Viagem

Como é receber uma massagem feita com facas de verdade

Testando os benefícios da antiga prática chinesa.

por Randy Mulyanto; Traduzido por Marina Schnoor
12 Fevereiro 2019, 6:43pm

Foto via Shutterstock.

Dois dias antes da minha consulta, uma funcionária do Centro de Educação da Antiga Arte de Terapia com Facas em Taipei me disse para tomar um banho pela manhã antes da minha massagem, lavando só do coração até os dedos do pé usando água morna e sal por 15 minutos. Isso ajudaria a amaciar os músculos e permitiria que a massagem atingisse pontos mais profundos do corpo.

Ela também perguntou minha idade e pediu uma foto minha, para que eles pudessem encontrar um lao shi ou “professor” em mandarim – como cada massagista do centro é chamado – que seria mais apropriado para mim.

Posso dizer que nunca tive tanto trabalho para receber uma massagem antes. Mas novamente, massagem com faca não é uma massagem típica com óleos e um massagista pressionando seus nós.

A massagem, que é uma tradição milenar chinesa chamada dao liao, utiliza duas facas de ferro para produzir íons positivos e negativos, assim como no conceito chinês de yin e yang, ou duas forças opostas que formam o equilíbrio de uma pessoa. Yin é uma força negativa e feminina, yang é uma energia positiva e masculina.

1549342678934-1
O Centro de Educação da Antiga Arte de Terapia com Facas fica no sétimo andar do Cosmos Hotel em Taipei, Taiwan. Foto pelo autor.

Aqui, as facas não têm corte. Os elétrons criados pelas facas estimulam meridianos ou pontos vitais do seu corpo e passam para seus nervos, e mais tarde são transmitidos pelos vasos capilares, que ajudam a renovar seu sistema de autorrecuperação – ou pelo menos é o que eles dizem.

A massagem com facas foi muito popular na dinastia Zhou de 770 até 221 a.C. Naquele período, as pessoas não consultavam médicos quando se sentiam mal. Elas se voltavam para massagem com facas usando facas reais. Enquanto o dao liao ganha terreno em Taiwan, hoje em dia muita gente da China se matricula no Centro de Educação da Antiga Arte de Terapia com Facas, onde Hsiao Mei-Fang atua como presidente, porque a tradição em seu lugar de nascimento não é mais tão popular.

Começando a sessão, Netty Hsiao, assistente de Mei-Fang, explica os cinco meteoritos na mesa a minha frente, cobertos com redomas de vidro. Toda noite, as facas de massagem são colocadas ao lado dessas pedras para serem recarregadas.

Tomo um copo de água quente – conforme me instruíram – antes de Netty guiar minha mão para tocar uma das pedras. Sinto um certo calor. Aí ela me disse para tomar um segundo copo, que estranhamente me pareceu amargo.

“Você dorme muito tarde”, ela disse como explicação para a água amarga. E você tem razão, Netty.

1549342769993-3
O autor (direita) fazendo um exercício de aquecimento com Netty Hsiao (esquerda) antes da massagem.

Em seguida, Netty me pede para fazer dois exercícios de aquecimento. O primeiro é segurar dois pedaços de madeira – que também são recarregados pelos meteoritos – e mover meus braços horizontalmente para frente ao mesmo tempo. Repetimos o exercício 25 vezes.

O segundo era agachar segurando as madeiras 30 vezes. Esses exercícios devem abrir o qi, portas que permitem que a energia saia e entre no corpo, durante a massagem com facas. Isso também ajuda a equilibrar os ossos e órgãos internos, disse Netty.

Depois disso, me sentei com Mei-Fang para uma consulta sobre minha saúde atual para tentar encontrar o melhor tratamento para mim. Seguro minhas mãos abertas na frente dela enquanto ela coloca as coordenadas em sua xian tian yi jing – um tabuleiro chinês de cinco mil anos baseado no clássico texto chinês I Ching.

Ela coloca o pedaço de madeira dela no tabuleiro em pé, depois me pede para colocar a mão sobre o tabuleiro para sentir o qi que vem dele. Novamente, sinto um calor, e ela bate em alguns pontos do tabuleiro rapidamente. Ela conclui que meus músculos estão fracos e que não tenho oxigênio suficiente no meu corpo, o que me faz sentir cansado com facilidade. Ela disse que eu precisava de mais cálcio para me ajudar a dormir, e que meu celular e computador estavam deixando meus olhos cansados.

Ela me falou também para começar a correr e comer sementes de lótus para consertar meu corpo, depois me mandou para a parte principal da sessão: as facas.

1549342856152-9
O autor recebendo uma massagem com facas. Foto por Netty Hsiao.

Meu massagista me pediu para deitar de bruços e me cobriu com um cobertor. Até agora, não tinha nada diferente das outras massagens que fiz no passado. Com música calmante de fundo, o massagista então começou a bater com as facas por todo meu corpo. Foi surpreendentemente relaxante. Meu corpo foi esquentando durante a massagem, principalmente meu pescoço e costas, e acabei caindo no sono.

Quando acordei, meus olhos, pulsos e costas pareciam muito mais leves. Meu pescoço parecia bem menos tenso. Era como se um peso tivesse sido tirado do meu corpo. Me senti um recém-nascido, como Mei-Fang disse. Valeu os 50 dólares? Com certeza.

Antes de ir embora, perguntei a Mei-Fang o que ela achava sobre algumas pessoas considerarem massagem com facas “estranha”.

“Algumas pessoas falam sobre massagem com facas: 'O que é isso? É loucura? É uma coisa alienígena?'”, contou. “E eu aceito isso... A pessoa está equivocada sobre massagem com facas, mas sei o que estou fazendo.”

Matéria originalmente publicada pela VICE Ásia.

Tradução do inglês por Marina Schnoor.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.