Publicidade
VICE Sports

Boletim VICE da Copa #7: torcedores não sabem se comportar na Rússia

Depois dos gritos homofóbicos de mexicanos, ingleses fazem saudações nazistas e argentinos, brasileiros e colombianos são acusados de assédio sexual. Ruinzão.

por Artur do Fifa
20 Junho 2018, 10:08pm

Não tá legal, consagrados. Se dentro de campo a coisa já não tá tão boa, com várias retrancas e gols minguados, fora dele, ah, só piora: latino-americanos são acusados de assédio sexual e europeus de fazer saudações nazistas. Pois é, ruim, ruim. O clima de alegria e celebração deu lugar, nesta quarta, às notícias de torcedores mal comportados. Esperemos que sirvam para inibir os caga-festa porque, olha, se continuar assim, vai ser complicado. Vamos ao melancólico resumão do sétimo dia de Copa, direto de nossa cabine em Vladivostok.

Polícia investiga ingleses que fizeram saudações nazistas na Rússia. Até que demorou: ingleses foram flagrados fazendo supostas saudações nazistas em um bar de Volgogrado, onde a Inglaterra enfrentou a Tunísia na semana passada. A polícia inglesa e órgãos russos afirmam que investigarão o que rolou, quem são esses caras e o que querem no país. - Guardian e Twitter

Mídia russa condena comportamento de brasileiros. O jornal moscovita MK, a rede russa 360TV e o site Medialeaks foram alguns dos veículos russos que se posicionaram contra os atos de torcedores brasileiros que assediaram mulheres do país. Segundo apuração do site da Veja, eles classificaram o comportamento como “expressão de misoginia” e “abuso sexual”. - Veja

Ronaldo atualizou seu software e meteu mais um golaço robótico na Copa. É o quarto dele, o artilheiro isolado da competição. Com a marca, o cara também se tornou o maior goleador por uma seleção européia. São 85 gols, um a mais que o lendário Puskas da Hungria. Não foi fácil, porém. No jogo contra o Marrocos, após o gol, Ronaldo e sua equipe sofreram mais do que o esperado e se trancaram para não tomar o empate. O resultado mostrou que, assim como na Eurocopa 2016, os portugueses não jogam de modo brilhante, mas sabem como decidir e segurar o jogo. Mais um daqueles times que vem forte.

Colombianos e argentinos também são acusados de assediar mulheres na Rússia. Outros latino-americanos usaram da mesma tática imbecil de pedir para garotas falarem palavras de cunho sexual em seus idiomas. Primeiro foram os argentinos com mulheres de várias nacionalidades; depois, os colombianos com japonesas. - UOL e El País

Uruguai vence com, adivinhe, um gol de bola parada. Já falamos aqui que essa é a Copa do golzinho chorado de bola parada. Suárez, o atacante mordedor, deixou sua marca após uma besteira coletiva da zaga saudita num escanteio e fez o único gol da partida. Quer ganhar no bolão da firma? Bota 1 a 0 pro favorito em tudo. Pode cobrar depois.

Brasil passa vergonha ao questionar árbitro de vídeo na FIFA. No país do tapetão, estamos acostumados a ver clubes ganharem partidas e até subirem de divisão por meio dos tribunais. O pessoal da CBF, porém, anda tendo choque de realidade ao perceber que o chororô é livre na Rússia. Os cartolas brasileiros fizeram questão de, cof, *protocolar uma reclamação* que exigia o áudio da conversa entre o juizão e o árbitro de vídeo. A FIFA negou, claro. Sem ter para onde correr, os chefões do futiba nacional agora afirmam que manterão o papo com a organização para, cof, *evitar erros em procedimentos futuros*. (Não ria!) Ao que parece, o mundo ideal para a CBF seria aquele em que todos os juízes são brasileiros. - UOL

Marcas boicotam o mexicano Rafa Márquez por suposta ligação com cartel. Um jogador veterano que disputa a quinta Copa seguida é algo pelo qual muitas marcas publicitárias se interessariam, não? Bom, com Rafa Márquez, zagueiro de 39 anos do México, isso não rola. Isso porque, de acordo com o Guardian e o The New York Times, ele é acusado de ter laços com chefões de cartel de drogas. O jogador nega o envolvimento, mas as marcas não querem saber. Ele está proibido de dar entrevistas em frente às placas publicitárias e sua camisa de treino não pode conter qualquer anúncio. - NYTimes e Guardian

Espanha ganha de Marrocos no sufoco. Preciso falar que foi 1 a 0 e saiu de um lance chorado? Não, ok. Mas pelo menos o gol decisivo não saiu de bola parada. Diego Costa, com oportunismo, recebeu a bola do meio e botou pra dentro. É o segundo dele na competição. Forte candidato a artilheiro também.

Neymar supera Messi e CR7 em citações no Twitter. Na rede social em que os debates capilares parecem definir o rumo da humanidade, Neymar, nosso 10 que manca, reina soberano. Não tem para ninguém: segundo o Twitter, ele é o mais citado na rede, superando Cristiano Ronaldo e Lionel Messi, os dois melhores do mundo. Resta saber a proporção de críticas. Fica pruma próxima. - UOL

Pai de Neymar se hospeda no mesmo hotel dos jogadores e causa desconforto. A orientação da CBF era que os familiares dos atletas da seleção se hospedassem num hotel próximo aos jogadores. Neypai, no entanto, quebrou o protocolo e ficou no mesmo prédio em que seu filho e demais boleiros estão. Segundo o UOL, foi para fugir do agito de Moscou. De acordo com o site Goal, galera ficou putaraça com a situação. - Goal

Voltamos amanhã com mais notícias sobre Neymar.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Leia mais sobre a Copa da Rússia 2018 na VICE.