Publicidade
Music by VICE

Ressignificando o crust com o Deaf Kids

‘Configuração do Lamento’ ejeta o peso ruidoso do trio para além dos paradigmas anti-música.

por Eduardo Ribeiro
21 Junho 2016, 5:01pm


Divulgação

Configuração do Lamento, o sétimo álbum do trio crust egresso de Volta Redonda, Rio de Janeiro, encara com muito mais consequência a proposta de endoidar o quanto possível. O projeto encabeçado pelo Dovglas Leal (guitarra, voz) – com Mariano de Melo na batera e Marcelo dos Santos no baixo –, que começou numa linha d-beat, mas que sempre teve seu viés experimental, agora caminha para um exercício de desconstrução do crust. A diluição das fórmulas identificáveis do estilo num encadeamento de ruídos catárticos, sujos e dissonantes. Impressiona como os caras conseguem pegar um emaranhado de zunidos de distorção e combiná-los de modo que tudo vire uma massa sonora harmoniosa em sua discordância.

A temática do disco remonta à história e à cultura da exploração da América Latina e suas raízes intrínsecas. Uma linha do tempo invisível que conecta o passado, o presente e o futuro dessa jornada sangrenta, e fala de como isso se reflete em nossas relações e estruturas sociais, políticas e psicológicas. A distopia permanente do terceiro mundo, tal qual abordada na faixa que encerra a obra. O Dovglas explica que “a ideia é de gerar uma sensação física, do disco ser todo emendado a ponto de dar a volta em si mesmo pra passar essa noção da história se repetindo, de um loop de estado permanente das coisas. Aí foi dando nessa doidera.” Segundo ele, “desde o último lançamento a gente foi entrando nessa de fazer sons cada vez mais frenéticos. Moramos juntos há quase dois anos aqui em São Paulo, então somou um monte de coisa.”

O trampo foi gravado ao vivo no Family Mob Studios no começo de maio, com mixagem e masterização no estúdio Jukebox, em Volta Redonda. A faixa "Distopia Permanente" foi editada pelo Bernardo Pacheco, guitarrista do Elma e baixista do Are You God?, e a arte da capa é do próprio Dovglas. O material vai ser lançado em cassete pelos selos Raw Records, de Brasília, Burning London, de Belo Horizonte, e Untitled Tapes, da Alemanha.

Em breve, sai do forno também em vinil 10''. Nesta quinta (23) tem show de despedida da banda no Madame, já que na sequência eles partem para uma turnê europeia. Chance única de curtir os sons novos ao vivo antes de setembro.

O Deaf Kids está nas redes: Facebook | Bandcamp

Siga o Noisey nas redes: Facebook | Twitter | Instagram