Publicidade
Noticias

Boletim Matutino da VICE - 11/10/2019

Tudo o que você precisa saber sobre o mundo esta manhã com curadoria da VICE.

por Equipe VICE Brasil
11 Outubro 2019, 1:56pm

Marcelo Camargo / Agência Brasil

Brasil

Fernando Collor é alvo de operação da Polícia Federal

O ex-presidente da República e atual senador Fernando Collor (PROS-AL) é alvo de uma operação da Polícia Federal. A operação, batizada como Arremate, é realizada hoje em Maceió e Curitiba. No total, foram expedidos 16 mandados de busca e apreensão nas capitais de Alagoas e do Paraná. Eles foram autorizados pelo Supremo Tribunal Federal. O objetivo da operação, segundo a PF, é "combater um esquema de lavagem de capitais por meio de compras de imóveis" em leilões judiciais. Os investigadores apontam que Collor estaria envolvido em um esquema no arremate de imóveis em 2010, 2011, 2012 e 2016. A PF aponta que o político utilizaria um "laranja" com a proposta de "ocultar a sua participação como beneficiário final das operações". – UOL

Bolsonaro veta obrigação de hospitais de notificar suspeitas de violência contra a mulher

O presidente Jair Bolsonaro informou ao Senado Federal que decidiu vetar, integralmente, o projeto de lei que obrigava hospitais das redes pública e privada a notificar casos suspeitos de violência contra a mulher à polícia em até 24 horas. O governo justificou o veto "por contrariedade ao interesse público". No projeto, a deputada federal Renata Abreu (PTN-SP) afirmou que não há canal de comunicação entre hospitais e delegacias que mapeie as áreas com maior concentração de violência a mulher. Segundo a parlamentar, a mulher agredida, por medo, deixa de registrar boletim de ocorrência, mas procura um hospital por causa das lesões. "E, muitas vezes, não há conhecimento das Secretarias de Justiça do ocorrido e tal estatística passa despercebida." – Estadão

Governo Trump bloqueia ampliação da OCDE e frustra promessa feita a Bolsonaro

O governo dos Estados Unidos reiterou apoio às candidaturas de Argentina e Romênia para uma vaga na OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico) em uma carta enviada ao órgão. Além disso, o governo Trump se opôs a uma ampliação maior no número de membros da organização, o que, na prática, solapa as ambições brasileiras. No documento, não há nenhum apoio à candidatura do Brasil —o país não é sequer citado—, mesmo após o governo americano ter anunciado apoio à candidatura brasileira. – Folha de S. Paulo

Análise de pesquisadores da UFBA aponta que óleo no litoral do NE é da Venezuela

Um estudo realizado pelo Instituto de Geociências da Universidade Federal da Bahia (UFBA) aponta que o petróleo que atinge o litoral do Nordeste veio da Venezuela. A informação foi divulgada pela diretora da entidade, a pesquisadora Olivia Oliveira, durante coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira (10). "Nossos estudos agroquímicos evidenciam que o óleo é proveniente de uma bacia da Venezuela. Foram diversas análises geoquímicas, a partir da coleta dessas amostras. Esse trabalho realmente revelou que se trata de um petróleo produzido na Venezuela", afirmou Olivia. – G1

Adolescente negro vira 'suspeito' em grupo de moradores após tirar fotos no bairro

Um adolescente de 17 anos relatou ter sofrido preconceito por parte de moradores e de um vereador enquanto fazia fotografias pelas ruas do bairro Eloy Chaves, em Jundiaí (SP). O caso foi revelado pelo jornal Folha de S.Paulo. Segundo Gabriel Souza, funcionário de uma borracharia, o episódio de racismo aconteceu quando, durante o horário de almoço, saiu para fotografar alguns pontos do bairro com uma câmera. "É um equipamento novo que eu havia ganhado há pouco tempo, então decidi testar durante o meu horário de almoço. Até então, não estava sabendo de nenhuma repercussão", conta. – G1

Brasileiro com câncer terminal terá alta após terapia genética pioneira

Um paciente de 62 anos que tinha linfoma em fase terminal e tomava morfina todo dia deve receber alta no sábado (12) após ser submetido a um tratamento inédito na América Latina. Ele deixará o hospital livre dos sintomas do câncer graças a um método 100% brasileiro baseado em uma técnica de terapia genética descoberta no exterior e conhecida como CART-Cell. Os médicos e pesquisadores do Centro de Terapia Celular (CTC-Fapesp-USP) do Hemocentro, ligado ao Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, apontam que o paciente está "virtualmente" livre da doença. – G1

