bubonic plague

A China está em alerta com um possível surto de peste bubônica

2020 não perdoa mesmo.
07 Julho 2020, 7:14pm
Nina Zotina / Sputnik via AP​

Matéria originalmente publicada pela VICE EUA.

O mundo está passando por uma pandemia global sem precedentes que já causou milhares de mortes, milhões de infecções e uma catástrofe econômica incalculável. Então a última coisa que a gente precisava ouvir agora é que num canto remoto da China, outra praga está emergindo.

Autoridades chinesas alertaram no domingo sobre uma “epidemia de peste” depois que um pastor foi diagnosticado com peste bubônica, a causa da Peste Negra, que matou 50 milhões de pessoas pelo mundo na Idade Média.

O alerta veio da cidade de Bayannur, localizada 885 quilômetros a noroeste de Pequim, na região autônoma da Mongólia Interior.

No sábado, um hospital avisou as autoridades sobre o caso do paciente, e no domingo, as autoridades locais agiram, emitindo um aviso municipal Nível 3 de prevenção de peste, de um sistema de quatro níveis.

“Atualmente, há um risco de uma epidemia humana se espalhar pela cidade”, disse a autoridade de saúde local, segundo o jornal estatal China Daily. “O público deve se conscientizar e se proteger, e relatar condições anormais de saúde o mais rápido possível.”

As autoridades também avisaram que as pessoas devem evitar caçar, comer ou transportar animais possivelmente infectados, e informar sobre qualquer roedor morto ou doente.

As autoridades de Bayannur destacaram particularmente a ameaça das marmotas, que são comidas em algumas partes da China e da vizinha Mongólia. Marmotas vivem em áreas rurais e muitas vezes são portadoras da doença.

A peste bubônica, que é transmitida por pulgas que vivem em roedores infectados, e por contato direito com tecido infectado, é uma das duas formas principais da peste. Ela causa linfonodos inchados dolorosos, além de febre, calafrios e tosse. A peste bubônica pode ser tratada com antibióticos quando diagnosticada cedo, mas se não tratada é fatal em mais de 60% dos casos. Peste pulmonar é uma forma mais severa da doença, e é fatal em 90% dos casos não tratados.

Os oficiais de saúde de Bayannur disseram que o pastor em questão estava em condição estável e recebendo tratamento.

Apesar da peste ter sido varrida de quase todo o mundo graças aos antibióticos, ela ainda persiste em algumas regiões.

O caso de Bayannur é o terceiro caso conhecido de peste na Mongólia nas últimas semanas. Na segunda-feira, autoridades retiraram restrições de saúde da Província de Khovd depois de dois casos de peste bubônica, ligados a consumo de carne de marmota, informados uma semana atrás.

Em maio, um casal na Mongólia morreu de peste bubônica depois de comer rim cru de marmota, um remédio tradicional, e em novembro, Pequim anunciou que duas pessoas da Mongólia Interior contraíram peste bubônica.

Imagem do topo: Uma marmota no Zoológico de Moscou, Rússia. Nina Zotina / Sputnik via AP.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.