Esta história tem mais de 5 anos de idade.
Comida

Esse cara só come carne crua há cinco anos

Depois de vomitar tudo o que comia, o Derek tentou o veganismo e a dieta mediterrânea, mas nada funcionou. Até que ele matou duas cabras que estavam em seu quintal.

por Julian Morgans
02 Outubro 2013, 4:20pm

Conheça Derek Nance. Cinco anos atrás, o Derek teve uma misteriosa doença que acabou com seu apetite e que fazia ele vomitar tudo que comia. Os médicos suspeitavam que fosse uma alergia, então, o Derek mudou sua dieta. Primeiro, ele cortou o trigo e o leite, mas continuou a perder peso. Cada vez mais desesperado, ele procurou por uma cura na internet, conversando com pessoas que o empurraram todos os tipos de dietas salvadoras. Derek tentou a dieta mediterrânea (peixe e vegetais), antes de desistir do peixe e, por fim, tentou o veganismo, mas nada funcionou. Finalmente, um cara que teve sintomas parecidos recomendou uma versão mais carnívora da dieta paleolítica. Sem ter mais nada a perder, Derek deu uma chance à carne crua. Isso foi há cinco anos, hoje, ele chega ao ponto de escovar os dentes com gordura animal. Sei lá por que diabos, eu queria ver o Derek fazendo uma de suas refeições, e ele aceitou. Eu me encontrei com ele e sua namorada, Joanne, em Lexington, Kentucky, e conversamos sobre órgãos vitais, carne podre e saúde, que é o ponto principal de tudo isso segundo o Derek. Ele nunca esteve tão saudável.

VICE: Oi, Derek. Fale mais sobre sua dieta. Que ideia foi essa?
Derek: Isso começou com um dentista chamado Weston Price, que estudou os benefícios de comer mais comidas cruas, inclusive carne, nos anos 1930. Ele estudou os nativos norte-americanos e algumas outras populações que viviam numa dieta de miúdos e gordura. Ele descobriu que as pessoas nessas comunidades primitivas eram muito mais saudáveis do que as de hoje, então pensei: “OK, vou tentar”.

E você chegou a pensar muito sobre isso?
Não muito. Eu estava doente há tanto tempo que estava disposto a tentar qualquer coisa. Tinha umas cabras em meu quintal que eu usava para obter o leite, e, sabe, eu estava cansado de ordenhá-las, então as abati. Comi as duas cabras, cruas, e continuei.

Jesus. E você não passou mal?
Não. Talvez a primeira coisa que aconteça é você ter diarreia, mas é seu sistema digestivo se adaptando. Depois da primeira semana, eu me senti ótimo e nunca mais parei.


O jantar do Derek. Pedaços de carne e gordura de ovelha.

E você não come mais nada desde então?
É, por quase seis anos agora. Gosto mais de ovelha. É mais fácil chegar numa fazenda, negociar um preço decente, abater o bicho e jogar na caçamba da caminhonete. É muito mais difícil lidar com carne bovina, porque é muito maior. Porcos são meio que proibidos para mim, pois eles são injetados com hormônios e tratados com grãos, o que promove o crescimento bacteriano.

E como você evita o escorbuto?
Na verdade, os órgãos dos animais contêm muita vitamina C. E você precisa de mais vitamina C se está numa dieta rica em carboidrato. Se você está comendo mais “carnivoramente”, há vitamina suficiente na carne animal. Então, eu como os órgãos, os tecidos conectivos e tudo mais.


O shake de vitamina C do Derek. Um copo de órgãos de ovelha e sangue coagulado.

O que acontece quando você vai jantar na casa de amigos?
A maioria dos meus amigos me deixa levar um pouco da minha própria comida. Mesma coisa quando saio para jantar fora.

E você não fica enjoado de comer a mesma coisa todos os dias?
Não. Isso é uma coisa que acontece durante o processo de adaptação. Três semanas depois do começo da dieta, notei um gosto de sangue muito forte no fundo de minha garganta e, de repente, comecei a ter um desejo muito forte de comer isso. A ideia de carne assada não me atraía mais, pois tinha gosto de carne queimada. E as ervas e temperos também. Eu temperava a carne, mas os temperos também não me atraem mais.

Você também come carne podre. Por quê?
É um probiótico. Metade dos meus problemas de digestão era somente uma falta de enzimas. Meu corpo simplesmente não produz enzimas o suficiente para digerir alimentos ricos em amido. Então, as bactérias probióticas da carne podre realmente me ajudam a digerir a comida.


Derek deixa pedacinhos de carne crua apodrecendo num pote antes de comê-los.

Você já explicou sua dieta para um vegetariano?
Bem, minha namorada é vegetariana.

Joanne, você é vegetariana?
Joanne: Sim. Bom, mas uma onívora com tendências veganas. Experimentei a dieta do Derek — comemos lombo de cordeiro uma vez e estava delicioso, mas sou vegetariana por razões de compaixão.


Derek e Joanne.

E vocês falam sobre essa diferença de opinião?
Sim, e entendo as razões dele, é uma questão de saúde. Acho que posso comer de tudo e isso não me afeta. Essa é uma grande diferença entre nós dois.

E, Derek, você se sente confortável em abater os animais pessoalmente?
Bom, se os animais vivem de acordo com a natureza deles, não tenho problemas em abatê-los eticamente. Mas se o animal é criado em confinamento e injetado com um monte de antibióticos quando fica doente, então tenho um problema com isso. Não é justo com o animal e não é justo com as pessoas que o comem.

Sua geladeira parece a geladeira de Satanás. O que temos aqui?
É uma ovelha Shetland. A carne desse tipo de ovelha tem um sabor bem leve e doce. Eu abro o crânio para comer o cérebro. É meio que uma iguaria, então, vou esperar até o feriado para fazer isso.

Qual a pior parte dessa dieta?
Ser uma pária. Minha família acha que enlouqueci. Eles literalmente acham que perdi a sanidade e não entendo o porquê. Comer carne crua é algo que eles não conseguem aceitar. Meu pai é professor de biologia e disse que se eu começasse a comer carne crua, eu pegaria algum tipo de agente patogênico.
Joanne: É, isso é muito estranho. Não posso nem mencionar a dieta do Derek perto deles. Eles dizem: “Isso é errado! Ele vai morrer”, e todo mundo fica muito sentimental.

E você pretende parar com essa dieta?
Não se eu tiver escolha. Se eles me colocarem para fora, chutando e gritando, aí talvez.

E você se tornou açougueiro recentemente. Fale mais sobre isso.
Bom, sempre fui para essas fazendas para abater meus próprios animais e um dos fazendeiros precisava de ajuda, então eu me ofereci. Agora, estou aprendendo mais sobre o negócio e ganho muitas sobras para beliscar. Antes, eu era eletricista, mas faço de tudo. A Joanne tem um bar de sucos veganos e eu ajudo lá às vezes. É a vida.

Siga o Julian no Twitter: @MorgansJulian

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter e Instagram.

Tagged:
kentucky
veganismo
carne
Derek Nance
vegetarianismo
cabras
carnivoros
dieta mediterranea
doenças
carne crua
dieta paleolítica
Weston Price
gordura de ovelha
dieta carnívora