Publicidade
Outros

Todas as pessoas que você irá trombar na festa de fim de ano da firma

É a festa mais perigosa do ano.

por Equipe VICE
11 Dezembro 2015, 3:30pm

Não se faz mais festas da firma como antigamente. Foto via usuário do Flickr Seattle Minicipal Archives

A festa de fim de ano da firma é um negócio complicado. Por um lado, você tem o open bar (se não for open bar, sinto muito, cara); por outro, esse rolê é cheio de gente chata e situações constrangedoras – e compensar isso com álcool pode ter um efeito a longo prazo na sua vida. Afinal de contas, seus colegas não são sua família. Eles são pessoas que você tem de ver todo dia.

Portanto, observe atentamente os seguintes cenários, antes que eles se tornem memórias embaçadas do seu fantasma desempregado do futuro.

Um chefe muito bêbado

Ele ou ela nunca te viu nos muitos anos em que você trabalha na firma, mas do nada vira seu melhor amigo/a. Aí você se vê preso numa conversa profunda sobre o amor mútuo de vocês por jazz dos anos 60 e acaba concordando em trocar vídeos do John Coltrane no YouTube durante o recesso de final de ano. O cara até coloca alguns dos seus drinques na conta da mesa dele e te conta a história de quando ele conheceu aquele jogador famoso no camarote de um evento, mas só percebeu quem era o cara no meio da corrida de táxi até o hotel. Quando você volta pro trabalho depois do ano-novo esperando receber um aumento do seu melhor amigo, ele nem lembra seu nome.

Aquela pessoa de um departamento X por quem você tem uma quedinha há um ano, embora só a veja de três em três semanas na salinha do café, onde você não só consegue dizer "oi", porque não tem outro assunto além da stalkeada acidental que você deu nela no Facebook

Como geralmente acontece, você cruza com a pessoa no final da noite, bebaço, e sua mente está confusa porque você está acordado há 20 horas. Aí vocês fazem contato visual. Você vai lá, se apresenta e começa uma conversa na qual sente que está ficando confortável – confortável o suficiente para a pessoa te dizer que vai ser uma pena não te encontrar mais por aí, já que ela está sendo transferida para um dos escritórios satélites a três fusos horários de distância.

O cônjuge sensual e legal de alguém que é muito babaca

Que isso? Um rosto novo? Um estranho! Alguém que você pode até pegar e nunca mais ver na vida! Numa festa da firma! Você entra no meio da conversa do grupo e é imediatamente hipnotizado por essa pessoa. Inteligente, com uma risada maravilhosa e com a última opinião interessante do mundo sobre o Drake. Você acaba sozinho com essa pessoa e, depois de cinco minutos de flerte pesado, você faz a pergunta mais óbvia, talvez um pouco tarde demais: "Com quem você veio?". A resposta muda sua visão de mundo irreversivelmente. "Ah, namoro/sou casado/a com [coloque o nome do seu maior inimigo da firma aqui]." Sério? Essa pessoa incrível deixa o Cauê do Comercial ("O sistema de som novo do meu carro ficou top!") deitar na mesma cama que ela? Ela sabe da "Retrospectiva de Segunda do Cauê do Comercial de Tudo que Ele Fez no Final de Semana, Independentemente de as Pessoas Quererem Ouvir"? Os e-mails de memes de duas semanas atrás do Cauê? Você só consegue sentir pena dessa pessoa adorável que acabou de conhecer: você quer dar um abraço nela e dizer que vai ficar tudo bem. Aí você faz isso, e o Cauê do Comercial te dedura pro RH.

Eba-ahhhh. Foto via usuário do Flickr Heather L Williams

Qualquer pessoa do RH

Jesus, não, ela está vindo pra cá! Não converse com ninguém do RH se você quiser ter um emprego no dia seguinte. Sério.

O chefe que está carimbando as comandas

Antes das 9 da noite: Você chega amigavelmente perto dessa pessoa, menciona algumas "iniciativas incríveis" em que a firma esteve envolvida neste ano para mostrar que veste a camisa e merece um dos cartões de papelão que ela está distribuindo. O mais provável e que ela não faça a menor ideia de quem você é; então, você tenta não demorar muito nas boas-vindas. Você chega e vai embora em três minutos diretamente pro bar.

21 horas – meia-noite: Você está de olho na chefia há uns 35 minutos, esperando alguém que você conhece ir conversar com ela a fim de ter uma desculpa para se aproximar. Você ri um pouco mais alto das piadas toscas dela e não faz a menor ideia do "projeto" que ela está discutindo com seu "amigo", mas finge estar interessado, até que você viaja por um segundo e se vê sozinho com o chefe, com sua comanda amassada na mão, gaguejando que precisa mijar.

