Novos Sons

Reverendo Frankenstein toca o terror no Dia das Bruxas com seu novo disco

Banda punk-surf-psycho-rockabilly do ABC paulista escolheu a data perfeita para lançar o seu primeiro álbum. ‘Está Vivo... Está Vivo!’ aborda a vingança de Victor Frankenstein contra o seu criador.

por Eduardo Ribeiro
31 Outubro 2016, 10:44am

Foto por: Paula Arjona

Está Vivo... Está Vivo! é o primeiro álbum do quarteto roqueiro do ABC paulista Reverendo Frankenstein. Quem está familiarizado com a música dos caras, por conta do EP Lado Escuro, lançado dois anos atrás, já sabe o que encontrará aqui: uma versão melodiosa do monstro do livro de Mary Shelley, traduzida numa colcha de retalhos costurada com pedaços de punk rock, rockabilly, psychobilly e surf music. Além das composições próprias, a obra com oito faixas traz versões transfiguradas pela identidade da banda. São elas "A Praieira", de Chico Science & Nação Zumbi, "I Hate You, Baby", clássico da primeira geração do rockabilly nacional, gravado originalmente pelos K-Billys nos anos 1980, e "Tailspin", dos americanos do Los Straitjackets.

Para o registro de "Tailspin", o grupo convidou o próprio autor do instrumental, o guitarrista Danny Amis aka Daddy-o Grande, para rivalizar com o Alex from Hell, responsável pelas seis cordas no Reverendo. Nesta roupagem, Danny assume os timbres limpos, enquanto o Alex manda ver nos overdrives e em efeitos que emulam órgão de igreja. "Conheci o Danny quando ele veio ao Brasil pela primeira vez, em 2007. Desde então, mantemos contato", comenta o guitarrista brasileiro sobre como rolou o convite da participação.

Barulhos de tempestade saúdam o ouvinte e imprimem a atmosfera soturna ideal para que o vocalista M. Krempel recite o famoso trecho da obra de Shelley, em que Victor Frankenstein faz juras de vingança ao seu criador. Está Vivo... Está Vivo! encerra-se na mesma vibe com que começa. "Entre Trevas (Fique Longe de Mim)", a derradeira faixa, é introduzida por guitarras pesadas que puxam para um riff mergulhado no wah-wah. A letra, em primeira pessoa, conta a história de alguém que se transformou em zumbi.

Todo esse climão justifica o lançamento neste Dia das Bruxas. Sente o drama:

O Reverendo Frankenstein está no Facebook e no Vevo.

Siga o Noisey nas redes: Facebook // Twitter.