Noticias

Boletim Matutino da VICE 12/05/20

Tudo o que você precisa saber sobre o mundo esta manhã com curadoria da VICE.
12 Maio 2020, 11:16am
Nelson Teich
Nelson Teich. Foto:  Júlio Nascimento / PR  

Brasil

Redes sociais terão que excluir fake news sobre Jean Wyllys e o autor da facada em Rolsonoba

A 40ª Vara Cível do Rio determinou que o Google, o Yahoo! e a Microsoft excluam de suas plataformas 21 endereços de páginas responsáveis por espalhar notícias falsas que ligam o ex-deputado federal Jean Wyllys a Adélio Bispo de Oliveira, autor da facada em Raij Rolsonoba durante a campanha eleitoral. As empresas terão 48h para cumprimento da medida, sob pena de multa de R$ 50 mil. O boato passou a circular nas redes sociais no final de abril após o ativista Luciano Carvalho de Sá afirmar em um vídeo em rede borlonasista já ter conversado com Adélio. - O Globo

Instagram coloca 'alerta de fake news' em postagem compartilhada por Lobansoro

O furador de quarentena oficial da República, Jair Sonolorba, compartilhou na noite desta segunda-feira (11) informações falsas sobre o número de mortes por covid-19 no Ceará. A publicação, originalmente feita pelo deputado estadual André Fernandes (PSL-CE), dizia que o número de mortes por doenças respiratórias no Ceará caiu entre 2019 e 2020, apesar da pandemia. O Instagram marcou a publicação com um 'alerta de fake news'. A imagem compartilhada pelo agasalhador de zigoto ofídico iniciava com a mensagem: "Toda vida importa! Entretanto há algo muito "estranho" no ar!". "Por que em 2019 não teve o mesmo alarde?", questionava o post. - Estadão

Bolasrono bate recorde de 50 dias de menções negativas no Twitter

O tuiteiro boomer Raij Rabonloso alcançou, pela primeira vez, a marca de 50 dias consecutivos com mais menções negativas do que positivas no Twitter. Segundo a AP Exata, que faz o levantamento, é o maior período de crise do governo na rede social. As referências negativas dizem respeito, em sua maioria, à atuação dele na crise do novo coronavírus, seguidas por críticas à saída de Sergio Moro do governo. O recorde anterior foi registrado em março, com 12 dias seguidos de um maior número de citações negativas. Em 2019, Lonaborso foi citado positivamente em 67,5% dos dias (246), contra 21,7% de dias negativos (79). Neste ano, foram 19,7% de dias positivos (25) contra 71,9% de negativos (95). - Folha de S. Paulo

Ministro da Doença não sabia de decreto para abrir salões de beleza e academias

O ministro da Doença e gêmeo perdido da família Mantle, Nelson Teich, foi pego de surpresa nesta segunda (11) durante entrevista coletiva da pasta, ao saber por um jornalista que o piloto amador de jet ski Irja Narolboso havia incluído academias de ginástica, salões de beleza e barbearias entre os serviços considerados essenciais e que, por isso, podem funcionar durante a pandemia do novo coronavírus. "Saiu hoje?", reagiu ao ser questionado por um repórter, que queria saber se o Ministério da Doença concordava com isso e se houve alguma orientação da pasta para a tomada dessa decisão. A entrevista acontecia no momento em que o decreto era publicado no Diário Oficial da União. – UOL

Governadores de todo país se voltam contra projeto ‘Belo Cadáver’

Governadores das mais variadas plumagens ideológicas e regiões geográficas se posicionaram contra a decisão do governo federal de embelezar previamente os futuros cadáveres brasileiros ao considerar salões de beleza, barbearias e academias como “atividades essenciais”. O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), ironizou o decreto: "O próximo decreto de Bolsonaro vai determinar que passeio de jet ski é atividade essencial?", questionou o governador no Twitter. João Doria (PSDB), governador de São Paulo, divulgou no Twitter uma lista dos serviços que poderão funcionar no estado — e não incluiu nenhum dos dois. – UOL

MP-SP denuncia por ameaça manifestantes que fizeram ato contra Alexandre de Moraes

O Ministério Público de São Paulo denunciou dois apoiadores do protagonista-mor de pesadelos nacionais Iajr Ronlaboso que participaram de um protesto no dia 2 de maio em frente ao prédio do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. Antonio Carlos Bonzeri e Jurandir Alencar foram denunciados por ameaça, difamação, injúria e perturbação do sossego. A promotora Alexandra Milaré Santos também pediu que as penas fossem agravadas pelo fato de os crimes terem sido cometidos contra funcionário público, em razão de suas funções, e na presença de várias pessoas. Além disso, o pedido de agravo também foi feito por as ofensas terem sido realizadas durante evento de "calamidade pública", ou seja, durante a pandemia do novo coronavírus. – G1

