres. – Folha de S. Paulo

Parlamentares e governadores ficam chateados com demissão de ministro

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, afirmou nesta quinta-feira (16) que o agora ex-ministro Luiz Henrique Manetta "deixa um legado" com sua passagem pelo Ministério da Saúde. Após dias de especulação, Manetta anunciou, por meio de uma rede social, que havia sido comunicado de sua demissão pelo acumulador de retrato de ditadores Jari Roblasrono. Parlamentares, governadores e políticos de diversos partidos, além de outras autoridades, também se pronunciaram nesta quinta lamentando a saída de Mandetta do ministério da Saúde. Ex-deputado federal, Mandetta estava à frente da pasta desde o início do governo, em janeiro de 2019, e ganhou maior visibilidade com a crise provocada pelo novo coronavírus. – G1

Ministro da Ciência quer aplicar Annita contra coronavírus

A Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), órgão do Ministério da Saúde, emitiu parecer favorável ao desenvolvimento de uma pesquisa com nitazoxanida 600 mg, um vermífugo conhecido pelo nome comercial Annita, para o tratamento de pacientes com covid-19. A droga é apontada como o remédio "secreto" mencionado nesta quarta-feira (15) pelo vendedor de travesseiro Marcos Pontes, ministro da Ciência e Tecnologia, como aposta para encontrar uma cura para a doença. O parecer da Conep foi aprovado um dia antes, na terça-feira (14), e refere-se a uma pesquisa solicitada pelo médico Florentino Cardoso, diretor executivo da Hospital Care, uma rede de hospitais pertencente à antiga Bozano (atual Crescera), gestora de "private equity" que até 2018 tinha Paulo Guedes, o atual ministro da Economia, como sócio. – UOL

61% dos pacientes internados com sintomas de coronavírus em SP ainda aguarda confirmação

Do total de pacientes internados com sintomas de coronavírus em São Paulo, 61% não possui exame confirmado de covid-19 até o momento. São 6.193 internações nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e enfermarias do estado. Desse total, 2.379 pacientes tiveram exame positivo para a doença, enquanto outros 3.814 ainda são considerados suspeitos. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (16) pela Secretaria Estadual da Saúde. Os casos suspeitos não são contabilizados nas estatísticas de coronavírus divulgadas diariamente em São Paulo. Entre as internações na enfermaria, a proporção de suspeitos é de 65%: há 2.393 pacientes suspeitos em observação em enfermarias de hospitais no estado, contra 1.264 confirmados por exame laboratorial para covid-19. – G1

Ceará ocupa 100% dos leitos públicos de UTI para coronavírus e fila de espera tem 48 pacientes

O Ceará atingiu, nesta quinta-feira (16), 100% da capacidade das Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) específicas para tratamento da covid-19 na rede pública. Conforme a secretária executiva de Vigilância e Regulação da Secretaria da Saúde (Sesa), Magda Almeida, o estado já possui 48 pacientes na fila de espera por uma vaga, até a manhã desta quinta. O índice de pessoas com o novo coronavírus no estado chegou a 2.386 nesta quinta. O número de pacientes mortos pela doença permanece em 124. Até a noite desta quarta (15), o Ceará tinha 169 pessoas hospitalizadas em UTIs por causa do coronavírus, de acordo com a Sesa. Desse total, 113 estavam em Fortaleza. Segundo Magda, é o perfil maior gravidade de pacientes com covid-19 que demanda as estruturas especializadas. Cada paciente fica, em média, de 7 a 14 nesses leitos. – G1

Autores de pesquisa sobre cloroquina no Amazonas recebem ameaças

Um estudo conduzido em Manaus sobre o uso da cloroquina em pacientes de covid-19 virou alvo da ira de simpatizantes do Jiar Bololalo. Por meio das redes sociais, os pesquisadores passaram a receber ameaças de morte. A polícia do Amazonas informou que está investigando as ameaças de morte. Em rede social de um dos pesquisadores, perfis falsos escreveram: "Filho da puta maldito. Deve ser espancado quando pisar na rua!!" e "Assassino comunista fdp". A pesquisa CloroCovid-19, feita com 81 pacientes em estado grave internados em Manaus, tem o envolvimento de 70 pessoas de instituições como Fundação de Medicina Tropical (FMT), de Manaus, a Fiocruz, a USP e a Universidade do Estado do Amazonas (UEA). – Folha de S. Paulo

