Tech by VICE

Algo de Podre no Reino de Neopia: 15 Anos Depois, o Neopets Ainda Está no Ar

A morte de um animal de estimação que nos acompanha desde a infância é sempre uma ocasião triste, seja ele um cachorro, um peixe beta ou um Tamagotchi.

por Roisin Kiberd
30 Março 2015, 3:00pm

​Crédito: Neopets

A morte de um animal de estimação que nos acompanha desde a infância é sempre uma ocasião triste, seja ele um cachorro, um peixe beta ou um Tamagotchi.

Mas alguns animais de estimação nunca morrem. O Neopets, a comunidade virtual criada em 1999, ainda está no ar. O site oferece aos seus usuários a oportunidade de criar bichinhos digitais que, independente do nível de negligência, viverão para sempre. Com uma comunidade de fãs de todas as idades, o site servia como um treino para as futuras redes sociais e, em certo nível, para a economia da vida real: cada jogo gerava Neopontos, que por sua vez podiam ser trocados por roupas e comidas para o seu bichinho.

Hoje o reino de Neopia está passando por uma revolução. Após rumores de seu fechamento dominarem subreddits e fóruns, o Neopets anunciou que havia demitido alguns de seus funcionários mais antigos no começo desse mês, devido à uma "reestruturação" interna. A mensagem de David Lord, diretor-executivo da Jumpstart (a empresa que comprou o Neopets da Viacom em março de 2014), enfatizava seu compromisso em manter o Neopets vivo e criar novo conteúdo para o site, uma promessa que foi recebida com desconfiança pelos fãs.

Em um email, Lord explicou seus plano, cujo foco é a atualização do funcionamento do site. "Após a Jumpstart ter comprado o Neopets, nós levamos algum tempo para analisar e decidir qual era o melhor plano de ação para modernizar a tecnologia por trás do site", ele disse. "Quando decidimos atualizar a tecnologia, encontramos algumas dificuldades."

Essas dificuldades incluem, provavelmente, a versão móvel do site. A lentidão e o mau funcionamento do site do Neopets em smartphones já frustrou muita gente.

Em seu email, Lord diz que a "renovação tecnológica" está quase completa, e que a equipe está focada nos "eventos e histórias que fazem do Neopets umas das redes sociais e universo digital mais antigos da internet". Ele se esforçou para nos convencer de que o Neopets não corre o risco de ser fechado: "Nós vamos manter o site vivo! Nós estamos pesquisando formas de expandir Neopia para outras plataformas (celulares, Facebook, etc) e fornecer um jogo completo e divertido para todos os usuários, novos e antigos."

"Zerar" Neopets é tão improvável quanto descobrir o sentido da vida

É sempre difícil restruturar um jogo que existe desde a infância de seus fãs, e que se manteve (relativamente) intocado durante todos esses anos. Eu troquei emails com um desses veteranos da comunidade Neopet, que preferiu não revelar sua identidade enquanto nos dava sua opinião extra-oficial.

"Uma das coisas mais especiais de Neopets era o fato dele ter diferentes significados para diferentes pessoas", acrescentou o jogador. "Você poderia aumentar as habilidades do seu Neopet e ir para a guerra, ou tentar bater o recorde de algum dos jogos do site. Você podia aumentar sua lojinha até ela virar um "shopping", ou você podia apenas ler todos os livros que existissem e transformar seu Neopet no ser mais inteligente de Neopia."

No Neopets, o único objetivo é viver. Você tem que escolher seus próprios objetivos, trabalhar duro e ser gentil com os outros. Não existe um objetivo final: "zerar" Neopets é tão improvável quanto descobrir o sentido da vida.

Quinze anos depois de sua criação, o Neopets possui uma pequena, porém dedicada, legião de seguidores. Alguns dos fãs mais antigos estão preocupados com a ideia de perder um pedaço de suas infâncias: "Grande parte da polêmica dos últimos dias se deve ao fato dos Neopianos estarem inseguros quanto ao futuro do site. Estamos ansiosos para saber se o Neopets pelo qual nos apaixonamos irá resistir... Como todas as pessoas que nos últimos 15 anos transformaram o Neopets no que ele é se foram, não tenho certeza se o site vai progredir de forma tão mágica quanto no início."

Um Neopet de pelúcia. Crédito: Diana/Flickr

O site ainda atrai alguns milhares de usuários fiéis ao jogo. O BuzzFeed já publicou listas homenageando o site, e existem subreddits dedicados à moeda de Neopia, ao comércio do jogo, a jogos e desafios em grupo, e um subreddit geral com mais de 10.000 seguidores.

Mas essa atenção não é nada comparada aos dias de ouro do Neopets. Em 2005 a empresa tinha 92 milhões de contas, participava de campanhas do McDonald's (O McLanche Feliz vinha com Neopets de pelúcias), e havia assinado um contrato com a Warner Brothers, que iria produzir filmes sobre os Neopets.