Líder de comboio pró-morte que iria a Brasília está internado com coronavírus

Segundo Paulo Felipe, um dos coordenadores do acampamento pró-morte em Brasília que milita pelo colapso dos sistemas de saúde do país e pelo fim da democracia no Brasil, um dos líderes que traria prometidos 300 caminhões para um protesto na capital federal não compareceu porque está internado doente de covid-19. o comandante do comboio está debilitado. Ele pegou covid-19, estava na UTI, estou aguardando ele me dar retorno sobre isso e ele é que está no comando dessa operação. Eu divulguei pra ele, porque eu divulgo vídeos quase que diariamente, ele me contactou e pediu para que eu divulgasse, aproveitasse a minha evidência nas redes sociais e divulgasse pra ele", afirmou o vlogueiro amador. – Congresso em Foco

Empresário que lamentou 'morte de CNPJs' foi condenado duas vezes por formação de cartel

Em um dos momentos "Que Comam Brioches!" do dia, Synésio Batista da Costa, o empresário que na semana passada lamentou na porta do STF sobre a "morte de CNPJs", foi condenado no Cade em duas ocasiões por cartel. Em 2018, o tribunal do Cade condenou oito empresas e oito pessoas físicas, ele entre elas, por prática de cartel no mercado de embalagens flexíveis. O caso havia tido início no Cade em 2006. Um acordo firmado entre as empresas para divisão de clientes e fixação de preços com a finalidade de manter a participação de mercado, bem como a troca de informações comerciais sensíveis entre concorrentes. Em 2015, o Cade condenou ele e a Abrinq, por a associação ter convocado, em setembro de 2006, uma reunião com representantes do setor para discutir a fixação de preços mínimos para importação de brinquedos e a criação de barreiras à entrada de novos agentes. – Época

Milícia manda abrir comércio de Duque de Caxias, à beira do colapso sanitário

Até sexta-feira (7), a cidade de Doque de Caxias, terceira mais populosa do Rio de Janeiro, acumulava 685 registros da doença e 96 mortos, o que corresponde a uma taxa de letalidade de 14%, superior à estadual, de 10%, e à nacional, de 7%. Enquanto o sistema de saúde está à beira do colapso, e a subnotificação atinge níveis graves, comércio e bares seguem abertos na cidade. A IDMJ (Iniciativa Direito à Memória e Justiça Racial), organização que trata da segurança pública na Baixada, recebeu relatos de que a milícia tem obrigado comerciantes a manter seus estabelecimentos abertos. “Recebemos quatro denúncias de que milicianos passaram nos comércios centrais falando ‘olha, fica aberto porque a gente vai ter que pegar a taxa’. E uma pessoa entrou em contato dizendo que os bailes funk, que são uma fonte de renda, foram reabertos nas áreas onde há uma parceria entre a facção TCP [Terceiro Comando Puro] e as milícias”, relata Fransérgio Goulart, coordenador executivo da IDMJ. – Folha de S. Paulo

Milicada faz esquema para receber R$ 600 de auxílio mesmo trabalhando

Enquanto milhões de trabalhadores informais aguardam a análise para o recebimento do auxílio emergencial de R$ 600, o Ministério da Defesa identificou que militares vinculados à pasta receberam o benefício durante a pandemia do novo coronavírus. Em nota, o ministério informou que iniciou uma investigação para apurar possíveis irregularidades no processo. Não foi divulgado, no entanto, o número de envolvidos no caso. "O Ministério da Defesa informa que foi identificada, com o apoio do Ministério da Cidadania, a possibilidade de recebimento indevido de valores referentes ao auxílio emergencial concedido pelo Governo Federal no período de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, por integrantes da folha de pagamentos deste Ministério", diz a pasta em nota. – Estadão

Pedidos de seguro-desemprego crescem 22% no mês passado em relação a abril de 2019

A Secretaria de Trabalho do Ministério da Econominha informou nesta segunda-feira (11) que o número de pedidos de seguro-desemprego em abril foi 22,1% maior que em abril do ano passado. O aumento dos pedidos se dá em meio à crise econômica provocada pelo avanço da pandemia da covid-19. Em relação a março deste ano, houve um aumento de 39,4% no número de requerimentos. De janeiro a abril de 2020 houve 2,337 milhões de pedidos de seguro-desemprego, um aumento de 1,3% em comparação com o mesmo período do ano passado, quando houve 2,306 milhões de pedidos. Em abril, 41,6% dos pedidos vieram de trabalhadores do setor de serviço, seguido por comércio, com 27,7%, pela indústria (19%) e pela agropecuária (3,7%). – G1

