Mr. Robot manda um salve ao controverso hacker ‘The Jester’ na nova temporada

“Ele é o Mr. Bean dos aspirantes a insurgentes cibernéticos.”

|
13 Julho 2016, 5:37pm

No novo episódio da segunda temporada da série Mr. Robot, "vazado" pelos produtores horas atrás, os ativistas da fsociety voltam à ativa com uma série de referências à cultura hacker – algumas delas nem tão refinadas assim.

A mais notória delas ocorre quando, na tentativa de extorquir dinheiro da Evil Corp com o uso de ransomware, os hackers impedem o acesso aos computadores da empresa até que seis milhões de dólares sejam pagos. Dentro da mensagem, surge, para surpresa de muitos, uma saudação a um famoso hacktivista do mundo real conhecido como "th3 j35t3r" ou The Jester.

Não para por aí. Na parte inferior do aviso nos computadores da Evil Corp, podemos ver o nome de usuário de Jester, bem como uma de suas citações: "Há uma quantidade desigual de bem e mal na maioria das coisas. O truque é descobrir a diferença entre um e outro e agir de acordo."

Jester é conhecido por seus ataques a sites jihadistas desde 2010. Ele também atacou WikiLeaks, 4chan e Anonymous, posicionando-se como militante pró-EUA, patriota. Em meio às tretas com demais ativistas, ele tentou expor as identidades reais de membros do LulzSec, espécie de ramificação do Anonymous.

A menção na série faz de Jester o primeiro indivíduo real a ser incluído no programa. Antes, apenas coletivos haviam sido homenageados: a famosa gangue hacker Lizard Squad ganhou uma referência na primeira temporada e o LulzSec deveria ter sido mencionado no episódio-piloto da série, mas acabou não entrando na versão final do script.

"Ele é o Mr. Bean dos aspirantes a insurgentes cibernéticos."

Entramos em contato com Jester para saber o que ele achava de ter seu nome utilizado em um ransomware de mentirinha – área de atuação atribuída mais a criminosos do que a hackers patriotas.

"É ficção, cara. O que eu posso falar? Fico honrado em ter sido incluso ali", disse Jester em chat. "É surreal ver meu logo e 'nome' em uma série de TV. Fico honrado até de terem me perguntado se, ao menos por enquanto, sou um 'vilão' ali LOL."

Jester menciona ter pedido aos criadores do programa para o incluírem. "Pedi que meu bordão e logo fossem incluídos", comentou. "Eu deveria ser consultor técnico deles, mas o estúdio não permitiu porque não divulguei minha identidade. Queriam me incluir, então incluíram."

Não está claro como isso aconteceu, já que os assessores de imprensa de Mr. Robot não confirmaram a versão de Jester de como foi parar na série.

É meio esquisito porque, por mais que Jester tenha chamado a atenção da mídia ao longo dos anos, certamente existem hackers mais famosos. Além disso, há controvérsia em torno da sua imagem, já que muitos não acreditam que ele seja um hacker de verdade.

"Ele é o Mr. Bean dos aspirantes a insurgentes cibernéticos", declarou Mustafa Al-Bassam, pesquisador de segurança e ex-hacker do LulzSec, em chat.

De qualquer forma, a aparição na série deixará Jester ainda mais famoso. Outros hackers e hacktivistas talvez sintam aquela pontinha de inveja típica de atores que se acham mais adequados ao papel do que o escolhido.