Noticias

Ah, que ótimo: Chernobyl tá pegando fogo

E os níveis de radiação estão quase 17 vezes mais altos que o normal.

por Alex Lubben; Traduzido por Marina Schnoor
08 Abril 2020, 4:08pm

Como se já não tivesse muita coisa acontecendo, Chernobyl está pegando fogo.

Um incêndio que agora cobre 50 acres começou dentro da zona de exclusão ao redor de Chernobyl, a usina nuclear da era soviética que explodiu em 1986. E as chamas acordaram velhos fantasmas: as leituras de radiação ao redor da área são quase cinco vezes maiores que o considerado seguro, e mais de 16 vezes o normal.

As plantas ao redor de Chernobyl ainda estão irradiadas do desastre de 1986. Quando elas queimam, os níveis de radiação na área atingem um pico.

Bombeiros ucranianos ainda estavam combatendo dois focos na manhã de segunda-feira perto do vilarejo abandonado de Vladimirovka. O país mobilizou 124 bombeiros, um avião e um helicóptero para combater os dois maiores focos de incêndio, segundo a CNN.

“No centro do fogo, a radiação está acima do normal”, escreveu Egor Firsov, chefe do serviço de inspeção ecológica da Ucrânia, num post no Facebook com um vídeo de um contador Geiger, um aparelho que mede radiação. A leitura que aparece é de 2,3 microsieverts por hora; a quantidade máxima considerada segura é 0,5, e as leituras na área em chamas geralmente são de 0,14, segundo Firsov.

Sem pessoas na área, a zona de exclusão se tornou um refúgio para cerca de 200 espécies de pássaros, além de linces e ursos pardos. Os níveis normais de radiação geralmente não afetam o ecossistema biodiverso que floresceu ali, mas um pico pode mudar isso.

1586280275913-AP_20096746916326
A floresta queimando perto do vilarejo de Volodymyrivka na zona de exclusão ao redor da usina nuclear Chernobyl, Ucrânia, 5 de abril de 2020. (AP Photo/Yaroslav Yemelianenko)

Incêndios radioativos não são o único problema que os serviços de emergência ucranianos estão enfrentando agora: quase 1.500 casos de coronavírus foram confirmados no país. O governo montou barracas para testar pacientes em Kiev, a capital. Epidemiologistas no país esperam que 80% da população vá contrair covid-19, com 20% dos casos exigindo internação.

Felizmente, a radiação das queimadas ao redor de Chernobyl não se espalhou para regiões mais populosas do país. Kiev, que fica a cerca de 96 quilômetros de Chernobyl, não foi atingida.

Vegetação tomou a área inabitada cercando a antiga usina, o que significa que queimadas não são incomuns: é um problema com o qual as autoridades ucranianas lidam todo ano no outono e primavera, quando visitantes descuidados acabam começando incêndios.

“Isso não pode continuar”, disse Firsov. “Penalidades de incêndio deveriam aumentar 50, 100 vezes.”

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Tagged:
chernobyl
incêndio
Ucrania
Chernobil
incêndios