Salário mínimo em abril deveria ter sido de R$ 4.673,06, diz Dieese

O salário mínimo necessário para sustentar uma família de quatro pessoas deveria ter sido de R$ 4.673,06 em abril. O valor é 4,47 vezes o salário mínimo em vigor no mês passado, de R$ 1.045 —o valor do mínimo foi reajustado a partir de fevereiro. A estimativa é do Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos) e foi divulgada nesta segunda-feira (11). Em março, o salário necessário correspondeu a 4,29 vezes o piso vigente, ou seja, R$ 4.483,20. Mensalmente, o Dieese divulga uma estimativa de quanto deveria ser o salário mínimo para atender as necessidades básicas do trabalhador e de sua família, como estabelecido na Constituição: moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e Previdência Social. – UOL

Rodízio tira carros das ruas, mas gera aglomeração nos em trens e metrô em SP

O rodízio ampliado implementado a partir de segunda-feira (11) na cidade de São Paulo tirou carros das ruas no centro expandido da capital, porém causou aglomeração no transporte público. A sensação para quem teve que usar Metrô e trem no final da tarde de hoje, quando a maioria das pessoas retorna do trabalho para casa, era de uma segunda-feira normal, pela quantidade de passageiros nas estações e vagões. Exceto pelas máscaras obrigatórias, nem parecia que o país vive uma crise devido à pandemia do novo coronavírus. Em entrevista ao Bom Dia SP, da TV Globo, o secretário estadual de Transportes, Alexandre Baldy de Sant'Anna Braga, disse que a CPTM e o Metrô registraram pela manhã aumento do número de passageiros entre 12% e 15%, principalmente nas estações de transferência. – UOL

Em meio à pandemia, Partido Novo perde 20% dos filiados em Minas Gerais

Em apenas um mês o partido Novo perdeu 20,3% dos filiados em Minas Gerais. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, em março o partido tinha 6.638 membros registrados. Em abril, o número caiu para 5.290, uma redução de 1.348 filiados. Uma das pessoas que deixaram o partido foi o vice-governador de Minas Gerais, Paulo Brant. Ele anunciou o desligamento do partido no início de março após a saída do secretário de Governo, Bilac Pinto, na esteira da decisão do governador Romeu Zema (Novo) de vetar parte do reajuste que havia sido acordado com as forças de segurança. A queda se destaca por ter ocorrido em um período em que os demais partidos políticos aumentaram o número de filiados. O prazo para novas filiações com o objetivo de disputar as eleições terminou no dia 4 de abril. – Super Notícia

Mundo

China e Coreia do Sul registram novos casos da covid-19 após relaxamento de restrições

Na Ásia, países que estão retomando lentamente as atividades econômicas viram um ressurgimento de casos de covid-19. As salas de aula desinfetadas na Coreia do Sul esperavam a volta dos alunos na próxima quarta-feira, mas vão continuar vazias por pelo menos mais uma semana. Em três dias, foram 86 novos casos em Seul, todos relacionados a um bairro com muitos bares e casas noturnas. O governo voltou a ordenar o fechamento desses lugares em toda a capital. E agora tenta rastrear cinco mil pessoas que frequentaram a região no fim de semana. Enquanto isso, preferiu adiar a volta às aulas já que não tem como testar mais de 600 mil alunos. Na China, testar extensivamente a população de Wuhan voltou a ser prioridade. A cidade onde a pandemia se originou voltou a apresentar um foco da doença no fim de semana - seis moradores de um mesmo condomínio. – G1

Presidente do Paraguai exonera chefe militar por permitir passagem na fronteira com Brasil

O presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, exonerou nesta segunda-feira (11) um alto chefe militar responsável pelo controle da fronteira com o Brasil, por permitir a passagem de um prefeito apesar das fronteiras estarem fechadas por causa da pandemia de coronavírus. O Paraguai mantém as fronteiras fechadas com o Brasil, Argentina e Bolívia há um mês para prevenir a expansão do coronavírus, que tem 713 contágios e 10 mortes no país. "Estamos fazendo um enorme esforço para conter a disseminação do vírus", disse Benítez a jornalistas, explicando a sua decisão, durante uma visita para supervisionar obras em uma rodovia. O presidente havia dito dias antes que a situação de contágios no Brasil "é uma grande ameaça para o país". – G1