Casos de indígenas infectados por coronavírus disparam e aumentam 156% em 48 horas

O número de casos de indígenas infectados com o novo coronavírus disparou e teve um aumento de 156% nas últimas 48 horas. No total, segundo a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), cresceu de nove para 23 o registro de contaminados desde segunda-feira. Até agora foram confirmadas oficialmente três mortes de três etnias distintas (kokama, tikuna e ianomâmi), duas delas no Amazonas, estado que concentra quase a totalidade dos pacientes (95%). No boletim divulgado nesta quarta-feira, há ainda 23 casos suspeitos à espera de confirmação. Manaus ultrapassou o Alto Solimões em número de casos. A capital, que no início da semana tinha seis casos, registra agora 12 contra 8 da microrrregião, que inclui noves municípios. – O Globo

Polícia matou mais e morreu menos em 2019 no Brasil

O Brasil teve ao menos 5.804 pessoas mortas por policiais no ano passado – um dado maior que em 2018. No mesmo período, 159 policiais foram assassinados – número bem menor que o do ano anterior. O número de vítimas em confronto com a polícia cresceu 1,5% em um ano. A alta vai na contramão da queda de mortes violentas no país, a maior da série histórica do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (19%). Já o número de policiais mortos caiu 51% – foram 326 oficiais assassinados em 2018. É o terceiro ano seguido em que há um aumento de mortes por policiais e uma diminuição de policiais mortos. Os dados, inéditos, compreendem todos os casos de “confrontos com civis ou lesões não naturais com intencionalidade” envolvendo policiais na ativa (em serviço e fora de serviço). – G1

Major que comandava UPP é condenado por invasão de casas no Complexo do Alemão

O major da PM Leonardo Zuma, ex-comandante da UPP Nova Brasília, foi condenado pela Auditoria Militar do Tribunal de Justiça do Rio, pela invasão de casas de moradores no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio. Zuma foi denunciado pelo Ministério Público por ter ordenado a entrada de PMs, sem permissão dos donos, em quatro imóveis na localidade conhecida como Largo do Samba no início de 2017. À época, Zuma queria construir uma base da UPP na região. O major respondia pelos crimes de constrangimento ilegal e violação de domicílio. A juíza Ana Paula Monte Figueiredo Pena Barros condenou Zuma a 1 ano e 11 meses de detenção em regime aberto, mas concedeu a suspensão condicional da pena por dois anos. – Extra

Justiça extingue ação contra governos Alckmin e Goldman sobre fraudes no Rodoanel

A juíza Gilsa Elena Rios, da 15ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo, extinguiu, sem resolução de mérito, uma ação civil pública impetrada pelo Ministério Público de São Paulo de improbidade administrativa contra os ex-governadores Geraldo Alckmin e Alberto Goldman (morto em 2019) envolvendo a licitação e assinatura do contrato para construção e concessão dos trechos Sul e Leste do Rodoanel. A informação foi divulgada pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), em nota. Segundo a denúncia apresentada pelo Ministério Público, a acusação dos atos de improbidade administrativa baseou-se na aceitação de uma proposta inexequível pela concessionária vencedora, na licitação dos trechos Sul e Leste do Rodoanel Mário Covas, o que trouxe prejuízos ao erário e enriquecimento dos envolvidos. – UOL

Voluntárias costuram aventais para hospital na zona leste de SP

Nas últimas semanas, três mulheres de São Miguel Paulista (zona leste), produzem aventais para que os profissionais de saúde possam atuar no combate ao novo coronavírus. O material é enviado ao hospital Santa Marcelina, instituição filantrópica privada de Itaquera, também na zona leste. Porém, o trabalho voluntário, tem dificuldade para conseguir a matéria-prima. Depois de ficar dias sem o TNT, tecido utilizado para a confecção, dois rolos foram fornecidos pelo próprio hospital. Com este volume, elas conseguem fazer 29 aventais, diz Ana Lúcia Bastos de Oliveira, 62 anos. "Minha irmã tem uma máquina de costura e eu vou ajudando de outras formas. O hospital mesmo que pediu nossa ajuda", diz. "No começo, nas primeiras vezes mandaram o avental já cortado só para fechar, mas desta vez veio o rolo de tecido", afirma a voluntária. – Agora

