Publicidade
Noticias

Juíza da Bahia é condenada por relações com narcotráfico internacional

Olga Regina de Souza do TJ baiano foi condenada a aposentadoria compulsória após ser investigada por manter suposta ligação com traficante internacional de drogas.

por Equipe VICE Brasil
09 Novembro 2016, 6:30pm

Imagem: Reprodução / TV Bahia/Globo.

Podia ser roteiro de uma espécie de Narcos nacional, mas é mais um lance do noticiário policial brasileiro: uma juíza na Bahia foi condenada por ter um envolvimento com um narcotraficante colombiano. O caso foi julgado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) nesta terça-feira (8), quando foi comprovado que a magistrada Olga Regina de Souza se relacionava com Gustavo Duran Bautista, o líder colombiano de uma quadrilha internacional que exportava cocaína da América do Sul para Europa.

A chamada Operação São Francisco investigou o caso. A ação contou com interceptações da Polícia Federal após Olga inocentar Gustavo em uma ação criminal. Ele foi preso em flagrante por tráfico de drogas durante uma inspeção realizada pela PF devido a suspeitas de trabalho escravo em uma fazenda de sua propriedade.

Segundo investigação, o repasse de valores do traficante para a magistrada brasileira ocorria de duas formas: entrega de envelopes com dinheiro pessoalmente e transferências bancárias. Nos autos do caso conta que Bautista é proprietário de mais de cinco fazendas no Brasil e no exterior, e montou um verdadeiro império com a renda do narcotráfico. Na Europa, o traficante é proprietário de empresas de importação e exportação que eram utilizadas como destinatárias da droga enviada ao continente.

Olga Regina respondia a um processo administrativo disciplinar (PAD) que passou a tramitar no CNJ em 2013, uma ação penal no TJ-BA acusada por crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, informa o G1. A pena aplicada pelo CNJ é de aposentadoria compulsória — punição máxima prevista na Lei Orgânica da Magistratura (Loman). O caso também será encaminhado ao Ministério Público.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter e Instagram.