Publicidade
Music by VICE

Dance em Qualquer Idioma com a Noisey Global Mixtape de Setembro

Ouça as melhores faixas do mês, selecionadas pelos editores do Noisey ao redor do mundo.

por Equipe Noisey
10 Setembro 2015, 5:00pm

O mundo é vasto e cheio de música, mas é pode ser fácil ficarmos presos em nossas bolhas de referência musicais. Felizmente, o Noisey é um site global, com editores de vários países trabalhando dia e noite para encontrarem os melhores sons e artistas de suas respectivas localidades. Para celebrarmos isso, a cada mês, vamos compilar as melhores faixas de cada país numa playlist incrível chamada Global Mixtape, que você pode ouvir na Apple Music. Acesse o stream aqui e confira a descrição e a origem de cada som abaixo:

Continua abaixo...

Estados Unidos: Mykki Blanco – "Coke White, Starlight"

O rapper novaiorquino Mykki Blanco vem quebrando expectativas tanto na música quanto fora dele há anos. E em 2015 não seria diferente. Blanco vai divulgar seu novo trabalho em menos de um mês para marcar a estreia do seu novo selo, Dogfood Music Group. A compilação C-ORE sai em 18 de setembro e contará com faixas de artistas do selo, como Violence, Psychoegyptian, e Yves Tumor, e também com Blanco. A primeira das novas músicas do Blanco, "Coke White, Starlight," é futurística pra caralho, com uma produção eletrônica propulsiva e letra engraçada.

Austrália e Nova Zelândia: Sui Zhen – "Take It All Back"

Essa música é um electro pop charmosinho da artista de Melbourne. Apesar de ser cheia de vocal de algodão doce e de ter uma produção fofa, a música é sobre ser uma vilã má pra caralho. É como se fosse um sundae duplo de cereja e maçã envenenada.

França: Aline – "La Vie Électrique"

Com batidas de funk, melodia de pop grudento e vibes de verão, Aline é a banda que melhor representa o que o rock alternativo francês dos anos de 80 e 90 já foi um dia. E eles não querem mais serem comparados nem com o Indochine nem com o The Smiths

Suécia: Vulkano – "Smiley Faces"

O primeiro single do segundo álbum duo sueco é um "projeto artístico"— e a arte deles já é clássica. Bem mais calmo que o álbum anterior, “Smiley Faces” mantém o estilo melódico do Vulkano. É um punk vestido com roupagens de pop dos anos 80 e é bom pra caralho..

Canadá: Carly Rae Jepsen – "I didn't Just Come Here to Dance"

Essa faixa bônus do novo álbum da cantora de Vancouver tem tudo para ser um hino das pistas de dança e fazer você esquecer completamente "Call Me Maybe".

Dinamarca: LISS – "Try"

Cheio de juventude e curiosamente revigorante, o single de estreia do duo de electro-pop dinamarquês LISS nos leva de volta para aquele momento constregdor quando você teve todos os olhares voltados para você antes da dança do baile do colégio ou quando você provou o seu primeiro copo de vodka. É empolgante e alegre — e, com certeza, vai te fazer dançar.

México: Rey Pila – "Fire Away"

Cinco anos depois do seu disco de estreia, o Rey Pila está de volta, melhor que nunca. A banda da Cidade do México está para lançar seu próximo LP, The Future Sugar, pelo selo do Julian Casablanca, o Cult Records. Não deixe de ver o vídeo da faixa, em que os caras são transformados em personagens de videogame em 8-bit — completando perfeitamente as primeiras notas bem à la Nintendo da música..

Brasil: Aláfia - "Corpura"

O vocal suave da Tássia Reis faz um belo contraste com o funk da guitarra e a intensa percurssão do som, fazendo de Corpura um dos álbuns brasileiros mais aguardados de 2015.

Alemanha: Gerard – "Höhe Fallen"

"Höhe fallen" é o primeiro single do novo álbum do Gerard, Neue Welt, que foi lançado em 4 de setembro. Gerard é um dos artistas mais interessantes da Áustria na cena do hip-hop. O som é cheio de sintetizadores e batidas arrebatedoras, sendo mais uma evidência de que a música austríaca está se tornando cada vez mais relevante..

Holanda: Sevdaliza – "That Other Girl"

Sevdaliza é aquele tipo de cantora que todo mundo deveria conhecer. Ela é muito mais uma artista conceitual do que só uma cantora, usando de vídeos, da moda e da dança para criar a sua estranha e sexy atmosfera.

Japão: Pineapple Club - "Finderrrr (Year Month Day's After the Carnival Edit)"

Essa música é do álbum de estreia do duo feminino japonês. Elas tentam recriar a vibe dos anos 80 no Japão, misturando teen pop, batidas eletrônicas e hip-hop.

Itália: Not Waving – "Feeling-Tone"

A cena italiana esconde seus tesouros na música eletrônica. E Not Waving é um deles. Além de ter sido parte do line-up incrível do Berlin Atonal, ele ainda colaborou com produtores como Pye Corner Audio e Sam Willis. O seu novo disco, Voices, foi inspirado no livro do Oliver Sacks, “Seeing Voices". Tome esse som como uma pequena homenagem italiana a esse célebre cientista.