Noticias

Boletim Matutino da VICE

Tudo o que você precisa saber sobre o mundo esta manhã com curadoria da VICE.

por Equipe VICE Brasil
08 Setembro 2017, 11:58am

Foto via VICE News.

Brasil

Geddel é preso após descoberta de apartamento com R$ 51 milhões
O ex-ministro de Michel Temer Geddel Vieira de Lima (PMDB-BA) foi preso na manhã desta sexta-feira (8) após a descoberta na terça (5) de um apartamento em Salvador onde escondia R$ 51 milhões em espécie, em diferentes malas — uma das maiores apreensões de dinheiro em espécie da história da Polícia Federal. Geddel, que deixou a pasta da Articulação Política após ser denunciado pelo então ministro da Cultura por tráfico de influência, cumpria prisão preventiva domiciliar após ser preso pela Lava Jato. — Folha de S. Paulo

Janot revoga imunidade de Joesley e avalia pedir prisão de empresário
Depois da defesa apresentada pelos delatores da JBS, incluindo Joesley Batista, o Procurador Geral da República Rodrigo Janot decidiu revogar a imunidade concedida ao empresário e estuda pedir a prisão de membros do grupo. A crise se instalou após a revelação de novas gravações do grupo, que flagrou o presidente Michel Temer pedindo dinheiro para manter o silencia do ex-deputado federal Eduardo cunha (PMDB-RJ) preso — nelas, Joesley e o lobista Ricardo Saud falavam do papel do ex-procurador Marcello Miller, então da equipe da PGR, na criação do acordo de delação premiada. — Folha de S. Paulo

Palocci cita "pacto de sangue" entre Odebrecht e Lula em depoimento a Moro
O ex-ministro Antonio Palocci falou em depoimento ao juiz da Lava Jato Sergio Moro que Lula teria feito um "pacto de sangue" com a Odebrecht, afirmando que a empreiteira teria reservado R$ 300 milhões em propinas para o ex-presidente. Preso há um ano, Palocci negocia um acordo de delação premiada com a Lava Jato — o primeiro havia sido negado por Moro. Há a expectativa, ainda, de que as revelações de Palocci atinjam o sistema bancário do Brasil, até agora incólume na operação. — BBC

Operação cumpre 72 mandados de prisão após ataques em Santa Catarina
Após quase uma semana de ataques a delegacias de polícia e outros órgãos públicos em todo o estado, a Polícia Civil de Santa Catarina deflagrou nesta sexta-feira (8) uma operação para cumprir 72 mandados de prisão — na quinta (7) outra operação já prendeu 18 pessoas. Desde o dia 31 de agosto, 23 cidades registraram mais de 50 ocorrências entre incêndios, bombas e tiros a prédios públicos e veículos. — G1

Aposentado é preso acusado de ejacular em mulher em São Bernardo do Campo
Um homem de 60 anos foi preso no fim da tarde de quarta-feira (7) acusado de ejacular nas costas de uma passageira em um ônibus no centro de São Bernardo do Campo, região do ABC paulista. Ele foi detido pela polícia em flagrante por suspeita de abuso sexual, e sua prisão foi convertida para provisória e deve ficar preso até ser julgado. — UOL

Mundo

Terremoto deixa 15 mortos no México e gera alerta de tsunami
Um terremoto de magnitude 8,1 ocorreu na madrugada desta sexta-feira (8) e deixou ao menos 15 mortos no México, nos estados de Chiapas e Tabasco, sul do país. O forte abalo ainda gerou um alerta de tsunami para 8 países da região, incluindo El Salvador, Guatemala, Costa Rica e o próprio México — as ondas podem chegar a 4 metros de altura. — G1

Irma, maior furacão da história do Atlântico, devasta Caribe e chega à Flórida
O furacão Irma, o pior já registrado na história do Oceano Atlântico, deixou um rastro de destruição no Caribe, com 10 mortos e 23 feridos, e agora se aproxima da península da Flórida, no sul dos EUA. Porto Rico, onde Irma apenas se aproximou, ficou com 75% da ilha sem energia elétrica. Até o momento, o furacão não passou diretamente em terra firme, mas deve causar um impacto tremendo na Flórida, aonde deve entrar na tarde de sábado. — El País

Filho de presidente das Filipinas é investigado por tráfico de drogas
Paolo Duterte, filho do presidente Rodrigo Duterte das Filipinas, conhecido por sua linha dura com combate ao tráfico de drogas, é investigado justamente por, bem, traficar drogas. Senadores da oposição afirmam que Paolo teve papel no recebimento de uma carga de metanfetamina avaliada em US$ 135 milhões, que entrou em Manila, capital filipina, vinda da China. Em depoimento no Congresso do país, Paolo negou as acusações. Se condenado por tráfico nas Filipinas, Duterte pode ser até condenado à morte. — VICE News.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter e Instagram.

Tagged:
mexico
Política
Porto Rico
Lula
Lava Jato
desastres naturais
Rodrigo Janot
JBS
Boletim Matutino
Antonio Palocci
Paolo Duterte