Publicidade
Noticias

Homem é drogado e estuprado por mulheres num sequestro de três dias na África do Sul

Um sul-africano de 23 anos foi violentado várias vezes por três mulheres depois de entrar num táxi comunitário.

por Sirin Kale
01 Junho 2017, 10:00am

Polícia sul-africana. Foto via Wikimedia Commons

Esta matéria foi originalmente publicada no Broadly.

A polícia da África do Sul está caçando três estupradoras que teriam drogado, sequestrado e estuprado coletivamente um homem de 23 anos durante três dias num quarto de hotel.

A vítima encontrou as agressoras depois de embarcar num micro-ônibus em Solomon Mahlangu Drive, no leste de Pretória, na noite do último 26 de maio. O táxi coletivo já tinha três passageiras a bordo, que teriam atacado o homem assim que ele entrou.

O porta-voz da polícia de província, Capitão Kay Makhubele, confirmou os detalhes do suposto crime por telefone à VICE.

A vítima depois foi levada para um apartamento em Pretória, diz Makhubele. Acredita-se que o homem foi drogado com "uma substância que o fez praticar o coito e ser ativo com essas garotas". A publicação sul-africana Times Live informou que ele recebeu uma injeção de uma substância antes de desmaiar.

Em comentários para o Daily Mail, a Capitã Colette Weilbach disse que a vítima acordou de seu estupor num quarto desconhecido com uma única cama. Então, ele teria sido obrigado a beber um energético, depois foi estuprado várias vezes durante três dias. Quando foi deixado seminu num campo próximo, a vítima conseguiu pedir ajuda numa estrada.

"Depois que elas o deixaram, ele deu queixa à polícia de Pretória, onde o caso está sob investigação", disse Makhubele à VICE. "Ainda estamos tentando rastrear as suspeitas." Ele confirmou que a vítima não conhecia as agressoras antes do suposto ataque, e que ninguém ainda foi preso.

Apesar do gênero da vítima e das agressoras tornarem o caso extremamente incomum, o crime não é. Estupro atinge níveis epidêmicos na África do Sul, que tem uma das maiores taxas do mundo de violência sexual. As estatísticas variam, mas a polícia sul-africana recebeu 42.596 queixas de estupros em 2016.

Segundo um estudo de 2011, 37,4% dos homens da província de Gauteng (onde fica Pretória) admitiam ser perpetradores de violência sexual. Apesar de mulheres formarem a maioria das vítimas de estupro na África do Sul – como no mundo todo – há muitos homens que sofrem violência sexual nas mãos de mulheres. De acordo com uma extensa pesquisa nos EUA, dois terços dos homens que dão queixa de ataque sexual dizem que as agressoras eram mulheres.

Por enquanto, a busca pelas agressoras da vítima de 23 anos continua, e o Capitão Makhubele está otimista. "Esperamos que as informações que estamos juntando nos ajudem a encontrar as suspeitas", acrescentou.

Tradução: Marina Schnoor South African police with guns. Photo via Wikimedia Commons

Siga a VICE Brasil no Facebook , Twitter e Instagram.

Tagged:
estupro
Drogas
África do Sul
mulher
consenso
violência sexual
Homem