Publicidade
Noisey

Amiri reverencia cada elemento do hip hop em "BOOM"

Rimas, scratches, boom bap: o rapper paulista mandou avisar que a golden era voltou.

por Amanda Cavalcanti
17 Outubro 2018, 10:00am

Foto: Divulgação

Lá em 2011, a VICE apresentava o jovem Amiri como um novo rapper pra se ficar de olho. Sob a asa de Kamau, Amiri lançou Êta Porra e decolou aos poucos nos anos seguintes: entre muitos outros lançamentos, o paulistano lançou a mixtape Antes, Depois em meados de 2014 e apareceu na reverenciada "Mandume", faixa de Emicida de 2015 com participação de outros nomes recentes no rap como Drik Barbosa e Rico Dalasam.

Pouco tempo depois, porém, nem sinal do rapper. Amiri se afastou do hip hop e deixou os fãs na espera de mais.

No começo do mês, essa espera finalmente acabou. O rapper lançou "BOOM", seu primeiro single em pelo menos dois anos e anúncio oficial da volta de Amiri ao seu amado hip hop. E, como não poderia deixar de ser, a música é uma declaração de amor ao gênero. Com produção de Deryck Cabrera e scratches do DJ Latif, o rapper paulistano me disse em entrevista que seu objetivo era destacar cada elemento que forma a cultura na qual ele cresceu, e da qual quer deixar bem claro que continuará fazendo parte.

Leia a entrevista completa abaixo e aproveite para dar um play em "BOOM":

Noisey: Qual foi o primeiro vislumbre que você teve de "BOOM"?
Amiri: Quando o Deryck me mostrou o instrumental eu fiquei de cara, já foi na veia! Conectou total a uma ideia antiga que eu tinha. Eu queria criar uma música que fizesse quem escutar sentir cada elemento do hip hop, sabe? E uma das primeiras coisas que pensei é que tinha que ter os scratches do Latif ali! A letra foi surgindo assim que o Deryck me mostrou o instrumental, isso há pouco mais de um ano, e fomos terminando de criar.

Como foi o processo de gravação/produção?
Sempre vou pro estúdio com a letra pronta. Já tinha em mente como eu queria que soasse, o processo de gravação fizemos eu e o Deryck. Quando ele me mostrou o instrumental faltava pouco pra faixa soar pronta, a lição de casa pendente era a letra mesmo.

Como foi trabalhar com o Deryck? Vocês já tinham trabalhado juntos antes?
É sempre louco trabalhar com o Deryck, a gente tem uma química que conecta nosso jeito de criar que dá uma fórmula mágica. u só tenho isso com o Latif e ele. Estamos trabalhando juntos desde 2013, essa é nossa sétima música juntos.

De alguma maneira, "BOOM" significa uma volta pra você. O que esse som um tanto agressivo representa sobre o que vem por aí? Você pretende lançar um projeto em breve?
Sim, representa a nossa retomada de lançamentos. Essa música, em específico, simboliza pra mim uma página em como eu existo pro hip hop, pra cena. O aspecto agressivo é devido à referência à batalha de MCs. É o meu jeito de dizer mais uma vez o quanto o hip hop pode contar comigo como um MC.

E sim, tem mais música a caminho.

Quais foram suas inspirações para o som? Que sons e artistas você tem escutado ultimamente?
Revisitar a energia e o feeling que alguns expoentes transformaram em arte no início do hip hop é o que me conectou à ideia principal da música. Por isso tem essa estética oitentista/noventista mas num breakbeat, e a brincadeira da batalha entre Amiri vs. David representando suas crews.

Além do Rap, tô sempre escutando ritmos africanos, música jamaicana e mais. De quase tudo um pouco de música preta, artistas cuja arte conversa comigo. Mas no momento, Miriam Makeba, Asa, Ayo, Oshun, Queen Omega, HER, Mel Duarte, Dory de Oliveira, Preta Ary, Rap Plus Size, Luedji Luna, Bia Ferreira, Os Tincoãs...

Leia mais no Noisey, o canal de música da VICE.
Siga o Noisey no Facebook e Twitter.
Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Tagged:
Hip-Hop
brasil
Rap
Entrevista
música
Amiri
boom
Deryck Cabrera
DJ Latif