Publicidade
Noisey

O novo álbum do Solveris vai roubar seu coração

O jovem quarteto — já apelidado de "Black Eyed Peas de Vila Velha" — mistura R&B, boombap, trap e sentimentos de amor em seu primeiro álbum cheio, 'Vida Clássica'.

por Rap Falando
23 Março 2018, 4:00pm

Foto: Victor Lisboa/Divulgação

Uma das promessas pra 2018, o grupo Solveris, nasceu no início do ano passado, com o EP que roubou meu coração, o Janelas, Acenos & Arquivos. Agora, um ano depois, eles chegam com o primeiro álbum de estúdio, intitulado Vida Clássica. Numa ligação em vídeo pelo WhatsApp, pude ouvir o álbum e trocar uma ideia com a rapaziada e debater sobre as impressões e sentimentos que ele passa.

Morena, Leozi, Dok e Magro bebem no copo de influências que vão de Don L e Makalister e fazendo aquela salada clássica de R&B, soul e jazz, o trampo é regado a muito amor, swing e versatilidade, te levando a uma viagem por Vila Velha, cidade natal do grupo. "A gente tá num lugar maravilhoso. Às vezes as pessoas ficam pensando em Dubai, Caribe… e nós temos tudo isso aqui, em Vilha Velha”, falou Leozi, integrante do grupo.

O Espírito Santo e os estilos que influenciam o grupo ficam evidentes logo na primeira faixa, com instrumentais bem jazz e música clássica num BPM de trap. Pro Dok, ela é como algo novo. "Tem um sample que eu recortei Miles Davis. Primeiro entra o sax, depois o trompete, o violino. É um som que o BPM dele é de trap, mas é uma parada mais boombap. É novo, diferente", comenta.

O decorrer do álbum explica bem porque o grupo é apelidado de "Black Eyed Peas de Vila Velha". Apostando em muitos vocais e estilos diferentes na composição, o trampo mostra muita maturidade musical dos integrantes, com potência para reverberar entre os públicos do rap e fora dele. "Nós já transitamos em inúmeros ambientes e eventos, tocando em rolês de reggae e tudo mais. A cena capixaba é muito bonita, temos grandes artistas e a cena do rap graças à Deus vem se expandindo”, contou Magro.

A originalidade do grupo cativa, sempre embalada no tema do amor. “Desde o EP a gente já sente essa sintonia, é muito natural. Cada um traz um pouco do que ouve. Gostamos de música europeia, uns raps franceses, suiços, Anderson .Paak... Os novos nomes do soul são uma grande inspiração", diz

Ainda sobrou espaço para falar sobre dominar o mundo. Numa egotrip bonitassa, “Jovens de Ouro” imprime toda a cara do grupo num trap. Esse som encerra o álbum da melhor forma possível, com um sentimento nostálgico e me dá uma fé enorme no quarteto, que já tem grandes colaborações por vir, como projetos com o Pedro Qualy (Haikaiss) e o Rod 3030, além de novos trampos com o DJ Caique e o solo de cada integrante.

O show de lançamento do Vida Clássica acontece no dia 29, em Vitória. Ouça o trampo na íntegra no player abaixo.

Leia mais no Noisey, o canal de música da VICE.
Siga o Noisey no Facebook e Twitter.
Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter e Instagram.