Publicidade
crime

O filho de El Chapo foi capturado pelo exército mexicano e libertado pelo cartel de Sinaloa

Ovidio Guzmán, filho de Joaquín “El Chapo” Guzmán, foi libertado após criminosos tocarem o terror em Culiacán.

por Keegan Hamilton; Traduzido por Marina Schnoor
18 Outubro 2019, 4:54pm

A cidade de Culiacán, Sinaloa, explodiu em violência na tarde de quinta-feira (17) entre uma grande operação do exército mexicano que levou a captura – e fuga abrupta – de pelo menos um dos filhos do líder do cartel local, Joaquín “El Chapo” Guzmán.

Duas fontes – incluindo autoridades dos EUA – confirmaram a VICE News que o filho de Chapo, Ovidio Guzmán, estava sob custódia do exército mexicano no começo da tarde. Outro filho, Iván Archivaldo Guzman, também pode ter sido capturado, mas seu status ainda não foi confirmado e há rumores de que ele pode ter morrido na batalha com soldados mexicanos.

Alfonso Durazo, oficial de segurança pública do México, fez uma declaração dizendo que as autoridades encontraram Ovidio Guzmán numa casa em Culiacán na tarde de ontem, mas foram obrigadas a recuar entre um tiroteio com membros do cartel. A declaração reconhecia a violência se desenrolando na cidade, mas não mencionava Iván Archivaldo. Uma agência de notícias mexicana informou que o advogado da família Guzmán também confirmou que Ovidio foi libertado.

Um oficial da lei dos EUA disse a VICE News: “acredite nas notícias”.

O governo mexicano supostamente planeja dar uma entrevista coletiva às 6h, horário local, na sexta para explicar a situação.

Vídeos circulando nas redes sociais mostram caos em Culiacán, a capital de Sinaloa e uma fortaleza do cartel de mesmo nome. Nas filmagens, homens que parecem ser atiradores do cartel são visto disparando armamento pesado nas ruas, provavelmente contra soldados e policiais, enquanto civis em pânico correm. A polícia e soldados mexicanos aparentemente bloquearam as rodovias da cidade e as principais ruas, deixando a cidade paralisada.

“A cidade está tomada, o aeroporto está paralisado”, um morador de Culiacán disse a VICE News, falando sob condição de anonimato por medo de retaliação do cartel. “Nunca passamos por nada assim, e quem disser que isso não é algo novo está mentindo.”

O morador disse que estava almoçando perto do escritório da promotoria do estado quando os tiros começaram por volta de 16h naquela tarde, uma linha do tempo que combina com outros relatos e vídeos postados nas redes sociais. A fonte civil disse que várias pessoas ficaram feridas, mas as autoridades mexicanas não confirmaram feridos ou mortos.

Várias fontes em Sinaloa disseram a VICE News que Iván Archivaldo Guzmán, 39 anos, o filho mais velho de El Chapo, também era alvo da operação militar, com rumores de que ele foi morto ou capturado, com alguns dizendo que ele também esteve brevemente sob custódia mas escapou ou foi libertado.

Um vídeo ainda não verificado compartilhado no Twitter mostra um rádio do cartel, com um atirador ameaçando as famílias dos soldados mexicanos se Iván não for libertado.

“Deixe ele ir, e voltar pra casa em paz, e nada acontece com vocês”, uma voz diz na gravação. “Se não, vocês estão fodidos.”

Outra voz diz depois: “Pegue as famílias deles, as famílias, se ele não voltar, que se fodam”.

Se Ovidio tivesse continuado sob custódia mexicana, ele provavelmente enfrentaria extradição para os EUA e seria julgado no mesmo tribunal do Brooklyn onde seu pai foi sentenciado à prisão perpétua. Fontes confirmaram que uma foto de Ovidio sob custódia – o mostrando com cabelo preto bagunçado, uma camisa azul-claro e colares – era legítima. Outras imagens similares estão circulando no Twitter. Uma fonte disse que Ovidio sofreu um pequeno ferimento na cabeça durante a prisão – outra disse que ele estava “perfeitamente bem”.

Ouça o podcast da VICE News “Chapo: Kingpin on Trial” de graça no Spotify.

Ovidio – um dos pelo menos 15 filhos de El Chapo – foi indiciado por tráfico de drogas em 21 de fevereiro, uma semana depois que seu pai foi condenado por comandar o Cartel de Sinaloa por mais de 30 anos, usando violência brutal para transformar a organização no grupo criminoso mais poderoso do México. Na ausência de El Chapo, seus filhos – conhecidos como Los Chapitos ou Los Menores – tomaram o controle da facção de seu pai do cartel, com Ovidio e Iván sendo os principais nomes.

Um conflito supostamente estava fervendo nos últimos meses entre os filhos de El Chapo – conhecidos por seu estilo de vida de ostentação e comportamento impetuoso – e Ismael “El Mayo” Zambada, o colíder de longa data do Cartel de Sinaloa, que prefere ser mais discreto. E numa visita a Sinaloa ano passado, fontes disseram a VICE News que os filhos também estavam brigando com o tio, Aureliano “El Guano” Guzmán, que controla a área montanhosa que cerca a cidade natal de Chapo, uma das principais fontes de heroína e metanfetamina.

Entre o caos da tarde de ontem em Culiacán, os moradores temem que o pior ainda está por vir. Uma mensagem circulando pelo WhatsApp alerta os cidadãos para se abrigar, porque atiradores de toda a região estão se juntando para lutar pelos filhos de Chapo e seus aliados.

“Pessoas armadas de todos os municípios de Sinaloa, pessoas e Chihuahua, Durango e Guadalajara, [estão vindo] para resgatar os filhos de El Chapo e dois outros capos menos conhecidos”, dizia a mensagem. “Por isso o governo estadual não está dando informações, porque eles não sabem que é melhor ter cuidado para não sair de casa se você não tem nada para fazer nas ruas.”

Miguel Fernandez Flores contribuiu com esta reportagem.

Matéria originalmente publicada na VICE EUA.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Tagged:
VICE News
mexico
Sinaloa
Noticias
El Chapo
Culiacán
tráfico de drogas
cartel de sinaloa