Brasil tem 30 mortes de profissionais de enfermagem por coronavírus

O Brasil registra ao menos 30 mortes de profissionais de enfermagem causadas pela Covid-19, de acordo com balanço do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen). Os dados retratam o impacto das infecções do novo coronavírus entre enfermeiros, técnicos e assistentes até quarta-feira (15). Outros 4 mil profissionais estão afastados pela doença, sendo 552 com diagnóstico confirmado e mais de 3,5 mil em investigação. Ao todo, já são mais de 4,8 mil denúncias por falta de equipamentos de proteção individual (EPIs) para trabalhar, de acordo com o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen). Os números chamam a atenção pela escalada de casos reportados por enfermeiros responsáveis ou coordenadores das áreas de atendimento. Em 5 de abril, eram 230 casos suspeitos ou confirmados. Dez dias depois, o número saltou para 4.089 – quase 18 vezes mais. – G1

Remédio secreto de Pontes é pior que cloroquina para Covid-19, diz estudo chinês

A nitazoxanida, princípio ativo do vermífugo Annita e remédio “secreto” anunciado pelo ministro da Ciência e Tecnologia e vendedor de travesseiro, Marcos Pontes, para ser testado em pacientes com covid-19, se mostrou menos efetiva e mais tóxica do que outras drogas em estudos publicados na China. Cientistas e virologistas de Wuhan, onde começou a pandemia, testaram sete drogas em laboratório e compararam a potência de cada uma delas. A cloroquina foi considerada a menos tóxica, e mais efetiva, quando ministrada em dose maior. O Remdesivir, remédio usado para combater o Ebola, também teve boa performance. Já a nitazoxanida só desenvolveu atividade antiviral adequada em doses altas, que se mostraram tóxicas. O turista espacial, que não confirma o nome da droga que será testada, ainda assim se gaba dizendo que houve 94% de eficácia em exames preliminares, em laboratório, e que não há efeitos colaterais graves. – Folha de S. Paulo

Cidades paulistas contam 1.000 casos e 100 mortes a mais que governo de SP

Os números apresentados pelo Governo de São Paulo de pessoas infectadas e mortas pelo novo coronavírus apresentam grande defasagem em relação aos somados pelas prefeituras municipais, segundo levantamento feito pela Folha em 178 cidades paulistas. Segundo balanço divulgado pelo governo paulista na última quarta-feira (15), o estado de São Paulo tinha 11.043 infecções confirmadas pelo novo coronavírus e 778 mortes. Enquanto isso, no mesmo dia, as cidades somavam 12.073 casos e 880 mortes. Os números mudam todos os dias e foram atualizados pelo governo para 11.568 confirmações e 853 mortes nesta quinta-feira (16), mas a defasagem continua alta —o que pode atrapalhar no combate a um vírus que se espalha rapidamente. – Folha de S. Paulo

Prefeitura de SP soma mortos e suspeitos e triplica óbitos por covid-19

A cidade de São Paulo divulgou em suas redes sociais que o município teve 1.207 mortes por covid-19 até o dia 13 de abril. O número, porém, traz a soma dos óbitos confirmados e suspeitos, ou seja, inclui casos que ainda não tiveram confirmação atestada para a doença causada pelo novo coronavírus. Segundo balanço diário da própria secretaria municipal de saúde, o número de mortes confirmadas no dia era de 456. Ao somar casos confirmados e suspeitos, a prefeitura divulgou, em uma postagem no Facebook às 20h52 de anteontem (15), um número três vezes maior do que o oficial. A tabela divulgada divide 1.201 de 1.207 óbitos (informados no rodapé) pelas 32 subprefeituras da cidade. O gráfico aponta que as regiões da Penha (79), Mooca (67) e Casa Verde (63) são as três que têm mais mortes. – UOL

Mundo

Com pandemia, economia da China encolhe 6,8% no 1º trimestre

A economia da China registrou a primeira contração em quase 30 anos. O Produto Interno Bruto (PIB) do gigante asiático desabou 6,8% no 1º trimestre, na comparação com o mesmo período do ano passado, confirmando os efeitos causados pela pandemia do novo coronavírus que parou o país no início de 2020. É a primeira queda desde ao menos 1992, quando dados trimestrais oficiais do PIB começaram a ser publicados no país. Em termos anuais, a última vez que a China registrou ma contração do PIB foi em 1976, no fim da Revolução Cultural. Na comparação com o trimestre anterior, o PIB caiu 9,8% nos três primeiros meses do ano, informou a Agência Nacional de Estatísticas. No último trimestre de 2019, o crescimento da segunda maior economia do mundo foi de 6% na comparação anual. – G1