Depois da meia-noite: Você só encara a pessoa e grita "Que tal você dar uma carimbadinha na minha comanda aqui?!", o que, estranhamente, deixa a pessoa impressionada.

A cara-metade do colega com quem você ficou um tempo atrás

Talvez você tenha ficado com aquela/e colega gostosa/o porém comprometida/o numa noite de confraternização, ou vocês até tiveram um caso de verdade mesmo. De qualquer maneira, a pessoa continua comprometida pacas, e agora a cara-metade dela está ali, a encarnação das suas escolhas ruins na vida. Use essa culpa e essa vergonha pra segurar o tchan nesta noite. E para sempre.

A pessoa com quem você trabalha há anos, mas com quem nunca conversou

E agora vai ser estranho perguntar o nome dela, porém vocês acabam lado a lado na mesa dos petiscos, e ela estranhamente sabe seu nome (vocês já se falaram antes???). Assim, você tem de aguentar cinco minutos de conversa mole sem deixar óbvio que não sabe o nome nem coisa nenhuma sobre ela.

Você devia saber que tinha alguma coisa errada quando ele tentou pedir uma rodada de shots de tequila. O bar nem estava servindo tequila! Foto via usuário do Flickr windowsau

O convidado da chefe que, na verdade, é um caso que não vai embora nunca

Que festa da firma incrível! Mas espere, tem mais. Você é convidado para ir à casa da sua chefe para um after que, segundo ela, vai ter um "uísque patrãozera". Logo, você e alguns colegas vão à casa dela (que não é tão legal quanto você pensava), e ela fala para você pegar uma cerveja na cozinha. Na cozinha, você encontra o marido dela e diz "Obrigado por nos receber", e ele te olha e devolve "Sabia que você tem uma boca linda?". Você fica totalmente sem graça, pega uma cerveja da geladeira e dá o fora dali. Alguns minutos depois, você recebe uma mensagem de pânico ("Me tira dessa conversa na cozinha") da sua melhor colega da firma. Você vai salvá-la do marido da sua chefe que, agora que você reparou direito, parece ter tomado muito relaxante muscular. O pessoal está conversando sobre os Beatles, e alguém faz uma piada incrivelmente racista sobre a Yoko. Sair dessa conversa parece impossível; sendo assim, você pergunta (cara, que juvenil, era só dar o fora dali) há quanto tempo eles são casados. "Ah", responde o marido. "Na verdade, nos conhecemos na noite passada no bar."

De repente, esse cara se torna a pessoa horrível mais interessante da festa. Vinte minutos depois, ele tenta te beijar e você percebe que sua chefe é a pessoa mais solitária do mundo.

Aquele cara com quem você nunca mais falou desde aquela vez em que vocês ficaram bêbados na festa do ano passado

Merda. Agora, você lembra tudo. Você só conversou com ele umas duas, três vezes no escritório, mas ele parecia legal e conseguiu surrupiar uma garrafa de uísque do bar; então, vocês passaram as três horas seguintes numa escadaria virando doses, falando merda dos colegas e reclamando da inutilidade dos seus diplomas universitários. Agora, você se sente culpado por nunca ter ido a um show da banda de rock progressivo dele e acha que nunca confirmou a solicitação de amizade dele no Face. Mais importante... como isso aconteceu um ano atrás? O que você está fazendo da sua vida? Antes de secar aquele uísque, você jurou que ia se demitir e fazer um mochilão pela Europa. E, agora, você está aqui, fazendo tudo de novo.

Quenhévc? Foto via usuário do Flickr Heather L Williams

O advogado da firma

Claro, ele vai tentar parecer legal (leia-se: rico), embora você não consiga deixar de pensar que está bebendo com um cara que é quase da polícia. Ele provavelmente vai falar das atividades extracurriculares dos filhos e de viver numa puta casa num condomínio fechado. Entre o fato de que ele provavelmente ganha seu salário anual no primeiro trimestre do ano e não entende suas referências sobre o Drake, você vai usar a desculpa do banheiro para sair dessa.

O funcionário do bufê

Essa pessoa odeia todo mundo no salão ainda mais que você. Se for fumar com ele ou ela na porta dos fundos, você vai ouvir piadas hilárias sobre todos os seus colegas de trabalho e provavelmente casar com essa pessoa.

