Publicidade
Music by VICE

Ah, o Amor: Os Casais Mais Legais da Música Brasileira

No Dia dos Namorados, lembramos que músicos também amam – e formam casais lindos <3 S2

por Juliana Faddul
12 Junho 2015, 4:48pm


Gif via Praorkut.com (atualmente facebookmensagens.com)

Neste 12 de junho, o Brasil comemora mais um Dia dos Namorados. E, embora esta seja uma data comercial, que não representa o amor e zzzzzzz, uma coisa é certa: é impossível sair dela imune. Afinal, hoje é dia de tirar a poeira virtual daquele disco do George Michael (é hora de "Careless Whisper", baby!) e mandar ver no Marvin Gaye.

"Mas site Noisey, por que vocês estão falando de Dia dos Namorados?” Acontece, meu caro amigo ou amiga, que a música não serve só pra embalar suas transas ou deprês pós-término: os músicos também amam.

Selecionamos aqui os casais mais maneiros da música brasileira – de histórias amorosas bem-sucedidas até hoje à gratas lembranças na memória coletiva deste país – para você ter o que falar enquanto enfrenta intermináveis filas em algum restaurante superestimado com seu tchutchulinho (a) ou para puxar assunto com aquela promissora paquera do Tinder – que você teve de baixar pela milésima vez após jurar a você mesmo que nunca mais entraria em app de pegação.

Mallu e Camelo


Foto via Instagram da Mallu

Sinônimo de fofura indie, Mallu Magalhães e Marcelo Camelo se tornaram um dos casais mais produtivos da atualidade. Ok, a diferença de 15 anos (!) entre eles até foi motivo de chacota e certa preocupação (quando se conheceram Mallu tinha, na época, 16 anos), mas é inegável que a sintonia na relação transparece no palco. Atualmente morando em Portugal, e em turnê com a Banda do Mar (formado pelo casal e pelo português Ferreira que, convenhamos, deve segurar uma vela nervosa durante as viagens), eles caíram no gosto do público “alternativinho” e até da seita xiita formada pelos fanáticos por Los Hermanos.

Pitty e Daniel Weksler


Foto via Instagram de Daniel Weksler

A Pitty sabe que bateristas são os melhores. Ela namorou por oito anos Duda Machado, o baterista de sua banda, e agora é casada com Daniel Weksler, o cara das baquetas do NX Zero. Roqueira que é, a cantora baiana se casou de vermelho, porque não gosta de branco. Os dois já enfrentaram barras pesadas: em 2007, Pitty sofreu um aborto, mas a situação ruim acabou fortalecendo a relação. "Foi quando vi que o pirralho era um homem", disse em entrevista à TPM, lembrando que Weksler é oito anos mais novo que ela.

Zizi Possi e Angela Ro Ro


Reprodução da Revista Manchete.

Romance bom é romance que é escrito em negrito. Não se sabe muito bem os detalhes do final da história entre Zizi Possi e Angela Ro Ro, que virou caso de polícia após Zizi acusar a namorada de tê-la agredido fisicamente. A intérprete de "Per Amore" não fala sobre a treta, que já tem mais de três décadas. Já Angela, em 1981, fez o álbum Escândalo, tirando onda do ocorrido. Em declarações mais recentes, a “primeira lésbica da MPB” mostra que está em busca de reconciliação. Ela já disse inclusive que desde 1998 tenta armar uma turnê com a ex chamada A Paz, projeto em que uma cantaria canções da outra.

Penélope Nova e André Matos


O casal em aparição na MTV.

A eterna VJ da MTV e o ex-vocalista de (complete aqui com alguma das inúmeras bandas de metal que André Matos já tocou como Viper? Angra? Shaaman? Avantasia? Virgo? Avalanch? Symfonia?) tiveram um romance cheio de frufrus. Em entrevista, a ex-VJ disse que ela e o amado se comunicavam por bilhetes em formato de coração. O romance, infelizmente, não durou mais que um papel sulfite. Após o término, Penélope ainda manteve uma tatuagem do relacionamento: um laço rosa no cóccix.

