Foto: Felipe Larozza/ VICE

Festa da carne: SP está enlouquecendo com os blocos de rua

Mijões de rua, folia, glitter, gente bêbada e selvagerias.

|
01 Fevereiro 2016, 8:30pm

Foto: Felipe Larozza/ VICE

Sintetizando a vibe do carnaval. Foto: Felipe Larozza/VICE

Tem rolado na cidade de São Paulo uma verdadeira profusão de blocos de Carnaval. Como nunca vimos antes. De acordo com a Prefeitura, o fim de semana de pré-Carnaval (dias 30 e 31) atraiu 410 mil pessoas. No ano passado, foram 320 mil. Ou seja, mais mijões de rua, folia, glitter, gente bêbada e selvagerias. Feita a ressalva, é óbvio que a VICE não deixaria de curtir junto.

Se o David Lynch fizesse um filme sobre o Carnaval, essa seria a cena de abertura. Foto: Felipe Larozza/ VICE

Acontece que a natureza caótica de São Paulo não perdoa: a bagunça do Carnaval tem dado uma zuada no trânsito e no transporte coletivo, principalmente com os desvios das linhas de ônibus. Apesar de a CET ter informado "trânsito normal nas regiões com maior adensamento de foliões", quem ficou umas boas horas no engarrafamento viu que não foi bem assim. A sujeira que fica pela rua é outro lance. Somente no último fim de semana, foram recolhidas 148,8 toneladas de lixo, de acordo com a prefeitura.

Cai a noite, mas o chup-chup de pinga continua. Foto: Felipe Larozza/VICE

Enquanto isso, nós mostramos pra você a parte boa, que é a zueira sem fim dos foliões que se dispõem a encarar o calor insano que está fazendo e a ressaca sendo provocada pela garrafa plástica de catuaba – aparentemente o drink (do inferno) oficial da festa da carne. Bora pro Carnaval e que, como disse o Imperador (folião-mór), Deus perdoe a nós, pessoas ruins.

Veja a nossa galeria de fotos abaixo.

Esse mano estava comandando um boneco de Olinda. Brilhou.
Foto: Felipe Larozza/ VICE

Pausa para o Snapchat ali no lado esquerdo.
Foto: Felipe Larozza/ VICE

Um mijão fazendo do cemitério da Consolação sua privada.
Foto: Felipe Larozza/ VICE

Esse vendendor da famosa pinga em formato de chup-chup cantava uns raps engajados pra vender seus produtos alcoólicos.
Foto: Felipe Larozza/ VICE

Num furioso ataque hedonista, Alceu Valença incentivou a galera que foi pro bloco a cantar "Hey, hey, hey. Alceu é nosso rei!".
Foto: Felipe Larozza/ VICE

Beija, beija, tá calor, tá calor.
Foto: Felipe Larozza/ VICE

Cê conhece o Mário?
Foto: Felipe Larozza/ VICE

Ode à catuaba ali no canto esquerdo.
Foto: Felipe Larozza/ VICE

Esse cara estragou a foto das Brancas de Neve.
Foto: Felipe Larozza/ VICE

Quer breja, passa a grana.
Foto: Felipe Larozza/ VICE

A senhorinha ali no fundo mal sabe o tanto de pecado que a gente vai cometer.
Foto: Felipe Larozza/ VICE

Graurrrr.
Foto: Felipe Larozza/ VICE

Vem que vem que vem quicando.
Foto: Felipe Larozza/ VICE

Mar de foliões.
Foto: Felipe Larozza/ VICE

Quantas línguas essa galera fala?
Foto: Felipe Larozza/ VICE

Bateu aquela lara, bora de pipoca mesmo.
Foto: Felipe Larozza/ VICE

O negócio aqui esquentou.
Foto: Felipe Larozza/ VICE

Não bastasse o mano ter levado uma almofada do RuPaul pro bloco, ele ainda estava fantasiado de Amy Winehouse.
Foto: Felipe Larozza/ VICE

O bloco perdeu público pra galera desse estacionamento, que abriu o porta-malas chavoso e tocou umas funkêra louca.
Foto: Felipe Larozza/ VICE

O Carnaval exige muito engajamento físico.
Foto: Felipe Larozza/ VICE