Publicidade
Notícias

Boletim Matutino da VICE - 21/8/2019

Tudo o que você precisa saber sobre o mundo esta manhã com curadoria da VICE.

por Equipe VICE Brasil
21 Agosto 2019, 12:00pm

Wilson Dias / Agência Brasil

Brasil

Deltan idealizou monumento à Lava Jato, mas Moro previu crítica à 'soberba'

"Precisamos de estratégias de marketing. Marketing das reformas necessárias", disse o procurador Deltan Dallagnol em grupo de conversa com colegas em maio de 2016. Dessa necessidade, mostram mensagens obtidas pelo The Intercept, surgiu a ideia de fazer uma espécie de monumento à Lava Jato e a reformas em Curitiba, escolhido por meio de concurso. O projeto nunca foi concretizado, mas rendeu discussões entre procuradores, com a chefia do Ministério Público Federal no Paraná e até com o então juiz Sergio Moro. A colegas, no aplicativo Telegram, Deltan demonstrava entusiasmo com o projeto. O plano era realizar um concurso de uma escultura que simbolizasse a operação e mudanças defendidas pelos procuradores, como o projeto das Dez Medidas, que estava em tramitação no Congresso, e a reforma política. – Folha de S. Paulo

Ao lado do presidente, padre toca berrante para seguidores de Bolsonaro

Poucos dias após galopar em um cavalo no rodeio de Barretos, o presidente Jair Bolsonaro adotou novamente um visual sertanejo. Dessa vez, para divulgar um vídeo com o Padre Periquito, de Goiás, na manhã desta quarta-feira (21). Na publicação, ele agradeceu ao apoio do padre, de quem diz ter recebido um apoio em momento difícil no ano de 2018. “Que chifre é esse aí?”, perguntou o presidente para o berrante do sacerdote. O padre mandou lembranças a todo o Brasil e ainda abençoou o gabinete do presidente com o indefectível mugido. – iG

Governo federal anuncia privatização dos Correios nesta quarta

A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos está na lista das 17 estatais que serão privatizadas ainda este ano. O anúncio será feito nesta quarta-feira (21), segundo informou o ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta terça-feira (20). A privatização de estatais precisa de aval do Congresso. Nas justificativas que constam de estudo para privatizar os Correios, o Ministério da Economia aponta corrupção, interferências políticas na gestão da empresa, ineficiência, greves constantes e perda de mercado para empresas privadas na entrega de mercadorias vendidas pela internet, o e-commerce. Em junho deste ano, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que o governo federal não pode vender estatais sem aval do Congresso e sem licitação quando a transação implicar perda de controle acionário. – G1

Rodrigo Maia chora ao receber elogio de Alexandre Frota ao lado de Doria

Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, chorou hoje ao receber um elogio do deputado federal Alexandre Frota (PSDB - SP). O momento foi registrado em um vídeo divulgado pela jornalista Kelly Matos, da GaúchaZH. "A gente está perto de você queria falar que me surpreendi demais contigo. E quero que você saiba que devo minha chegada ao PSDB a você, Rodrigo Maia", diz Frota no vídeo, levando Maia às lágrimas e recebendo o apoio ainda do governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB). Frota anunciou sua filiação ao PSDB semana passada após ser expulso do PSL. – UOL

Saída de capital externo da Bolsa é maior que o registrado na crise de 2008

O fluxo de recursos estrangeiros na Bolsa brasileira em 2019 registrou o pior saldo no acumulado até agosto em comparação a 2008, ano da crise financeira global. Ou seja, os investidores externos tiraram mais recursos do que aplicaram na B3. Até o dia 15 deste mês (dado mais recente), o volume estava negativo em R$ 19,1 bilhões. Em 2008, o saldo no vermelho registrado no ano até o fim de agosto era de R$ 16,5 bilhões. O valor de agora é pior até mesmo do que o de setembro daquele ano (-R$ 18,3 bilhões), quando o mercado já repercutia a quebra do banco Lehman Brothers. – Estadão

Desmatamento na Amazônia seria o dobro do registrado pelo Inpe, aponta universidade dos EUA

A Amazônia brasileira perdeu mais de uma Alemanha em área de floresta entre 2000 e 2017. São cerca de 400 mil km² a menos de área verde, de acordo com estudo de uma equipe de pesquisadores da Universidade de Oklahoma publicado na revista científica Nature Sustainability. O resultado apontado é mais que o dobro da área de 180 mil km² registrada no mesmo período pelo sistema de monitoramento de desmatamento anual adotado pelo Inpe, o Programa de Monitoramento da Floresta Amazônica Brasileira por Satélite (Prodes). O conceito de floresta desmatada e a qualidade das imagens analisadas pelo satélite utilizado na nova pesquisa, com menos interferência de nuvens e sombras, são apontados como fatores para a discrepância nos resultados. – BBC

