Publicidade

O mundo não precisa de salvadores brancos no Instagram

Redes sociais são boas para várias coisas; postar fotos com crianças negras pobres não é uma delas.

por Dipo Faloyin; Traduzido por Marina Schnoor
01 Março 2019, 10:00am

Foto: Instagram/Stacy Dooley.

Eu sei que é difícil ver uma criança negra sorrindo e resistir ao impulso de carregá-la e celebrar sua alegria, especialmente considerando todos os desafios que vêm de ser jovem e negro no mundo. Mas: não carregue crianças negras aleatórias. E: não as obrigue a tirar foto com você.

É um ponto que precisa ser reforçado, porque foi isso que Stacey Dooley, uma apresentadora britânica, fez recentemente numa postagem do Instagram, onde ela carregava um menino negro de Uganda com a legenda: “OBCECADA *emoji de coração partido*. Dooley descobriu o garoto enquanto filmava com a equipe da ONG britânica Comic Relief — um seguimento que você pode facilmente visualizar sobre o que é sem nem precisar assistir.

Exterior. Fazenda africana.

A câmera corta para um close de uma criança chorando, com moscas orbitando sua cabeça.

Narrador: Matombi tem oito anos, mas não parece...

Dooley não é a primeira peregrina do Ocidente a não promover seu altruísmo promovendo seu altruísmo, e com certeza não será a última. Agora esse já é praticamente um rito de passagem: o viajante tirando um ano sabático tentando justificar por que tirou um ano sabático. Na verdade, tanta gente fez a mesma coisa que quase fiquei com pena dela quando o parlamentar britânico David Lammy a citou nominalmente depois de pedir o fim do complexo de salvador branco.

A resposta de David Lammy dizendo o que achei que já pudesse ser considerado hoje em dia senso comum é um lembrete de que senso comum na real é algo extremamente incomum. Homens Brancos Enfurecidos de todo o Reino Unido correram para defender Dooley, acusando o parlamentar de ser o racista (!), por colocar raça na questão e não apreciar o trabalho maravilhoso que Dooley está fazendo por ousar entrar a grande floresta da África. O tio de alguém até tuitou: “Este mundo precisa de mais 'salvadores', não importa a cor”.

E honestamente, como posso argumentar contra isso? Ser contra super-heróis é como ser contra rolinho de salsicha. Você tem que ser louco! Então vamos deixar claro: salvadores são ótimos. Eles salvam coisas que precisam ser salvas.

@StaceyDooley: David, o problema é eu ser branca? (Pegunta genuína)

...porque se esse é o caso, você sempre pode ir até lá e tentar conscientizar? A Comic Relief levantou mais de 1 bilhão de libras desde seu começo.

Vi projetos lá que estão salvando vidas com o dinheiro. As crianças vivem.

@DavidLammy: O mundo não precisa de mais salvadores brancos. Como eu disse antes, isso só perpetua estereótipos cansados e inúteis. Em vez disso, vamos promover as vozes do continente africano e ter um debate sério.

Mas “salvador branco” não se refere a isso. Se refere a uma necessidade muito específica do Ocidente de retratar a África como um lugar devastado de terra vermelha, moscas e crianças que não sabem o que é Natal. Isso reforça a visão de que os africanos nunca podem ser a solução, que eles são indefesos sem qualquer agência própria, e que o nascer do sol da esperança só chega quando carregado no abraço quente e brilhante da branquitude. Isso centra a celebridade acima das vidas que ela deveria estar tentando mudar. O menino na postagem de Dooley não é um acessório e não deveria ser tratado assim.

Imagem é extremamente importante. É algo em que todo mundo escorrega; a própria VICE UK fez uma cagada ontem de manhã. Há desafios sérios encarando a África como continente. Muitos desses desafios são universais porque são ramificações do colonialismo e o jeito como ele dividiu a terra fértil, e obrigou culturas totalmente diferentes a formarem nações singulares contra sua vontade. Isso é algo com que a maioria das nações ainda está tentando lidar. E nisso há espaço para qualquer pessoa boa fazer o que puder onde for necessário, e esperamos que dirigida por pessoal local.

E se essa pessoa é você, e você está imaginando como manobrar nesse campo minado sem ser tirado de racista, vá em frente, mas cole essa pergunta no seu bronzeador fator 50+: Como eu agiria num abrigo para sem-tetos em Londres?

Você ia pedir pra todo mundo parar o que está fazendo para posar para uma foto com você como peça de centro? Se você visse uma criança fazendo suas coisas de criança, você ia carregá-la como um troféu? Acho que não, né. Então resista a esse impulso quando entrar num vilarejo africano.

E se você se ver num país africano e sentir um desejo louco de postar uma foto de alguma coisa, recomendo frutas. As frutas são incríveis. Poste fotos de frutas.

@DipoFaloyin

Matéria originalmente publicada na VICE UK.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Tagged:
africa
Instagram
Reino Unido
racismo
Comic Relief
privilégio branco
David Lammy
orientalismo
stacey dooley
salvadores brancos