Noisey

Mini-doc narra a trajetória do Planet Hemp desde a prisão

Assista 'A vitória não virá por acidente', vídeo que mostra como a prisão da banda em 1997 acelerou o debate sobre a maconha no Brasil.

por Débora Lopes
22 Dezembro 2017, 5:00pm

O Planet Hemp durante o festival Humaitá Pra Peixe, em 2003. Foto: Matias Maxx

Estreou nesta sexta (22) o mini-documentário A vitória não virá por acidente, que conta uma história de exatos 20 anos atrás, quando os integrantes do Planet Hemp ficaram presos por cinco dias após um show em Brasília sob a acusação de que faziam apologia à maconha.

O filme resgata imagens de arquivo da época da banda, que havia lançado o emblemático “Os cães ladram e a caravana não para”, misturadas à caminhada do discurso pró-descriminalização da cannabis no país. Fotojornalista e colaborador da VICE, o carioca Matias Maxx assina o roteiro e a direção do projeto.

“Eu poderia ter feito um documentário careta com todo mundo sentado olhando pra câmera falando sobre como era uma merda cagar na frente do seu colega de banda dentro da cadeia”, pontua Matias, “mas queríamos fazer algo mais positivo. Mostrar com o Planet influenciou toda essa movida canábica e uma geração de pessoas, ativistas, empresários”.

Prisões, shows cancelados, músicas proibidas de tocar na rádio, clipes censurados (em 1995, “Legalize Já” só podia ser exibido na televisão após as 23h), CDs recolhidos e muito tumulto fazem parte da trajetória da banda, que, depois da prisão, acabou ganhando notabilidade e vendeu ainda mais discos. É com esse recorte que o documentário conta como o Planet Hemp acelerar o debate sobre a questão da maconha no país.

Assista A vitória não virá por acidente abaixo.