Publicidade
Esta história é mais de 5 anos de idade.
Entretenimento

TorrentFreak, o Moderador do Demonoid e os Anonymous, Todo Mundo Tem Algo a Dizer

Isso parece uma explosão de desinformação orquestrada para ferir a reputação do Demonoid.

por Patrick McGuire
29 Agosto 2012, 6:50pm

Recentemente, o Demonoid, uma das superpotência do BitTorrent da internet, fechou. O TorrentFreak, citando o jornal urcraniano Kommersant e uma declaração da Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI), reportou que a gerência do site se localizava no México, onde “várias prisões” haviam ocorrido. Na época da publicação, nenhuma fonte de notícias importante mencionou nenhum detalhe adicional sobre a suposta captura dos administradores mexicanos do Demonoid.

Algumas semanas atrás, escrevi um artigo para a VICE graciosamente intitulado Segundo o Administrador do Demonoid, o TorrentFreak Está Falando Merda, que citava um moderador do site Demonoid com que entrei em contato. Não é de se surpreender que o TorrentFreak tenha ficado chateado. Ernesto, o editor do site, tuitou para mim e para a VICE que tínhamos sido “trollados”. Ele disse que eu “não tinha conversado com um administrador verificado do endereço do Demonoid”, porque seus endereços de e-mail já não estavam mais funcionando. Apesar disso ser verdade, fui apresentado a minha fonte, C.S., muito tempo antes de entrar em contato com a equipe do site pela página “fale conosco” deles. De acordo com a própria lógica do Ernesto, o contato dele também não tinha um endereço @demonoid. Depois ele admitiu isso via e-mail, dizendo: “os endereços de e-mail do Demonoid não funcionam mais, já que os servidores caíram”.

Ernesto também questionou a posição de C.S. na hierarquia do Demonoid, então entrei no chat IRC oficial da organização do Demonoid para falar com outros operadores sobre os poderes e privilégios da minha fonte. Um operador do site me assegurou que C.S. era um moderador. 

O mais engraçado é que todo visitante que entrava no chat era recebido com um banner que linkava para imagem acima do “Ernesto” do TorrentFreak, sendo comido por um tiranossauro e se gabando do pouco que sabia. C.S. depois me disse: “Essa imagem resume bem o que achamos do TorrentFreak. Eles são uma piada interna para nós, por causa da imprecisão das informações deles”.

Para apoiar suas afirmações, Ernesto me disse que “era um fato bem conhecido” que um dos fundadores do Demonoid, o Deimos, era mexicano. Ele também deu a entender, citando uma suposta investigação do Demonoid no México em outubro de 2011, que Deimos estava na mira das autoridades. C.S., por sua vez, me disse que Deimos é europeu, e que tinha negado pessoalmente ser fonte de qualquer investigação ou prisão na seção de pessoal no mural de administração do Demonoid quando o site continuava online. Quando apresentei essa informação para o Ernesto, ele me disse que o Deimos “realmente era do leste europeu”, contrariando completamente o que tinha me dito menos de três horas antes.

Ainda assim, Ernesto insistiu incansavelmente que tinha uma fonte no Demonoid de um escalão mais alto que C.S., se opôs a informações da minha fonte de todas as formas possíveis e, de alguma maneira, parecia não saber da comunicação pública e oficial do Demonoid com a imagem dele sendo comido por um Tiranossauro Rex photoshopado. De acordo com C.S.: “Toda a equipe se comunicava de perto para podermos apresentar uma frente unida para os usuários. Se alguém tirava férias, avisava todo mundo... Se o Ernesto está falando com algum membro da equipe, essa pessoa não compartilhou esse segredo com o resto do pessoal.”

Num e-mail, Ernesto me disse assim: “[C.S.] não faz parte das pessoas que comandam o Demonoid (como o pessoal das resenhas, quem tem acesso aos servidores ou ao desenvolvimento), mas provavelmente um site de torrent ou mod IRC. Esses são só usuários com alguns privilégios extra.”

A isso, C.S. afirmou que “cada um dos membros da equipe, exceto por Demios e Umulaf, eram usuários que foram promovidos a membros da equipe (por convite, depois de revisão e discussão de possíveis candidatos) – exceto pelo chefe, estamos todos no mesmo patamar”. Umulaf aparentemente é o dono atual do Demonoid. C.S. disse que Umulaf está “livre, na Europa e, pelo que eu saiba, o México não faz parte da União Europeia”. Tivemos informações que o domínio Demonoid está agora à venda, o que deve indicar que os donos estão livres e ainda no comando do domínio.

É desconcertante, em face da prisão do Kim Dotcom, que nenhum nome ou informação tenha sido divulgado sobre a suposta captura da gerência do Demonoid. Algumas das maiores redes de notícia, como a CBC e a BBC, comentaram sobre essas prisões, mas citam o TorrentFreak como fonte e não apresentam mais informações adicionais sobre a conexão com o México.

Como se ter que lidar com o Ernesto do TorrentFreak já não fosse suficiente, recebi um e-mail de AnonDude, “relações públicas e porta-voz” do Anonymous, que disse: “os Anonymous leram seu post na VICE sobre o Demonoid com interesse e entusiasmo”. Eles estavam de mãos atadas porque “também suspeitamos das informações do TorrentFreak.com, então apreciamos que você tenha apontado que o Demonoid não disse nada *oficialmente* ainda. Também acreditamos que a liderança do site está nas Filipinas”. Os Anonymous suspeitavam das informações do TorrentFreak “simplesmente porque a informação se originou da mesma pessoa que iniciou as ações em primeiro lugar”.

A mensagem deles, que chegou na minha caixa de entrada através de um endereço privatizado e segurado do Hushmail.com, também incluía esse manifesto em vídeo feito para promover sua nova missão, OpDemonoid. O vídeo já foi removido do YouTube uma vez. 

O vídeo mashup de V de Vingança e Guerra nas Estrelas ameaça todos os sites do governo ucraniano. E realmente parece que os Anonymous têm derrubado e desfigurado sites ucranianos, como você pode ver na imagem acima. Eles listam seis alvos que são uma mistura de sites do governo ucraniano, da organização holandesa antipirataria Brein, o site antipirataria russo PiratePay, e o site da IFPI. AnonDude me disse que “os ataques aos sites do governo ucraniano estão em andamento. Estamos fazendo isso só por diversão. Eles vão continuar e aumentar até que o Demonoid volte.”

Quando C.S. soube que os Anonymous entraram em contato comigo, ele respondeu democraticamente: “Que eu saiba, os Anonymous não estão envolvidos com ninguém do Demonoid, e não temos nenhuma associação com eles.” Parece que até os administradores do BitTorrent do mundo estão cansados de fazer amizade com os Anons.

Apesar de parecer claro que há mesmo uma apreensão de servidores na Ucrânia, não há nenhuma evidência indicando prisões no México. C.S. colocou bem quando disse: “Se eles tivessem prendido alguém do Demonoid, teriam dado o nome, como em todas as outras vezes. A BBC provavelmente só está copiando a informação errônea do TorrentFreak.” Tenho que concordar. Parece pouco provável, considerando a prisão de alto nível de Kim Dotcom, que uma prisão similar recebesse zero atenção da mídia.

Se tudo isso mudar, e fotos de um cara tipo hacker usando uma camisa do Demonoid algemado aparecerem, então o TorrentFreak vai poder dizer “eu avisei”. Mas até lá, isso parece ser uma explosão de desinformação, aparentemente orquestrada para ferir a reputação do legado pirata do Demonoid.

Anteriormente:

De Acordo com Administrador do Demonoid, o TorrentFreak Está Falando Merda