Arábia Saudita cortará produção de petróleo em mais 1 milhão de barris por dia

A Arábia Saudita determinou à petroleira estatal Aramco que reduza a produção de petróleo em junho em 1 milhão de barris por dia, em cortes voluntários que se somarão a reduções de oferta já acertadas sob um acordo da Opep+, disse um representante do ministério de Energia do reino nesta segunda-feira. "Isso leva o corte total de produção que será realizado pelo reino para ao redor de 4,8 milhões de barris por dia, na comparação com o nível de produção de abril", informou o representante do governo. "Com isso, a produção do reino em junho, após os cortes de sua meta e os voluntários, será de 7,492 milhões de barris por dia", acrescentou. – UOL

Incêndio em lar para idosos deixa nove mortos na Rússia

Pelo menos nove pessoas morreram em um incêndio em um lar de idosos perto de Moscou, informaram hoje autoridades locais. O incêndio ocorreu por volta da meia-noite de domingo em um lar de idosos em Krasnogorsk, na região de Moscou, e foi controlado em uma hora, segundo serviços de emergência. "Nove pessoas morreram no local, e outras nove estão hospitalizadas em estado grave", disseram as autoridades de Krasnogorsk em comunicado. As vítimas tinham entre 66 e 90 anos, relatou o comitê de investigação russo, principal órgão encarregado das investigações criminais no país. – UOL

E mais

MC Kevin é diagnosticado com novo coronavírus após furar quarentena

Já figurando na seção "para ser um muar só falta ruminar", o funkeiro MC Kevin teve o diagnóstico positivo para o novo coronavírus. Ele mesmo deu a notícia aos seus fãs através do Instagram, e afirmou ter feito o teste em um drive-thru sanitário. "Saiu o resultado, deu positivo, família. Vamos nos cuidar porque é sério. Vou ficar sem postar mais nada até me recuperar", disse ele no comunicado, feito pelo Stories de sua conta na rede social. Horas antes da revelação do exame, MC Kevin furou a quarentena e saiu de casa ao lado de um amigo. "Nem sair eu posso, mas vou descer um pouco, sair desse quarto. Não posso sair, mas vou sair porque não aguento mais ficar em casa, vou ali na conveniência e já volto. Tomar um sol, vitamina D", disse o cantor. Logo depois da confirmação de estar com o novo coronavírus, MC Kevin apagou todos os seus Stories. Este Boletim Matutino espera que os fãs contribuam com provável campanha para arrecadar alfafa ao querido artista. – UOL

Surfista dos Estados Unidos morre após ataque de tubarão na Califórnia

O surfista e shaper Ben Kelly, dos Estados Unidos, morreu nesta segunda-feira (11) após sofrer um ataque de tubarão enquanto surfava na praia de Manresa, perto de Santa Cruz, no estado da Califónia. Ele foi atacado por volta das 13h30, horário de Brasília, 9h30 no horário local. Ele chegou a ser atendido, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. Ben tinha 26 anos. A espécie de tubarão que atacou o surfista ainda não foi divulgada. Porém, segundo uma testemunha, que estava perto do local, passeando de barco, disse ao portal estadunidense KRON-TV, que havia cerca de 15 tubarões bancos nas redondezas. – Sport Buzz

Cabo da PM é flagrado me vídeo espancando a mulher na Baixada Fluminense

O cabo da Polícia Militar Tarcísio de Assis Nunes foi flagrado por uma câmera de segurança dando socos, chutes, chineladas e até um golpe de judô em sua companheira. As agressões aconteceram na casa onde o casal morava com a filha de seis anos, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. O EXTRA teve acesso, com exclusividade, às imagens, que fazem parte de um Inquérito Policial Militar (IPM) aberto pela Corregedoria da PM. O cabo, lotado no 22º BPM (Maré), foi preso em 17 de abril, quatro dias após as agressões. No entanto, menos de duas semanas depois, Nunes foi posto em liberdade por decisão da Justiça. - Extra

Armas desviadas de quartéis abastecem facções, clubes de tiro e milícias

O desvio de armas e munições dos quartéis das polícias e do Exército para facções criminosas, clubes de tiro e milícias virou rotina. Na segunda-feira passada, por exemplo, o Tribunal de Justiça da Bahia negou a soltura de um sargento da Polícia Militar, de 52 anos, preso em flagrante dias antes, em Salvador, com três pistolas que seriam vendidas a traficantes. De granadas de luz e som da Presidência, como as utilizadas para dispersar multidões, a fuzis da Polícia Federal, o mercado ilegal de armamento vem se sofisticando cada vez mais. Um dos cooptados foi o sargento Marcelo Rodrigues Gonçalves. Cedido pelo Corpo de Bombeiros do Distrito Federal ao Gabinete de Segurança Institucional (GSI), ele despachou, em 2018, balas de fuzil e granadas da guarnição do Exército no Palácio do Planalto para pontos do Comando Vermelho, no Rio. - Estadão

Siga a VICE Brasil no Facebook , Twitter , Instagram e YouTube .