Publicidade
Notícias

Ministério Público pede investigação das contas de campanha de Fernando Holiday

Com informações do BuzzFeed, o MP encaminhou à Polícia Federal um pedido de abertura de inquérito para averiguar se houve caixa 2 durante a campanha do vereador.

por Equipe VICE Brasil
29 Março 2017, 7:49pm

Foto: Agência Brasil.

O Ministério Público (MP) encaminhou à Polícia Federal (PF) dois pedidos de abertura de inquérito que pede a análise das contas de campanha do vereador de São Paulo eleito Fernando Holiday (DEM). Cabe à PF decidir se abre ou não investigação.

No dia 13 de março, repercutimos uma planilha divulgada pelo BuzzFeed apontando um possível caixa 2 na campanha do vereador e líder do Movimento Brasil Livre (MBL). Os pagamentos teriam sido feito para cobrir custos de panfletagem na campanha de Holiday durante a corrida eleitoral de 2016.

LEIA MAIS: Documentos apontam caixa 2 em campanha do vereador Fernando Holiday

Nesta quarta (29), o BuzzFeed novamente informou que Luiz Henrique Dal Poz e a promotora Ana Beatriz Frontini foram os autores dos pedidos de inquérito contra Holiday. Segundo os pedidos, o vereador do DEM responderia à Justiça de acordo com artigo 350 do Código Eleitoral que pune quem "omitir, em documento público ou particular, declaração que dele devia constar, ou nele inserir ou fazer inserir declaração falsa ou diversa da que devia ser escrita, para fins eleitorais".

A pena em caso de condenação para quem adultera ou omite informações de documento público é de reclusão (prisão) de até cinco anos e pagamento de multa.

Em sua defesa, Holiday publicou um vídeo em suas redes sociais alegando que a sua campanha foi beneficiada pela ajuda voluntária de eleitores, que contribuíram na divulgação de seu material e justifica que segundo o artigo 27 da Lei Eleitoral é permitido que eleitores façam campanha com recurso próprio (até mil reais) sem receber qualquer reembolso.

Em 15 de março, o vereador publicou em seu Twitter que protocolou no MP pedindo averiguação das ações de sua campanha e que entrará na Justiça com ação contra as divulgações do BuzzFeed. Até o momento, Holiday não se pronunciou sobre os inquéritos.