Mundo

Primeiro-ministro da Etiópia Abiy Ahmed Ali ganha Nobel da Paz 2019

O primeiro-ministro da Etiópia, Abiy Ahmed Ali, ganhou o Nobel da Paz 2019 por sua iniciativa decisiva para resolver o conflito de fronteira com a vizinha Eritreia, no leste da África. O anúncio do 100º Prêmio Nobel da Paz foi feito na manhã desta sexta-feira (11), em Oslo, na Noruega. Em estreita cooperação com o presidente da Eritreia, Isaias Afwerki, o premiê de 43 anos rapidamente elaborou os princípios de um acordo para acabar com o longo impasse "sem paz, sem guerra" entre a Etiópia e a Eritreia. O tratado colocou fim a 20 anos de conflito entre os dois países. – G1

Irã diz que navio petroleiro foi atingido por mísseis

Dois mísseis atingiram um navio tanque iraniano que atravessava o Mar Vermelho perto da costa da Arábia Saudita nesta sexta-feira (11), de acordo com autoridades do Irã. Não há, por enquanto, pronunciamento da Arábia Saudita sobre o ataque, e oficiais sauditas não responderam a pedidos de entrevistas. A TV estatal iraniana disse que a explosão danificou dois armazéns dentro do navio tanque e causou um vazamento no Mar Vermelho perto da cidade portuária de Jiddah. O vazamento foi estancado mais tarde, de acordo com a agência de notícias do Irã. – G1

Bósnia, Albânia e Kosovo rejeitam Nobel de Literatura para Peter Handke

Líderes políticos e personalidades da Bósnia, Kosovo e Albânia criticaram nesta quinta-feira (10) a entrega do prêmio Nobel de Literatura ao austríaco Peter Handke, que na época dos diversos conflitos na antiga Iugoslávia apoiou abertamente a Sérvia. "Jamais pensei que ficaria com vontade de vomitar por causa do prêmio Nobel", reagiu o primeiro-ministro albanês, Edi Rama, no Twitter. O membro bósnio da presidência colegiada da Bósnia, Sefik Dzaferovic, qualificou a decisão de "escandalosa e vergonhosa". – G1

Manifestantes prendem policiais durante protestos no Equador

Manifestantes detiveram oito policiais nesta quinta-feira (10) em um centro cultural de Quito, capital equatoriana. A revolta ocorreu depois da notícia de mais uma morte nos protestos no Equador, que começaram há uma semana. No ato, os ativistas obrigaram um policial a amarrar uma bandeira equatoriana no corpo e portar um símbolo de algumas das culturas indígenas do país. Todos também tiveram de retirar as botas e aparecer em público. Eles foram liberados minutos depois, sem ferimentos. – G1

Cinco pessoas são esfaqueadas em shopping de Manchester, na Inglaterra

Cinco pessoas ficaram feridas em um suposto esfaqueamento em um shopping de Manchester, no noroeste da Inglaterra, nesta sexta-feira (11). Um suspeito foi preso e a polícia britânica afirmou que a polícia antiterrorismo está liderando as investigações. O local, o shopping Arndale, foi esvaziado. A polícia de não detalhes sobre o incidente. Inicialmente, os serviços de emergência haviam confirmado que tratavam dos ferimentos de 4 pessoas. Depois, o número de feridos subiu para 5. Não há registro de vítimas fatais. – G1

E mais

Pabllo Vittar é eleita uma das 'líderes da próxima geração' pela revista Time

A cantora Pabllo Vittar foi eleita pela revista norte-americana Time uma das 10 pessoas apontadas como "líderes da próxima geração". A publicação destaca que a "drag queen brasileira está fazendo uma tempestade no mundo pop" e que ela está "lutando pelos direitos LGBTQ pelo caminho". Além disso, faz diversos elogios ao talento da cantora. "Ao longo dos últimos quatro anos, a drag queen e pop star brasileira de 24 anos se estabeleceu como alguém para ser vista em diversos aspectos, integrando perfeitamente o pessoal ao cultural e político e usando sua plataforma como uma estrela musical para exigir igualdade para as comunidades LGBTQ no Brasil e no exterior", escreveu a publicação. – UOL