Publicidade
Noticias

Um Líder de Gangue Foi Preso no México por Esquartejar um Blogueiro de Nova York

Depois de seis meses de busca, o corpo esquartejado de Devert foi encontrado em sacos a cerca de 60 quilômetros da cidade turística de Zihuatanejo, com uma quantidade não especificada de cocaína e maconha perto do corpo.

por Andrea Noel
28 Agosto 2015, 6:30pm

Imagem via a página do Facebook Help Find Harry.

Mais de um ano depois do desaparecimento do morador de Nova York Harry Devert, o líder de gangue acusado de assassiná-lo foi preso numa cidade resort no estado mexicano de Guerrero.

O suposto líder dos Guerreros, Adrian "El Tigre" Reyes, 25 anos, foi preso na terça-feira, acusado de sequestrar e assassinar Devert.

Devert, um blogueiro de 32 anos que documentava suas viagens no site A New York Travels, desapareceu em 25 de janeiro do ano passado. Ele estava cruzando o México de moto para chegar ao Brasil para a Copa do Mundo de 2014.

Depois de seis meses de busca, o corpo esquartejado de Devert foi encontrado em sacos a cerca de 60 quilômetros da cidade turística de Zihuatanejo, com uma quantidade não especificada de cocaína e maconha perto do corpo.

No dia em que Devert desapareceu, ele disse à família que tinha encontrado problemas por causa de "militares", e explicou que uma "escolta militar" o tirou de uma área próxima a Michoacán, que seria perigosa demais para ele, e que ele seria levado até uma segunda "escolta". Não está claro o que Devert quis dizer com escoltas militares. Algumas gangues do México usam veículos falsos, tanto do exército como da polícia, para se locomover em seus territórios. Mas não há provas de que era disso que Devert estava falando.

"Como tudo na minha vida, tendo a levar as coisas ao extremo", escreveu Devert, que largou o emprego como corretor da bolsa para viajar pelo mundo, em sua postagem final. "Eu nunca tinha pilotado uma moto antes, e conheço algumas pessoas que já se feriram seriamente assim e algumas que infelizmente morreram em acidentes. Mas não há tempo como o presente."

Um oficial anônimo disse aos repórteres que Devert, nascido na França, foi assassinado porque membros dos Guerreros – uma ramificação da gangue Cavaleiros Templários, que tomou controle da região depois do declínio do infame cartel La Familia – acharam que ele era um policial norte-americano disfarçado.

Além do assassinato de Devert, Adrian "El Tigre" Reyes também é acusado de tráfico, lavagem de dinheiro e extorsão, assim como o sequestro de um empresário italiano em 2014 e o desaparecimento de dois oficiais federais mexicanos.

As autoridades também prenderam um homem que supostamente fazia a proteção de Reyes, Mariano Sierra Santana, fundador da gangue Viagras, um grupo formado por membros da milícia de autodefesa que visava derrubar os Cavaleiros Templários.

Os dois foram encontrados com nove armas de fogo, segundo o Ministério do Interior do México.

Líder de milícia que se tornou chefe do tráfico, Sierra fugiu da região conturbada de Michoacán depois de uma briga com Luis "El Americano" Torres, que também comandava uma milícia de autodefesa e que teria laços com o cartel Cavaleiros Templários.

Sierra era procurado por crimes similares ao de Reyes, além de estupro e seu suposto envolvimento com um tiroteio em Aptazigán, Guerrero, que deixou sete mortos em 2014.

Depois da prisão do chefe dos Templários, Servando "La Tuta" Gomez, em março, e o desmantelamento da estrutura de comando do La Familia, essas gangues armadas vem lutando pelo território antes dominado pelo poderoso cartel.

A VICE falou com exclusividade com o irmão de Sierra, Nicolás "El Gordo" Sierra, em março, e mesmo dizendo que o líder do Viagras não negava o envolvimento do grupo com a produção de metanfetamina, afirmou que o governo estava criminalizando ele e seus homens, trabalhando para voltar as milícias de autodefesa umas contra as outras. Dias depois da prisão de La Tuta, Sierra disse à VICE que ele e os Viagras eram os próximos da lista.

"A estratégia do governo é transformar os líderes em criminosos", disse Nicolás Sierra em março, do seu esconderijo em Michoacán. "Nunca esqueço o que La Tuta disse: 'Vocês vão se foder'. Foi isso que ele disse e é isso que está acontecendo."

Apesar das várias prisões feitas pelas autoridades mexicanas nos últimos anos, ainda não está claro se a estratégia do governo para desmantelar os cartéis se mostrará eficaz para restaurar a ordem no México, ou se isso vai apenas criar mais caos na região.

"Há tanto amor e bondade neste mundo, que às vezes não entendo como as pessoas acham tempo para odiar as coisas", Devert escreveu na seção Sobre Mim de seu site. "Acredito que a vida é curta e temos que aproveitá-la ao máximo, e mesmo que muitas pessoas digam isso, eu realmente vivo minha vida de acordo com isso".

Siga a Andrea Noel no Twitter.

Tradução: Marina Schnoor

Tagged:
mexico
CARTEL
Guerrero
nova york
jornalistas
assassinato
Vice Blog
harry devert
gangue
esquartejamento
blogueiro
Adrian “El Tigre” Reyes