Publicidade
VICE Sports

Boletim VICE da Copa #9: a labirintite da primeira vitória brasileira

Brasil vence e, na comemoração, Tite despenca e se lesiona.

por Artur do Fifa
22 Junho 2018, 8:36pm

Neymar, nosso 10 que luta contra gravidade, divide uma nação. Seria ele o herói que precisamos ou o vilão que merecemos? Nesta sexta o craque da seleção mais uma vez apanhou adoidado e, ao contrário da estréia, revidou bastante. Deu pontapés, xingou em vários idiomas, empurrou, forçou falta. Sobrou até pro juiz, que, ao encostar no atacante, ouviu um “don’t touch me” de quebrada.

A tragédia estava desenhada até os 45 do segundo tempo: o Brasil empataria de novo e menino Ney seria expulso. Mas aí veio a reviravolta que causou abalo sísmico no país: uma jogada aérea que sobrou para Coutinho mandar a bola entre as pernas do goleiro Navas. Golaço que fez Tite comemorar imitando Ney: rolando no chão, de boca aberta e pernas pro ar.

Depois disso foi só alegria: Menino Ney aproveitou para dar carretilha no zona de escanteio e, minutos depois, fazer gol de oportunismo. O país foi ao delírio, e o marido de Bruna Marquezine voltou a figurar no hall de ídolos nacionais ao lado de Dedé do Vasco (atual Cruzeiro). Na saída, porém, tal qual um anti-herói millennial, Ney preferiu não dar entrevistas e desabafou no Insta. A crítica esportiva, claro, não perdoou. Podemos esperar horas de mesas redondas com senhores de pólo discorrendo sobre a má educação do craque.

Não é fácil ser Neymar, bicho.

Vamos ao resumão antes que ele faça mais algo polêmico.

Após o jogo, Neymar sai calado e desabafa no Insta: “Até papagaio fala”. Menino Ney está muito puto com alguém. Ele passou reto pelos repórteres depois do jogo e, no vestiário, mandou indiretinha via Instagram. Na postagem botou uma foto dele olhando para os céus com uma legenda que diz que falar é fácil, fazer é díficil, aquela coisa. Ele não cita nomes, mas suspeitamos que esteja pistola com quem anda criticando suas madeixas.

Tite afirma que Neymar levará algum tempinho para jogar no seu melhor. Depois de se recuperar da eufórica queda no gol de Coutinho, o técnico e garoto-propaganda brasileiro Adenor Tite disse que o camisa 10 da seleção ainda não está 100%. Na verdade, meio longe disso. Ele crê que o craque só estará bom daqui a alguns dias, depois de merecido descanso e bateria de treinos. Esperamos que tratem o emocional dele também. - Guardian

Tite também afirma que não está 100% por causa da queda na comemoração. Não bastasse o torcedor brasileiro ter que se preocupar com o pé de seu principal jogador, agora é preciso torcer para seu técnico não entrar de muleta na próxima partida. Tite sentiu o pé na hora em que foi atropelado ao comemorar o gol. "Não consigo andar direito", disse. Os culpados são os goleiros reserva Cássio e Ederson. Sem querer, claro, mas foi falta no professor. - Globoesporte

Nigéria vence fácil a Islândia e agora pega a desesperada Argentina. Com dois golaços, os nigerianos passaram o trator nos islandeses. Eles haviam perdido o primeiro pros líderes croatas e agora zeraram o saldo. Agora basta uma vitória contra os hermanos para se classificarem.

Suíça ganha da Sérvia, e Brasil é líder no saldo de gols. No finalzinho, de virada, os suíços venceram os servos por 2 a 1. O gol decisivo foi feito por Shaqiri, o baixinho com pinta de ginasta olímpico. Agora a Sérvia pega o Brasil e quem perder, meu amigo, tá fora da Copa.

Em áudio vazado, Simeone detona seleção argentina e critica Messi. Tido como um dos melhores técnicos do mundo, o ex-jogador argentino e hoje treinador do Atlético de Madrid, Diego Simeone, teve áudio vazado pela imprensa argentina. Na gravação, ele diz que a equipe não tem nenhuma liderença e está perdida. Simeone também aproveitou para questionar Messi ao dizer que ele só joga bem no Barcelona porque está cercado de bons jogadores. "Se você pudesse escolher entre ele e Cristiano Ronaldo para seu time, quem você escolheria?", falou. Pesado. - La Nacion

Siga a VICE Brasil no Facebook , Twitter , Instagram e YouTube .
Leia mais sobre a Copa da Rússia 2018 na VICE .