Rita Lee e Roberto de Carvalho

Se amor é cristão e sexo é pagão, o casal Rita Lee e Roberto de Carvalho são religiosíssimos. Nitidamente apaixonados após 39 anos de parceria, eles são a prova viva que existe amor em SP, sim. Mesmo quando moravam em apartamentos separados (embora fosse no mesmo prédio no Morumbi: ele em cima, ela embaixo) sempre antes de dormir, um dava três batidas no teto/chão do outro em sinal de boa noite. “Fofo, mas muitas vezes nos acordavam no meio da noite”, denuncia um dos frutos da relação, João Lee. Nhom <3.  <="" p="">

Continua abaixo...

Cazuza e Ney Matogrosso


Foto de Cristina Granato, que integra o livro Um Olhar na Música Popular Brasileira.

Ney Matogrosso foi o grande mentor de Cazuza – dentro e fora dos palcos. Com uma diferença de 21 anos e pegando o filho do chefe (Agenor de Miranda Araújo Neto era apenas o filho de João Araújo, ex-presidente da Som Livre), Ney passou “aproximadamente” quatro intensos meses trabalhando junto com Cazuza nos eternos Ideologia e O Tempo Não Pára. Embora a amizade tenha prevalecido, o romance teve seu fim dado pelo uso abusivo de drogas. “Certa vez ele desapareceu por três dias. Daí chegou em casa com um traficante de pó todo sujo. Eu disse: ‘Ó, você pode sair daqui. Você e esse camarada. Não quero vocês dentro da minha casa, não’. Ele cuspiu em mim. Eu dei um bofetão nele e disse: ‘Ai, sai daqui... drogado!’. E eu também era drogado”, disse para a Folha.

Don L e Flora Matos

Nomes expoentes do hip-hop, Don L e Flora Matos se conheceram por causa da música – um curtia o trabalho do outro. O silêncio da admiração mútua foi quebrado quando ele a convidou para gravar "Enquanto Acaba". A parceria deu tão certo que eles participaram também de "Sangue é Champanhe". Por quase um ano eles foram o casal 20 do rap, mas o romance infelizmente acabou. A música boa, porém, continua.

Ronaldo Bôscoli e a bossa

Se tem alguém na história da música brasileira que pegou bem, esse alguém é Ronaldo Bôscoli. Um Rico Mansur da bossa nova, o produtor musical tem um respeitado currículo amoroso. Para começar, sua primeira mulher foi Lila, irmã de Vinícius de Moraes. O casamento não deu certo e nosso galã deu início a um relacionamento com Nara Leão. Porém, durante uma viagem à Argentina, culpa do tango ou do vinho, traiu a “musa da MPB” com a cantora Maysa. Alguns filhos por aí e certas turbulências, o relacionamento acabou e anos mais tarde se casou com Elis Regina. Ufa!

Joelma e Chimbinha


Foto via Facebook da Banda Calypso.

Referência quando o assunto é brega, o casal caiu no hype do circuito Rio-São Paulo pelas coreografias espalhafatosas e pelo carisma nos palcos. A parceria teve início no final dos anos 1990, quando Joelma procurava um produtor para sua carreira solo. Amor ao primeiro acorde, a vocalista e Chimbinha continuam firmes e fortes até hoje, passando por 21 discos, três filhos e algumas declarações homofóbicas de Joelma.

Carla Perez e Xanddy


Foto via Facebook de Carla Perez.

O grande casal da axé music não realizou o sonho de 10 em cada 10 brasileiros de nomear o filho de Xanddy Júnior – Camilly Victória e Victor Alexandre foram os nomes escolhidos para os frutos deste lindo amor. Mesmo sem Xanddy Júnior, continuamos admirando o relacionamento de Carla Perez, eterna dançarina do É o Tchan!, e o vocalista do Harmonia do Samba. Com 13 anos de casados e 15 anos juntos, eles continuam declarando seu amor pelas redes sociais. Fofos!