Quantcast
Fascistas vão fundar a Frente Nacionalista em Curitiba com um festival lotado de banda ruim

Sempre dá pra ficar pior.

Ah, o sul do país. Um lugar especial, muito especial, onde vira e mexe não é nada incomum ouvir alguns papos sobre simpatizantes do facismo e do nazismo fazendo alguma traquinagem por aí. Tipo, batendo em minorias, espalhando pixações feias pela cidade e ainda sediando treta entre neonazistas. Realmente, São Paulo fica no chinelo perto dos três estados sulistas em termos de tretas.

Hoje, vamos falar de Curitiba. A cidade, considerada por muitos a "Londres brasileira" (risos), abriga uma célula muito resistente de simpatizantes e adeptos à ideologia fascista (nazista também, às vezes) que forçam uma comunicação intensa (a internet ajuda) pelo país inteiro para levantar bandeiras xenofóbicas, homofóbicas e racistas e atrair simpatizantes.

Pois bem. Se você é uma pessoa "de bem" em busca de um rolê bacana para levar seus rebentos para passear, passe longe de Curitiba no sábado, pois é lá que vai rolar a Dezembrada, ou melhor, o primeiro encontro da Frente Nacionalista, um partido fascista autodenominado como a "terceira oposição" na política brasileira. Mais que isso, também haverá um festival de bandas horríveis tocando Oi!

Credo.

Fundada em 22 de abril de 2015, a Frente Nacionalista (FN para as íntimas) é liderada por um tal de Cristiano Machado e visa unir todas as frentes nacionalistas do país "cujas vozes eram interditadas na constelação de partidos que gravitam em torno do esquerdismo e do fisiologismo". O programa da é um show a parte, elencando diversos perigos na sociedade como o "marxismo cultural", e também propor a criminalização de símbolos do comunismo ("assim como hoje é feito com os símbolos nazistas").

TUTTI BUONA GENTE. Foto via.

Tem mais? Ô se tem. Redução da maioridade penal para 15 anos, prisão perpétua, pena de morte para corrupção política e para homicídios dolosos (LOL), um programa para que a "maternidade seja uma escolha livre e não um fardo" e obviamente uma política contra a imigração no país já que, afinal, "o Brasil precisa resolver a bagunça de dentro".

Além disso, eles também propõem que a mulher que não tenha filhos tenha o mesmo tempo de aposentadoria do homem. Porque sempre precisamos dos fascistas para lembrar que o único objetivo na mulher no mundo é parir um filho.

Cristiano Machado, apontado como o fundador da FN. Foto retirada daqui.

Gostaria de vocês pudessem ler o resto do site, mas quando fomos checar ontem novamente, ele havia sido tirado do ar entre ontem a noite e hoje de manhã. Além do site oficial da Frente, a página da Rádio Combate, reservada para tocar a trilha sonora do pessoal que é anti-antifa e afins, também saiu fora do ar.

De qualquer forma, se tem uma coisa que fascista sempre faz é dar pala nas redes sociais, então bastou só uma procurada no Facebook para encontrar páginas e alguns vídeos que explicam a "agenda nacionalista".

Vídeo convocando simpatizantes a colaborarem com a FN. Nesse vídeo também é possível ver que os fascistas cultivam uma paixão (além de bordar símbolos nazistas em panos de prato) pelo paintball.

Normalmente, eventos do tipo são quase sempre disfarçados como festivais de bandas, mas dessa vez não há nada para se esconder na Frente Nacionalista. O evento irá acontecer em uma chácara de Colombo, na região metropolitana, onde muitas bandas vão marcar presença no local que promete ser um evento bacana para trocar uma ideia sobre Mein Kampf política e os rumos que o Brasil está indo. Também será o dia da fundação oficial da FN.

Foto retirada daqui.

Dando uma rápida olhada no folheto de divulgação do evento, uma coisa chamada a atenção. Não são as bandas ruins e nem a falta de estética dos fachos para conseguirem criar qualquer coisa minimamente artística, mas sim que um dos realizadores do festival é o PRTB (Partido Renovador Trabalhista Brasileiro), um partido conservador cujo presidente é um triste homem que acredita no Aerotrem e gosta muito de falar sobre o órgão excretor.

Pois é, galera. Foto: Divulgação/Facebook.

De acordo com o grupo de discussão da FN, alguns estados já aderiram ao papo "nem direita, nem esquerda: humanista" e, inclusive, foi feita uma importante aliança com os Carecas do ABC para fortalecer o bonde. Além dos Carecas, o grupo também diz que fez uma aliança com o Movimento FSNB (Frente Social-Nacionalista Brasileira), outro grupo declaradamente integralista (ou neofascista, se você preferirem).

Voltando à página da FN, lá é possível ver que o movimento faz realmente de tudo para não ser enquadrado como nazistas (todos nós sabemos que dá ruim, né), além de tecerem alguns comentários sobre as mazelas do comunismo e como os sionistas tomaram nossa economia e enfraquecem todos nós (mas, veja bem, "sem atacar judeus").

O jeito que eles encontraram de não serem chamados de nazistas ou fascistas é se chamarem de fenaístas, um tipo de ideologia que provavelmente saiu de dentro da limitada cabecinha dos "pensadores" do grupo para poderem usar toda a estética nazifascista sem dar muita pala.

Nem nazista, nem fascista: fenaísta. Fonte: Facebook.

Eles também adoram memes políticos dotados de mensagens subliminares:

Discretíssimos.

Além disso, também é possível ver muitos simpatizantes abordando os moderadores da página oficial preocupados sobre o que acontecerá se a presidente Dilma Rousseff for deposta do cargo (a FN obviamente é a favor do impeachment) e o vice-presidente Michel Temer assumir. O engraçado é perceber quem nem a esquerda e a direita conservadora querem ver o Temer chegando perto de qualquer cargo do Executivo. Fica a dica de como ser um político com zero carisma na sociedade, nem os fascistas te querem.

Na página também tem comentários engraçados tipo:


#desabafo.

A página da Frente Nacionalista e o grupo (aberto) de discussão já estão gerando mais um leque de páginas simpatizantes com a proposta do movimento como São Paulo, Rio de Janeiro. Ceará, Pernambuco, Bahia, Paraná, Rio Grande do Norte, Pará e Goiás. Todas possuem (ainda) poucas curtidas e pouca atividade.

Como previsto, os grupos antifascistas da cidade já estão espertíssimos com o evento e já postaram nas redes sociais um alerta para todos tomarem cuidado nas ruas de Curitiba porque vários "nazistas e carecas" já estão circulando pela cidade. Os membros da FN, prevendo o ataque de antifas, já retirou o site oficial do ar e também deletou o evento principal da "Dezembrada".

Na quinta-feira (10), o Ministério Público do Paraná emitiu um alerta à todas autoridades da cidade de Curitiba por conta do evento.

ATUALIZAÇÃO: Segundo a página oficial, o evento do dia 12 de dezembro foi adiado "em razão do clima hostil de alas esquerdistas radicais". Segundo os organizadores, um novo evento acontecerá com reforço de seguranças.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter e Instagram.