Fotos eletrizantes da cena musical cubana

O novo livro do fotógrafo Thomas Pratt mostra o cotidiano de rappers, percussionistas e grupos de rumba em Santiago de Cuba.

por Elizabeth Renstrom; fotos por Thomas Pratt; Traduzido por Marina Schnoor
05 Dezembro 2017, 9:00am

Todas as fotos por Thomas Pratt. 

Ensaio originalmente publicado na VICE EUA.

O fotógrafo Thomas Pratt foi para Santiago de Cuba originalmente documentar a atividade de um pequeno estúdio de gravação. Mas ele acabou passando seus dias nos arredores da segunda maior cidade da ilha, assistindo a show, churrascos, congas de rua e ensaios. É um lugar onde um pen drive com os últimos sucessos de dancehall, hip hop e reggaeton são passados de pessoa pra pessoa nas mesmas salas onde rituais de Santería e Iorubá acontecem. E as joias e dentes de ouro usados pelos locais são tanto uma referência à cultura do rap dos EUA quanto à deusa virgem Oxum, padroeira de Cuba.

Contra um fundo de prédios de concreto da era soviética e igrejas coloniais espanholas, o novo livro de Pratt, Música en Santiago de Cuba, é um estudo etnográfico da rica cultura da cidade, com direito à relação apaixonada e conflituosa entre os músicos de Cuba e sua terra natal. Saque uma seleção de imagens do livro abaixo.

Música en Santiago de Cuba saiu pela Spaghetti Press. Compre o livro aqui.

Thomas Pratt é um fotógrafo que mora em Londres. Acompanhe o trabalho dele aqui.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter e Instagram .