Esta história tem mais de 5 anos de idade.
Edição Crime Verdadeiro

O Rosto de Camden

Bruce Gilden sempre preferiu tirar fotos “de perto”, atuando não pela metodologia “mosca na parede” de documentário, mas trabalhando tão perto da ação que há pouca chance de qualquer coisa se perder na distância entre os pontos A (o assunto) e B (a...

por Gideon Jacobs
29 Outubro 2014, 11:00am

Uma casa cercada por terrenos baldios perto da Broadway que já foi uma artéria comercial próspera da área de Camden-Philadelphia. 

Alguma coisa deu em Bruce Gilden. O fotógrafo da Magnum sempre preferiu tirar fotos “de perto”, atuando não pela metodologia “mosca na parede” de documentário, mas trabalhando tão perto da ação que há pouca chance de qualquer coisa se perder na distância entre os pontos A (o assunto) e B (a lente). Mas, recentemente, ele está chegando ainda mais perto, colecionando obsessivamente imagens de rostos o mais próximo que o enquadramento permitir. E ele mesmo não sabe explicar o que aconteceu, apenas repete seu aforismo pessoal favorito: “Quanto mais velho eu fico, mais perto eu chego”.

Poucos fotógrafos estão tão familiarizados com as entranhas urbanas quanto Gilden, que passou boa parte da carreira documentando as margens da sociedade do mundo e os “caras durões” nascidos em circunstâncias ainda mais duras. Então, para a edição True Crime, a VICE mandou seu fotógrafo para Camden, Nova Jersey, declarada a cidade mais perigosa dos EUA depois de ultrapassar em 2012 a taxa de crimes violentos de Flint, Michigan. Lá, Gilden conheceu homens de Camden com duas coisas em comum: todos cumpriram sentenças de prisão e tudo que querem agora é ver sua cidade se levantar. Caras como Anthony Dillard querem trazer “alguma indústria para Camden”. Gente como Niger Ali organiza “programações para jovens”. Pessoas de fala mansa como Gary Frazier Jr. estão concorrendo a um cargo público. Já Jermaine Wilson só quer trazer mais pessoas para o mercado de trabalho. São rostos de passados variados, presentes reabilitados e os complicados tons de cinza no meio disso.

Em Camden, sua relação com o crime, seja ela qual for, é uma parte inseparável da sua identidade. Posar para uma foto se torna um exercício na apresentação de alguma versão não de quem você é, mas de quem você não é – ou, às vezes, de quem você não é mais.

Casas condenada à demolição no bairro Parkside de Camden, perto da sede da Campbell Soup Company. 

Niger Ali Sr., 37 anos, encarcerado por 15 anos, hoje é um organizador comunitário que trabalha com adolescentes em risco. 

Anthony Dillard, 40 anos, encarcerado por 17 anos, hoje faz camisetas “Made in Camden” que vende aos moradores da cidade.  

Jermaine Wilson, 39 anos, encarcerado por 11 anos, hoje é funcionário de uma agência de empregos que encontra trabalhos temporários para ex-detentos.  

Gary Frazier Jr., 38 anos, encarcerado por três anos e três meses, hoje é um organizador político que planeja concorrer ao cargo de freeholder do condado de Camden em novembro de 2014. 

Diamond Thomas, 43 anos, encarcerado por dez anos, hoje organiza um festival anual de música em Camden. 

Tradução: Marina Schnoor

Tagged:
crime
bruce gilden
Fotos
Fotografia
Camden
filadelfia
EUA
Vice Blog
VICE Revista
Nova Jersey
Volume 21 Edição 9