Publicidade
Noticias

Boletim Matutino da VICE - 31/10/2018

Tudo o que você precisa saber sobre o mundo esta manhã com curadoria da VICE.

por Equipe VICE Brasil
31 Outubro 2018, 12:00pm

Reprodução / Facebook da empresa

Brasil

Taurus perde mais de R$ 400 milhões em valor de mercado em 2 dias

A fabricante de armas Forjas Taurus perdeu R$ 405 milhões em valor de mercado em dois dias, segundo dados divulgados nesta terça-feira (30) pela Economatica. A queda acontece poucos dias depois de a empresa atingir seu maior valor de mercado, em 18 de outubro, em meio a expectativas do mercado sobre as eleições. A sequência de altas anterior havia levado a Taurus a bater a máxima de R$ 879 milhões em valor de mercado. Desse montante, a empresa já perdeu até agora R$ 560 milhões, aproximadamente. O valor atual é de R$ 319 milhões. As ações da empresa vêm apresentando fortes oscilações desde o fim da corrida eleitoral pela presidência. A queda dos últimos dois dias ocorreu após o surgimento de um vídeo em que o presidente eleito, Jair Bolsonaro, diz que vai “acabar com o monopólio” no mercado de armas. – G1

MP investiga deputada eleita do PSL que incitou alunos a denunciarem professores

O Ministério Público de Santa Catarina entrou na Justiça com ação civil pública nesta terça-feira (30) contra a deputada estadual eleita Ana Caroline Campagnolo (PSL). O órgão quer a condenação por danos morais coletivos e pede que seja dada liminar para que ela se abstenha de manter qualquer tipo de controle ideológico das atividades dos professores e alunos de escolas públicas e privadas do estado. Ana Caroline, de Itajaí, fez uma publicação em redes sociais na noite de domingo (28) oferecendo um contato telefônico para alunos enviarem vídeos de professores em sala de aula que estejam fazendo "manifestações político-partidárias ou ideológicas". O Ministério Público Federal (MPF) também investiga o caso e instaurou um inquérito sobre o assunto na segunda (29). – G1

Mundo

Deslizamento de terra após tufão derruba edifício nas Filipinas; 4 morrem

Cerca de 30 pessoas estão presas nesta quarta-feira (31) em um edifício atingido por um deslizamento de terra na província de Montanha, na ilha de Luzon, nas Filipinas, por onde passou o tufão Yutu na terça-feira (30). As equipes de resgate trabalham desde a noite de terça para encontrar sobreviventes entre a lama e os destroços. O prefeito de Natonin confirmou a morte de quatro pessoas. Dezenas de desabrigados se refugiavam no local por causa das intensas chuvas e fortes ventos provocados pelo tufão, apesar de não ter sido qualificado oficialmente como abrigo. Em Banaue, onde ficam os famosos terraços de arroz na província de Ifugao, outro deslizamento de terra causou a morte de Baltazar Pinnay, de 48 anos, e três dos seus filhos entre 8 e 12 anos. – G1

Tempestades deixam ao menos dez mortos na Itália

A onda de mau tempo que atinge a Itália desde domingo causou a morte de dez pessoas até esta terça-feira (30), de acordo com o jornal “Repubblica”. A água alcançou um nível histórico em Veneza na segunda-feira (29). Em Roma, a capital italiana, o vento derrubou várias árvores, que danificaram viaturas, e levou ao fechamento de diversas atrações turísticas, entre elas o Coliseu. Em Gênova, o aeroporto teve que ser fechado para a retirada de destroços trazidos pelos ventos da pista. Na Ligúria, cerca de 20 mil pessoas estão sem energia elétrica. – G1

Enfermeiro admite ter matado 100 pacientes na Alemanha

O ex-enfermeiro alemão Niels Högel admitiu 100 assassinatos de pacientes na abertura de seu julgamento nesta terça-feira (30), em um caso sem precedentes no país desde a Segunda Guerra Mundial. O acusado, de 41 anos, escutou, de cabeça baixa e sem esboçar expressão, os nomes das 100 pessoas que ele matou, entre 2000 e 2005, lidos pela promotora Daniela Schiereck-Bohlmann. Após um minuto de silêncio em memória das vítimas e da leitura da ata de acusação, o tribunal perguntou a Högel se as acusações contra ele estavam corretas. "Sim", ele respondeu em voz baixa. "Tudo que eu confessei é verdade." Durante cinco anos, primeiro no Hospital de Oldenbourg e depois no município vizinho de Delmenhorst, Niels Högel injetou intencionalmente drogas em pacientes para causar parada cardíaca antes de tentar reanimá-los, na maioria das vezes sem sucesso. – G1

Supremo Tribunal da Hungria absolve repórter que chutou refugiados em 2015

O Supremo Tribunal da Hungria absolveu a jornalista Petra László, que chutou dois refugiados e botou o pé na frente de outros perto da fronteira com a Sérvia em 2015, ao afirmar que ela não cometeu um crime, mas uma infração e que esta já prescreveu. Em nota, o Supremo anunciou a anulação da sentença ditada em outubro de 2017 que condenou a repórter húngara a três anos de liberdade condicional por "vandalismo". "O que a repórter fez não constitui um crime, mas sim uma conduta ilícita, que também é moralmente censurável e sancionável pela lei", indica a sentença. No entanto, essa infração já prescreveu e seria preciso "suspender o procedimento". – UOL

Tagged:
alemanha
taurus
Italia
PSL
Boletim Matutino