Publicidade
Esta história tem mais de 5 anos de idade.
Outros

Carta Aberta ao Pior Museu de Cera dos EUA

O Museu de Cera de Hollywood é péssimo e retrata cada celebridade como a personagem de seu filme menos memorável

por Jamie Lee Curtis Taete
01 Julho 2013, 12:00pm

Querido Museu de Cera de Hollywood,

Recentemente, visitei sua locação em Los Angeles e fiquei excepcionalmente decepcionado com o que vi. 

Ao entrar, fui recebido pelo Tom Hanks de cera d'O Náufrago. Não ficou bom, gente. Ficou até meio assustador.

Nunca assisti ao filme, então, isso pode ter vindo de uma cena na qual o Tom Hanks fica cego de um olho, mas duvido que seja o caso.

Porém, não era só o Tom Hanks que estava horrível. Eram todas as estátuas de cera. Elas pareciam saídas dos pesadelos de uma pessoa que nasceu cega e não tem o conceito real de um ser humano.

Um tempo atrás, assisti aum documentário sobre um barco que naufragava no Mar Báltico. Tinha uma cena que me perturbou muito:eles mostram a linda esposa loura de uma das pessoas que afundou junto com navio. Ela está lá, em pé na praia, olhando para o Mar Báltico, e vai lentamente se dando conta de que nunca mais verá o marido. Há certa tristeza em seu olhar que me assombra desde então.

A Cameron Diaz do museu é idêntica à maneira como aquela cena ficou marcada em minha mente. Fico genuinamente surpreso que ela não tenha processado vocês por difamação.

Algumas das estátuas são tão ruins que não faria a menor ideia de quem elas deveriam representar se não tivessem me dito. Como, por exemplo, esta linda moça gótica que, aparentemente, deveria ser o Hugh Jackman.

No entanto, vou dar crédito no que vocês merecem: o Steve Jobs ficou bem legal. Não entendi muito bem por que o penduraram no teto com arames, todavia, parabéns.

Além de parecerem muito, muito, muito toscas, suas estátuas têm um grande problema: vocês conseguiram, sem exceção, retratar cada celebridade como a personagem de seu filme menos memorável.

Por exemplo, vocês escolheram retratar o Adam Sandler, estrela de O Rei da Água, O Paizão, Um Maluco no Golfe e dezenas de outros filmes que as pessoas realmente assistiram (ou pelo menos ouviram falar), como o personagem de um filme em que chove bolinhas. O Google me disse que ele se chama Um Faz de Conta que Acontece

Pierce Brosnan, que já interpretou o James Bond várias vezes, é mostrado como o personagem de Thomas Crown – A Arte do Crime (Para um ladrão de arte milionário, o terno dele parece MUITO vagabundo).

Vocês colocaram o Sean Connery e o Daniel Craig, que também já interpretaram o James Bond, como seus personagens em Caçada ao Outubro Vermelho e Cowboys & Aliens respectivamente. 

E Michael Caine, que  interpretou recentemente o Alfred naquele reboot superfamoso do Batman, é mostrado como o personagem de Regras da Vida.

É como se vocês tivessem algum tipo de poder sobrenatural em prever qual será o filme menos significativo na carreira de qualquer ator.

Vocês deviam vender essa habilidade para os estúdios de cinema. Assim, eles ligariam para vocês e diriam: “Ei, queremos fazer um faroeste de comédia com Jackie Chan e Owen Wilson — o que vocês acham? Isso é uma coisa da qual vocês fariam uma estátua de cera? Sim? OK, legal, vamos cancelar tudo”. Vocês os fariam poupar milhões de dólares por ano.

Entendo que essas coisas provavelmente são muito caras de fazer. Mas, poxa vida, gente... O Pentelho? Esse é o filme do Jim Carrey menos favorito de todo mundo nos últimos 20 anos. Seria tão caro assim jogar uma camisa havaiana nele e fazer um Ace Ventura?

E não é que vocês sejam incapazes de fazer essas mudanças. Vendo o cenário e o distintivo de detetive particular, dá pra ver que isso costumava ser o Keanu do Constantine. Julgando pela camisa xadrez que ele está usando agora, você tomaram a sábia decisão de mudar para o Keanu de Velocidade Máxima.

Então, por que tenho de ver o Planeta dos Macacos do Tim Burton — aquele do Mark Wahlberg?

Entendo por que vocês não fazem um esforço para mudar as coisas – o lugar estava LOTADO quando visitei, então acho que vocês não têm um mínimo de incentivo para fazer porcaria nenhuma.

A menos que... Espera. Vocês estão mesmo tentando deixar as pessoas putas? Isso é uma pegadinha super elaborada?

Não vejo nenhuma outra razão para ter não um, mas DOIS Jack Black.

Só para esclarecer, vocês não têm nenhuma dessas pessoas representadas: os Beatles, Meryl Streep, Robin Williams, Elton John, Whitney Houston, Oprah, Bruce Willis, Nicole Kidman, Julia Roberts, Eddie Murphy, John Travolta, Madonna, Jack Nicholson, James Dean, Whoopi Goldberg, Sandra Bullock, qualquer presidente americano, Lady Gaga, Rihanna, Michael Jordan, Judy Garland, Audrey Hepburn, Patrick Swayze, etc.

Mas tem o Jack Black do Nacho Livre e do Trovão Tropical.

Puta merda! É isso, né? Vocês estão tentando emputecer as pessoas.

Que outro motivo vocês teriam para colocar o Indiana Jones, um dos personagens mais queridos de todos os tempos, em uma posição na qual fica impossível tirar uma foto com ele sem incluir o Shia Labeouf?

Ou a sala de Guerra nas Estrelas, onde vocês colocaram o Luke, a Leia, o Darth Maul e o Han Solo em cima de um balcão, mas ninguém pode tirar fotos com eles, para dar espaço a:

Jennifer. Garner. Porra! Agora, vocês sabem que ela não está no Guerra nas Estrelas, né? E também sabem que nenhum ser humano na face da Terra tem ombros tão largos assim, né?

Muito bom, caras. Vocês quase me pegaram nessa.

Atenciosamente,

Jamie Taete

@JLCT

Mais passeios com o Jamie:

Feira da Renascença, que Porra É Essa?

Encontrei a Salvação no Museu Criacionista de San Diego (Brincadeira, Foi um Saco)

Dia Gótico na Disneylândia!

Tagged:
Los Angeles
famosos
Filmes
estatuas
Vice Blog
jamie lee curtis taete
Museu de Cera de Hollywood
personagens