Tech by VICE

​Ainda faltam 999.998,371 bitcoins para levarem os dados da NSA

Golpe ou não, o leilão não tá dando muito certo.

por Lorenzo Franceschi-Bicchierai
18 Agosto 2016, 4:33pm

Golpe ou não, o leilão não tá dando muito certo. Crédito:BTC Trinkets .com/Flickr

Quando um misterioso grupo chamado The Shadow Brokers vazou arquivos que pertenceriam a pessoas ligadas à agência de inteligência americana, a NSA, eles também disseram ter coisas mais suculentas em mãos. Para poder ver, porém, o interessado teria que participar de leilão cujo lance derradeiro seria um milhão de bitcoins – cerca de 500 milhões de dólares.

É bastante moeda virtual, o que, claro, fez muita gente suspeitar da parada. O leilão, diziam, era um golpe e nada mais.

Se é golpe ou não, não podemos afirmar. O que dá para dizer é que a iniciativa não está muito bem das pernas.

Até quarta-feira, faltavam 999.998,371 em Bitcoin para alguém levar o pacotão. A carteira configurada pelos Shadow Brokers só havia recebido 15 ofertas, totalizando 930 dólares. Quem deu o maior lance – de longe – ofereceu 1,5 bitcoin ou cerca de 850 dólares.

"Tenho impressão de que isso não vai dar em nada, mas vale a tentativa", disse o responsável pelo lance, que se recusou a ser identificado, mas disse ao Motherboard que está interessado no uso das ferramentas e das brechas que os Shadow Brokers podem ter em mãos.

"Tenho impressão de que isso não vai dar em nada, mas vale a tentativa"

"O código está desatualizado e não há garantias de que eu (ou qualquer um) ganharão algo com isso", disse o possível comprador em chat online. "Penso, porém, que este é o lance máximo que alguém dará. Então se eu levar algumas dessas brechas de dia zero, mesmo que antigas, por 850 dólares – ainda seria legal."

O comprador se negou a dizer o que pretende fazer com a possível aquisição. Comentou ainda que não tem interesse na revenda e sim utilizá-lo para fins criminosos, tais como o hackeamento de roteadores para interceptar dados alheios.

Matt Suiche, CEO da empresa de segurança cibernética sediada nos Emirados Árabes Unidos, tem acompanhado o vazamento desde o início e está descrente: "O leilão é jogada de marketing", disse. "Inicialmente pensei em dar um lance, mas quando vi que queriam meio milhão de dólares, duvidei de sua seriedade."

Para Suiche, é bem possível que o leilão seja só uma maneira de chamar atenção. Porém, caso os Shadow Brokers não consigam lances o suficiente e o leilão siga "escroto como agora", argumentou, eles podem lançar algo a mais só para provar que tem algo em mãos, aumentando, assim suas chances de lucrar.

De qualquer forma, o responsável pelo maior lance está esperando, sentadinho. "Se você me perguntar, é coisa pra se esquecer em um mês", disse. "As pessoas tem memória curta, este pessoal vai sumir com um pouquinho [de bitcoins] e não me entregar nada ou vão lançar algo mais só pra ganhar mais [bitcoins] (o que não vai funcionar) ... Minha aposta [em bitcoins] é que eles cumprirão sua palavra ☺."

Tradução: Thiago "Índio" Silva