Noticias

Virada da Consciência quer transformar São Paulo na capital da cultura afro

A grande homenageada, a escritora Conceição Evaristo, esteve presente no lançamento do evento que mobilizará a cidade por quatro dias.

por Julia Reis
14 Setembro 2018, 10:00am

Foto: @dazzle_jam/nappy.

No feriado da consciência negra, a capital de São Paulo dedicará seus programas culturais à história afro-brasileira. Entre os dias 18 e 21 de novembro ocorrerão atividades nos principais pontos da cidade com escritores brasileiros, além de debates sobre a cultura afro-brasileira em currículos escolares. Para fazer acontecer, o evento conta com o apoio da prefeitura de São Paulo e outros 40 parceiros. A curadoria é da Faculdade Zumbi dos Palmares.

A virada contará com festivais de capoeira, campeonatos de basquete, corrida e várzea, que irão ocupar os espaços públicos da metrópole. Os eventos ocorrerão em 36 CEUs, cinco bibliotecas, museus municipais e o Memorial da América Latina. No Pacaembu, jogadores do Corinthians também irão jogar contra a seleção de futebol da Faculdade Zumbi dos Palmares.

A grande homenageada do virada será a escritora Conceição Evaristo, que também compareceu ao evento de lançamento nesta terça-feira (13). “Precisamos de uma trabalho coletivo para sobreviver", disse a escritora na ocasião. Ela também ressaltou o espírito quilombola que, segundo ela, serve como forma de união e afirmação cultural perante a sociedade.

Conceição é escritora, negra e nascida em uma comunidade na zona sul de Belo Horizonte. Mestra em literatura brasileira, já lançou seis livros e ganhou um prêmio Jabuti com seus 38 anos de experiência. A mineira é militante do movimento negro e ganhou destaque especial em junho deste ano quando oficializou sua candidatura à Academia Brasileira de Letras. A cadeira acabou sendo oferecida ao cineasta Cacá Diegues.

Evaristo será a protagonista da "6º Festa do Conhecimento Literatura e Cultura negra", uma das principais manifestações culturais da virada. Ela discutirá as reflexões sobre o papel da mulher negra na literatura e os a falta de inclusão da ABL perante os poetas e escritores afro-brasileiros.

Para saber mais sobre a Virada da Consciência e conferir a programação, clique aqui.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.