Chuva preta cai em São Paulo durante o dia que virou noite

Análises técnicas feitas por duas universidades mostraram que a água da chuva de cor escura, coletada por moradores de São Paulo nesta segunda-feira (19) após nebulosidade forte encobrir a cidade, contém partículas provenientes de queimadas. Nas redes sociais, moradores da Grande São Paulo postaram fotos da água da chuva escura. O teste feito pelo Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP) identificou a presença de reteno, uma substância proveniente da queima de biomassa e considerada um marcador de queimadas, na água da chuva coletada na segunda-feira. Já o exame realizado pela Universidade Municipal de São Caetano (USCS) mostrou que a concentração de material particulado, ou seja, de fuligem, foi sete vezes maior do que a registrada na água de uma chuva normal. – G1

Anvisa diz que pode liberar plantio de maconha medicinal mesmo sem aval do governo

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu 554 contribuições no processo de consulta pública sobre a possibilidade de liberar o plantio de Cannabis sativa para fins medicinais no Brasil. O prazo para enviar contribuições terminou na segunda-feira (19). A agência esclareceu que, ao final desse processo de análise, sua decisão não precisa ser confirmada pelo governo federal ou pelo Congresso. A próxima etapa é a análise dessas participações pelos diretores da Anvisa, que tomarão juntos uma decisão final sobre o tema. A agência aprovou, em junho, duas propostas para regulamentar o plantio de maconha no país, caso o processo seja concluído com a liberação. O canabidiol, substância extraída da cannabis, deixou de ser proibido no Brasil em 2015, para uso em tratamentos e pesquisa científica. Mas, até o momento, o plantio não é permitido. – G1

Remédio à base de maconha tem marca censurada por contrariar 'bons costumes'

O Instituto Nacional de Propriedade Industrial tem negado pedidos de patente e de registro de marcas de produtos medicinais derivados da Cannabis sativa. O órgão, vinculado ao Ministério da Economia, alega considerar esses itens "contrário(s) à moral, aos bons costumes e à segurança, à ordem e à saúde pública". Algumas empresas tentam se antecipar à nova regulamentação sobre produtos medicinais derivados da maconha, em debate atualmente na Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Para o presidente da Associação Brasileira de Propriedade Intelectual, o advogado Luiz Edgard Montaury Pimenta, "uma marca ou patente não pode ser registrada à luz de princípios morais". O Inpi, diz ele, interpreta equivocadamente a lei para rejeitar requerimentos. – Terra

Pesquisadora da UnB testa canabidiol em tratamento de viciados em crack

Uma pesquisa desenvolvida na Universidade de Brasília (UnB) testa os efeitos do canabidiol – substância derivada da maconha – no tratamento de pessoas viciadas em crack. Há cerca de três anos, a professora e pesquisadora Andrea Gallassi pediu à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para importar o extrato e testá-lo em dependentes. Segundo Gallassi, a substância tem potencial para amenizar praticamente todos os sintomas da abstinência, como ansiedade, insônia, falta de apetite e o desejo intenso pelo consumo da droga. – G1

Jovem invade santuário de primatas em SP e dá cigarro para chimpanzé fumar

Um vídeo onde um chimpanzé aparece fumando no Santuário dos Primatas, em Sorocaba (SP), viralizou na internet. Nas imagens, um rapaz sem camiseta aparece conversando com outros jovens enquanto o chimpanzé está com o cigarro aceso na boca. O grupo ri da situação. “Dá uns tragos, brother. Fumando um aqui com o brother” diz o rapaz. O santuário afirmou que está apurando a situação e que o rapaz que aparece nas imagens não pertence ao quadro de funcionários. “O santuário já está tomando todas medidas legais na esfera criminal e civil para punição dos responsáveis e reparação do dano causado à integridade dos animais ali residentes", disse em nota. – G1

Brasileiro que gritou 'buceta rosa' na Rússia vai à Justiça contra Globo

Um dos brasileiros gravados gritando "buceta rosa" para uma mulher russa durante a Copa do Mundo de 2018 acionou a TV Globo na Justiça para tentar retirar do ar conteúdos que mostrem o episódio. Com iniciais L. S. J. (o processo corre, por enquanto, em segredo de Justiça), o homem alega ter sofrido "verdadeiro linchamento moral" causado pela publicação do seu envolvimento no caso de assédio, que ocorreu no dia 16 de junho de 2018. Na ocasião, um grupo de pelo menos quatro homens brasileiros cercou uma mulher russa pulando e gritando "buceta rosa" sem que ela entendesse o que estava acontecendo. – UOL

Mundo

Juiz libera uso recreativo de cocaína para duas pessoas no México

Um juiz mexicano concedeu a duas pessoas, que não tiveram suas identidades divulgadas, o direito de uso recreativo de cocaína. A decisão foi tomada em maio deste ano em uma corte distrital da Cidade do México, mas divulgada apenas nesta terça-feira (20) e ainda precisa ser aprovada em uma instância superior. A decisão inédita foi divulgada em um comunicado oficial da entidade México Unido Contra la Delincuencia (MUCD). As duas pessoas contempladas na sentença seriam membros da ONG, segundo a nota. A MUCD diz que a decisão está de acordo com o Plano Nacional de Desenvolvimento para o quinquênio 2019-2023, que afirma que "a estratégia proibicionista é insustentável". – R7