Internet

Internautas brasileiros falando que a Embaixada da Alemanha não sabe o que é nazismo é o puro creme da vergonha alheia

Todo dia um 7x1 diferente.

17 Setembro 2018, 10:00am

Foto: Facebook/Divulgação.

Há um pouco mais de uma semana, a página oficial no Facebook da Embaixada da Alemanha em Brasília publicou um vídeo institucional bastante simples explicando como se ensina história na Alemanha para as novas gerações. Um vídeo bem sucinto, rapidinho e fácil de assistir.

"Os alemães não escondem seu passado", começa o vídeo dizendo que os jovens começam a ser ensinados sobre nazismo entre 13 e 15 anos e desde cedo já aprendem sobre os horrores do Holocausto. Fora das escolas, as cidades alemãs possuem diversas placas, memoriais, museus e outras iniciativas para sempre relembrar esse período nefasto da história do país. Inclusive, segundo o vídeo, eles acreditam que é preciso preservar a história para ela nunca mais se repetir.

Já pro final, eles mostram fotos de simpatizantes do Alternative für Deutschland (AfD), o partido de extrema-direita alemão que é anti-imigração e simpatizante do nazismo — mesmo que iso seja extremamente proibido por lá. Além disso, o vídeo mostrou fotos de pessoas fazendo a saudação nazista nos dias atuais e afirmam que o crescimento de grupos da extrema-direita são motivo de vergonha e preocupação no país. O vídeo termina com uma fala de Heiko Maas, ministro da Relações Exteriores, dizendo que todo mundo deve se opor aos extremistas de direita e mais algumas imagens de protestos antifas e um cartaz escrito "quem protesta contra os nazistas não é de esquerda, mas normal".

Lindo o vídeo. Bonito mesmo. Porém, foi só publicar que começou a dar ruim. Brasileiros começaram a comentar na página da Embaixada criticando o vídeo, afirmando que o nazismo não é de direita, mas sim de esquerda, já que o nome do partido nazista que ficou no poder de 1920 a 1945 era Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães. Esse papo do nazismo ser de esquerda já está bem difundido entre simpatizantes da extrema-direita, especialmente por causa de figuras como o astrólogo Olavo de Carvalho e o metaleiro-coach Nando Moura.

Justiça seja feita, veio muito nazista envergonhado comentar baboseiras com perfil falso. No meio da bagunça, vieram alguns desinformados alunos do astrólogo e, óbvio, trolls. O bom é que muito usuário da rede mundial de computadores com bom-senso veio zoar com os caras que queriam "refutar" a Embaixada alemã sobre a história da própria Alemanha.

Depois da gente ter contraído um câncer em estágio terminal nos dois olhos após printar os comentários mais vergonhosos do post da Embaixada alemã e na página do Consulado alemão em Recife, achamos que sempre vale registrar esse 7x1 virtual que recebemos.


Quando você nega o Holocausto, mas também acha que o nazismo é de esquerda (e usa perfil fake porque sabe que pode apanhar na rua por ser nazi).

Ah tá.

Um absurdo esses alemães safados que acham que sabem da própria história.

Você lê e pensa "putz cara".

Mas aí o mesmo cara continua explicando que não quer retornar à escola e onde ele aprendeu mais do que a própria Alemanha e tudo faz sentido.

Aí teve uma hora que o social media paciente da Embaixada teve que dar uma mediada nos papos porque estava tudo saindo do controle.

Cuidado, gente. Ele vai compartilhar o post na Alemanha!!!!!!!!!!!!

Brasil numa casca de noz.

Não acabou, tem que acabar. Eu quero o fim. O fim da internet no Brasil.

"Consulado lacrador"

Bom, parece que ele desmascarou sozinho uma farsa mundial.

HEIN SUA SABERETA?????

Seria legal se esses caras que falam que nazismo é de esquerda chegassem num neonazista e os chamassem de lambe-bota do Stalin.

A galera do bom-senso apareceu também pra responder algumas atrocidades.

"Desculpa aí chucrute" foi o ponto alto.

Basicamente isso. (Sim, sabemos que mandarim é com "m")

7x1 foi pouco.

Siga a VICE Brasil no Facebook , Twitter, Instagram e YouTube.