O estagiário

Quase sempre uma pessoa dolorosamente tímida ou tentando compensar isso sendo desinibidão, o estagiário está numa posição difícil na festa da firma (e, sério, em tempo integral: estagiar é uma bosta). Deixe a pessoa confortável se você for alguém de bom coração ou, se você for como 90% dos seus colegas, fuja dela como da praga para não ter de pensar no quanto estão pagando pra essa pessoa. Faça o que fizer: NÃO TRANSE COM O ESTAGIÁRIO... a menos que você também seja estagiário. (E, se isso acontecer, avise seus pais que você vai passar a noite fora, ou seu supervisor vai receber uma ligação preocupada do seu pai porque a filha dele não voltou da festa da firma ontem.)

A pessoa de Pesquisa e Desenvolvimento que trabalha muito mais horas que você e é um bom exemplo do que não se tornar

Essa pessoa vai parecer um pouco travada com as bebidas, porém, na verdade, ela está extremamente louca de várias substâncias. Essa pessoa é de outro mundo – geralmente de 30 e poucos anos, ela provavelmente vai acabar te dando o melhor conselho que você já ouviu numa festa, embora também saiba que eventos assim são um purgatório entre semanas de trabalho sem fim e sono induzido por remédios. Para ela, é uma pausa – se é que dá pra chamar assim. Apesar da sua sabedoria infinita, pode parecer que você precisa dela, mas, na verdade, é ela que precisa de você.

Esta é a Sílvia, e ela vai atrás de você assim que terminar suas duas taças de merlot. Foto via usuário do Flickr Russel James Smith

A pessoa do financeiro que sabe da vida de todo mundo, mesmo não sendo amiga de ninguém do escritório, o que significa que ela ficou stalkeando os convidados no Facebook antes da festa

Como ela ia saber que o Beach Slang (sua nova banda favorita) fez um cover de "Bastardof Young" (sua música favorita do Replacements) no show deles no mês passado? Não tem como ela ter estado naquele show. Será que ela fez um alerta do Google para os seus tuítes?

A pessoa com quem você queria ficar nesta noite, mas não vai

Duas cervejas, e você provavelmente já está pensando nesse item. Você ficou de olho na pessoa a noite inteira (tá, a semana inteira; OK, honestamente, o mês inteiro) e consegue manter uma conversa tempo o suficiente para criar um interesse, só que como você vai fazer isso? Essas noites são longas – com vários drinques pela frente. Se você ficar muito preocupado com isso, você não vai se divertir. Caramba, você pode fritar a cabeça por horas, só para um colega meio chato dizer que ela foi embora uma hora atrás – com outra pessoa da festa.

A pessoa com a qual você vai ficar nesta noite

Magoado com o que aconteceu acima, você gravita naturalmente de volta para o bar. É aí que você nota aquela pessoa para quem você só falou "oi" na salinha do café o ano inteiro. Entretanto, agora, a combinação de camisa de flanela e All Star cano alto dela parece bem legal. Como você não percebeu isso antes? Provavelmente porque você não fica enchendo o cu de rum durante o expediente. Vocês começam a conversar, contando os altos e baixos do trabalho (uma conversa que você não vai lembrar amanhã). Você sugere ir fumar um cigarro, independentemente de vocês fumarem ou não. Lá fora, vocês param com o fingimento e começam a se pegar num canto escuro, a menos que você seja idiota e faça isso onde todo mundo possa ver (falando por experiência própria aqui). Você pergunta onde a pessoa mora e, mesmo sendo do outro lado da cidade da sua casa, sugere dividir um táxi. Sexo superficial com poucas chances de final feliz acontece. A menos que isso vire uma coisa regular, vocês nunca mais se falam de novo.

A pessoa com quem você estava namorando secretamente há seis meses, mas terminou duas semanas atrás

É isso que vocês têm de fazer: sejam educados quando estiverem juntos, porém fiquem longe um do outro a maior parte da noite.

Cenários mais prováveis:

1) Bêbado/a, você encurrala a pessoa para analisar o que deu errado entre vocês, mas insiste que ESTÁ LEGAL com o término.

2) Paquera outros colegas de maneira passivo-agressiva numa tentativa de deixar seu ex com ciúmes. Ninguém entende o que você está fazendo; logo, você deixa vários outros convidados desconfortáveis, especialmente as pessoas que você está xavecando.

3) Acaba ficando com o ex porque essa ainda é a melhor chance de transar. E se arrepende na manhã seguinte.

A pessoa que você achava que era straight edge até ela te oferecer bagulho

Bom, essa foi uma boa surpresa.

Tradução: Marina Schnoor.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter e Instagram.