Publicidade
Noticias

Vem aí a 6ª edição do PopPorn, o único festival independente de pornografia da América Latina

A organização do PopPorn enviou para a gente em primeira mão toda a agenda do festival, cujo tema deste ano é "Pornoterrorismo: A (R)evolução Será Sexualizada".

por Marie Declercq
22 Março 2016, 10:00am

Na foto: Caetano Veloso prestou seu carinhoso apoio ao festival.

Com muito suor e trabalho duro, o coletivo PopPorn – ou os missionários do pornô, como costumamos chamar – estão abrindo os trabalhos para mais uma edição do festival que busca discutir sexo, gênero e pornografia independente em três dias na capital paulistana.

O anúncio da sexta edição veio como um alívio para a gente que já acompanhou todas as tretas que os organizadores passaram para fazer o evento acontecer. Desde problemas em conseguir patrocínio, um emparedamento na Trackers, até a triste perda da produtora multitalentosa Suzy Capó, madrinha do festival.

Com o tema Pornoterrorismo:A (R)evolução Será Sexualizada,a escolha do longa para abrir o festival é esperta: o polêmico filme de Dennis Cooper, o autor punk, que dirigiu o filme Como gado em direção ao brilho, que deseja dar ao espectador uma estranha ereção (mais sobre isto abaixo).

Anota aí então: nos dias 10, 11 e 12 de junho o evento volta mais uma vez para com exposições de arte, os famosos workshops de pornografia DIY e shibari (entre outros), um debate sobre feminismo na periferia mediado pela Eliane Dias, a empresária do Racionais MCs e, claro, uma cartela generosa de filmes.

Não podemos esquecer que o festival também terá as festas de abertura e encerramento, que costumam chocar bastante a família brasileira. No festival também terá um mini-mercado, o PPM (PopPornMarket), para divulgar projetos, cineastas, produtos, ideias e iniciativas relacionadas ao festival.

A organização do PopPorn enviou para a gente em primeira mão toda a agenda do festival. Dá uma olhada.

Destaques da programação de cinema


O ANIMAL SONHADO (BRASIL): Série de 6 curtas de diferentes diretores de Fortaleza, abordando o sexo desde seu lado mais obscuro e/ou libertário.

TARAS ALEMÃS (ALEMANHA - temas: S&M, Leather e Public Pissing): Sessão com três documentários alemães, focados em 3 personagens com fetiches bem definidos: uma mulher que presta serviços como dominadora em Berlim, um senhor na 3a idade fascinado pela cultura leather desde a juventude, e um public pisser, ou um mijador público, que apesar de ser visto até como arte, pensa em se aposentar da tara pela idade.

CHIFRANDO (ESTADOS UNIDOS / Animação): Este belo longa de animação norte-americano conta a história de um casal hétero apaixonado que, por ciúmes de um mulher e um engano, se envolve em um círculo vicioso de traição e sexo fora do relacionamento.

YES, WE FUCK (ESPANHA - tema: Sexualidade e Diversidade Funcional): Um dos mais belos documentários desta edição, o filme espanhol trata sobre a sexualidade de pessoas com diversidade funcional, conhecidas vulgarmente como deficientes físicos. Quebrando tabus, e mostrando experiências explícitas e reais entre os entrevistas, o doc é um dos must-see do PopPorn6.

COMO GADO EM DIREÇÃO AO BRILHO (FRANÇA, ALEMANHA, CANADÁ): Estreia de Dennis Cooper, O AUTOR PUNK, na direção, este filme de horror, quer te dar uma ereção complicada. O debut de Cooper traz diferentes abordagens que vão desde um garoto gótico que se prostitui como morto para que as pessoas façam sexo com seu corpo, até um casal de monstros humanos que se afastaram da sociedade e devoram um skatista porque não podem fazer sexo com eles (já que teriam que tirar a roupa de monstro que os protege do mundo exterior). Outro must-see.

QUANDO ESTAMOS JUNTXS, PODEMOS ESTAR EM TODOS OS LUGARES (ALEMANHA): O filme é uma ode à liberdade sexual de Berlim, e mostra, através da jornada real de uma garota que se muda para a cidade em busca de diversão e sexo, como a capital alemã é mesmo um dos lugares mais "cabeça-aberta" do mundo. No meio do turbilhão de experiências sexuais da protagonista, o doc alternativo revela o caminho libertário através da aceitação dos jogos dos corpos e das personagens que vivemos entre quatro paredes.

FUCKING IN LOVE (FRANÇA - tema: Liberdade Sexual Feminina): Uma poética avalanche de sensações sexuais em primeira pessoa é o que pode definir o filme de Justine Pluvinage. Após terminar com o namorado de anos, o primeiro de sua vida, a francesa decide embarcar em uma jornada de descoberta e liberdade sexual em Nova York, e o melhor: registrar todo o processo para transformá-lo neste belo e questionador filme, que pergunta o que é o amor, a monogamia e a liberdade na contemporaneidade.

SEXUALIZANDO O HOMEM TRANS XXX vol. 4 (ESTADOS UNIDOS - tema: Sexualidade Trans FTM): Dirigida pelo celebrado diretor trans FTM (female to male) Buck Angel, esta série aborda a sexualidade trans de maneira inovadora e real. Convidando diferentes trans FTM para contar suas experiências de transformação e como isso afetou sua sexualidade, Buck consegue levar seus objetos ao ponto de relaxamento onde o sexo entre eles é simplesmente natural e bonito. Mais um must-see da edição.

O CÓDIGO DO LENCINHO: O FILME (ESTADOS UNIDOS - tema: Cruising Gay abordado por mulheres e trans): Nesta série de mini filmes, o tema é a cultura gay dos cruising nos anos 70 e 80, que se utilizava muito de um código de cores em bandanas (e sua localização no bolso) para definir o que o possível parceiro gostava na cama. Tinha de tudo no hanky code, amarelo pra pissing, lavanda pra quem fosse ou gostasse de drag queen, vermelho pra fisting, oliva para militares e apreciadores, carvão para fetiches em látex, e uma divisão inteira de azul com pontinhos para identificar chupadores brancos, negros, asiáticos e latinos. A grande pegada aqui é que todos os filmes são dirigidos e atuados por mulheres e trans apenas. Assim como no código, tem de tudo no filme também.

Mostras de arte


- Nós, Mulheres (auto-retratos femininos).
- PopPorn em 10 fotos.

Performances nos três dias de festival (horários variados)

PPM (PopPornMarket) & Mini Talks

Espaço para produtores, programadores, cineastas e compradores falarem de seus projetos, empresas, festivais, produtos, etc., e microfone livre por 1 hora.


Festas Dando & PopPorn Party

Debates


Feminismo Periférico (Mediação: Eliane Dias)
Neutralidade de Gênero (Mediação: em decisão)

Workshops


- Pornô DIY HT
- Pornô DIY Gay
- Manual do Cu (da Chuca ao Fisting)
- Shibari: a Amarração Japonesa do Amor (Bondage)
- Selfie Porn
- T de Tantra
- Sexo dos Campeões
- Guia do Realizador Explícito

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter e Instagram.

Tagged:
πορνό
cinema
brasil
Sao Paulo
Caetano Veloso
sexo
pornografia
género
Workshop
Cultura
alt-porn
exposicao
sexualidade
Eliane Dias
Vice Blog
popporn
lgbtt?
pornoterrorismo
Suzy Capó
mostra de filmes pornô
programação