O Neopets oferecia um mundo inofensivo e altamente vigiado para as crianças explorarem depois da aula. Além disso, ele oferecia a adrenalina do primeiro contato com o capitalismo: os jogadores de Neopets aprendiam que tempo é dinheiro, e que toda atividade está inserida na economia Neopiana.

"Essa é, definitivamente, uma característica muito viciante de Neopets", concordou minha fonte. "Existem muitas pessoas que se aproveitam do sistema de oferta e demanda". A mensagem capitalista de Neopets já foi muito investigada, em especial o problema da inflação do Neoponto e a disparidade monetária entre os acumuladores de Neopontos e os miseráveis jogadores casuais (o que explica vídeos como o "Neopets: Como reabastecer e GANHAR MUITA GRANA").

Mas ganhar dinheiro sempre foi uma parte essencial do jogo: a ética trabalhista presente em Neopets reflete o mito da gênese do próprio site, um startup que deu certo. Na vida real, Adam and Donna Powell, criadores do Neopets, criaram o jogo quando eram graduandos da Universidade de Nottingham, em 1999. O site foi um sucesso instantâneo, atraindo mais de 2.2 bilhões de vizualizações por mês. Em 2000, a empresa se mudou para Los Angeles, e no ano seguinte o Neopets foi declarado o site mais "grudento" da internet, mantendo os jogadores entretidos durante 117 minutos por semana (quase nada segundos os parâmetros atuais, considerando que os americanos passam, em média, quarenta minutos por dia no Facebook).

"Nós estamos impressionados com a longevidade do Neopets e com a fidelidade dos usuários."

Em 2005, o Neopets foi comprado pela Viacom por US$160 milhões: o trabalho duro e a criatividade dos Powells havia rendido bons frutos. Comparando a imagem dos Powells com a figura do Dr. Sloth, o vilão alienígena de Neopia que representa a preguiça e a avareza, é possível entender a mensagem de Neopets claramente. As frases do Sloth, listadas no fansite JellyNeo, incluem coisas como "Neopia. Que belo planeta. Acho que vou roubá-lo" e "Antes de tentar dominar o mundo, é perfeitamente justo se dar toda a vantagem."

Mas amor e trabalho honesto nem sempre são o bastante. O Neopets nasceu como uma plataforma grátis, sustentada por propagandas pagas, e em 2004 uma versão premium, sem propagandas, foi lançada. 2007 foi o ano da criação do Shopping Neocrédito, onde os usuários podiam comprar itens virtuais com dinheiro real. Esse avanço foi mal recebido pelos jogadores, que descobriram que a compra de itens mais caros vinha com alguma vantagens dentro do jogo.

O Neopets tentou acalmar a comunidade com um jogo que oferecia uma chance de ganhar Neocréditos (cerca de US$1,50 por jogo), mas isso não os fez esquecer que tudo havia mudado: agora, era possível comprar o que antes não tinha preço. Qualquer jogador podia virar um Dr. Sloth.

Pulando para 2014, chegamos no ano em que a empresa de softwares educacionais Jumpstart comprou o Neopets e sua comunidade associada, a Petpet Park, criada em 2008. Este foi rapidamente destruído, sendo desativado com apenas uma semana de aviso, o que gerou a criação de petições assinadas por usuários revoltados e homenagens bizarras no Youtube.

Apesar de sua freguesia fiel, o Neopets já exibe sinais da sua decadência. Em um tópico no Reddit, vários usuários perguntam "O Neopets está fora de ar de novo?" As reclamações envolvem os problemas técnicos que nunca são resolvidos, as atualizações que nunca acontecem, o site lento e sua incapacidade de se adaptar às tecnologias móveis. Vários usuários afirmam que um erro no site impede novos usuários de criarem novas contas.

"Nós estamos impressionados com a longevidade do Neopets e com a fidelidade dos usuários", disse Lord por email. "Estamos nos esforçando para modernizar a tecnologia do site, o que inclui uma versão para celular e outra para Facebook. "

Quando crescemos, doamos nossos brinquedos de infância, ou os escondemos dentro de sacos plásticos largados no porão. Um jogo virtual representa um problema: a comunidade pode continuar existindo, mesmo que minúscula, mas sua devoção nunca será o suficiente para manter esse mundo vivo. Assim como os Neopets precisam de comida e atenção para viver, o site precisa de usuários para não definhar.

Será que algo pode ser considerado "Neo" depois de 15 anos? Um estudo sugere que a expectativa de vida média de uma rede social é de 11 anos. Um cachorro costuma viver entre 10 a 13 anos. Um gato, de 12 a 15. Os fãs de Neopet podem até se revoltar com os últimos episódios dessa saga, mas seus bichinhos de estimação viveram mais do que a maioria.

Tradução: Ananda Pieratti