Entretenimento

Como os cubanos estão usando os primeiros pontos de WiFi do país

Ainda é caro e é preciso ter sorte para o sinal funcionar, mas ter internet disponível em Cuba prova que a abertura da Ilha está só começando.

por Maureen Muse
10 Outubro 2016, 2:12pm

Esta matéria foi originalmente publicada na VICE US.

Não é fácil entrar na internet em Cuba. Há décadas, a ilha tem sido um dos países menos conectados do mundo — menos de 30% da população tinha acesso à internet em 2014. Ainda assim, em 2015, Cuba introduziu 35 pontos públicos de WiFi pelo país onde, pela primeira vez, as pessoas podiam ficar online no caminho para o trabalho ou pra casa.

Ainda não é fácil acessar a internet e nem sai de graça: você paga aproximadamente $ 2 para logar, recebe um código de acesso e reza para que a rede não esteja travada com todas as outras pessoas acessando naquele mesmo ponto. Mas para muitos cubanos, esse é o primeiro vislumbre do mundo online.

A fotógrafa Maureen Muse visitou cinco pontos de WiFi espalhados por Havana e capturou a cena local. Ela fez retratos de turistas postando fotos no Instagram, estudantes trabalhando em seus notebooks, médicos conferindo seus e-mails e incontáveis outros tipos de pessoas aproveitando a chegada da internet. Com as pessoas se juntando nesses pontos de WiFi por horas, ela observou os espaços se transformarem em áreas sociais, com adolescentes assistindo virais juntos ou famílias falando por Skype com parentes no exterior.

Veja mais do trabalho da Maureen no site e no Instagram dela.

Tradução do inglês por Marina Schnoor.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter e Instagram.