China revisa números em Wuhan, e mortes por coronavírus sobem para 4.632 no país

Autoridades da cidade de Wuhan, cidade chinesa onde surgiu o novo coronavírus, revisaram nesta sexta-feira (17) o número de mortes por covid-19. Com a inclusão de 1.290 novas mortes, o balanço de óbitos subiu para 3.869 e fez com que o número nacional saltasse para 4.632. Com a revisão em Wuhan, o número de infectados confirmados também registrou um aumento de 325 casos, elevando o total para 50.333 pessoas atingidas pelo Sars-Cov-2. A cidade chinesa explica que, no pico da epidemia, alguns pacientes morreram em casa porque não tinham condições de ser atendidos em hospitais e, por isso, não foram contabilizados. A transparência nos balanços da epidemia vinham sendo alvos de críticas e desconfiança internacional, de maneira especial dos Estados Unidos. – G1

EUA superam marca de 30 mil mortos por covid-19

O número de mortes por covid-19 nos Estados Unidos ultrapassou a marca de 30 mil nesta quinta-feira (16), mostram dados da Universidade Johns Hopkins. A situação é mais grave em Nova York — só na maior cidade norte-americana, quase 11 mil pessoas morreram em decorrência da infecção pelo novo coronavírus. Os Estados Unidos são o país com o maior número absoluto de casos confirmados de covid-19: nesta quinta, eram quase 650 mil casos. É mais do que o triplo do registrado na Espanha, segundo país com mais diagnósticos da doença no mundo. Os EUA, inclusive, vêm registrando mais de 2 mil mortes por Covid-19 diariamente — taxa superior à vista em qualquer outro país do mundo. No balanço de quarta-feira, o país contou quase 2,6 mil mortos pelo novo coronavírus. – G1

Filha e genro de Trump estão pouco se fodendo para quarentena e viajam na Páscoa

A filha e o genro do apresentador de reality show Donald Trump ignoraram as recomendações do governo federal para o confinamento durante a pandemia do novo coronavírus, confirmou hoje a Casa Branca. Ivanka Trump e o marido, Jared Kushner, viajaram de Washington para um dos campos de golfe da família em Bedminster, Nova Jersey, para passar a Páscoa judaica, que começou em 8 de abril e terminou nesta quinta (16). Confirmando a notícia publicada pela primeira vez pelo New York Times, a Casa Branca disse que a viagem não envolve mais contatos externos do que se Trump e Kushner tivessem ficado em sua casa em Washington. – UOL

E mais

Morre funkeiro MC Dumel após ser diagnosticado com covid-19

O funkeiro MC Dumel, de 28 anos, morreu hoje no Hospital Couto Maia, em Salvador (BA). A informação foi confirmada pela produtora do artista e pela assessoria de imprensa da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab). Dumel havia sido diagnosticado com covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, no último fim de semana, e estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). "Descanse em paz", escreveu Jê Leite ao se despedir do amigo e parceiro de trabalho. MC Dumel e a mulher dele, Andreza Bacellar, apresentaram os primeiros sinais da doença depois de uma viagem ao Rio de Janeiro. Eles fizeram isolamento social em casa, mas cinco dias depois, na quinta-feira (9) o quadro do músico piorou, e ele foi levado ao Hospital Menandro de Faria, onde foi internado na UTI na sexta-feira (10) à noite. – UOL

Mãe do memético Paulo Kogos dá hidroxicloroquina a faxineiras e seguranças para não dispensar do trabalho

A mãe do inditoso Paulo Kogos e dermatologista das estrelas e do governador de SP João Doria Ligia Kogos falou em entrevista à revista Veja da rotina de sua badalada clínica paulistana, ainda aberta, apesar da quarentena imposta pela pandemia. "Após revisar artigos, tomei a decisão de receitar a amigos médicos e toda a equipe da clínica, das faxineiras aos seguranças, a hidroxicloroquina como profilaxia. É uma forma de prevenir a covid-19", afirma a progenitora do influencer neofeudalista. Ela aproveitou a oportunidade para alfinetar membros da elite paulsitana que dispensaram seus serviçais preocupados com a sua saúde: "notei algumas pacientes com irritações nas mãos, pois dispensaram as faxineiras e agora estão com a pele ressecada". ¯\_(ツ)_/¯ - Veja