FYI.

This story is over 5 years old.

Como Foi a Segunda Edição da Graave

Tiramos muitas fotos da festa que encerrou o 2014 carioca em grave estilo.
O grave tava realmente pesado nessa edição com o paredão do Digitaldubs.

Terminamos o ano falando que a festa Graave no Rio era uma ótima forma de encerrar 2014 com menos lista Desinformada & Arrogante digital e mais Zuera & Curtição carnal. Lógico que estivemos por lá para acompanhar ao vivo o belíssimo lineup da festa (que teve uma alteração de última hora, saiu a Karol Conká e entrou o De Leve, o que foi joia), rebolar demais e derrubar muito copo plástico com catuaba. O jovem fotógrafo Wilmore Oliveira, o mais novo arroz de festa carioca, chegou por lá e curtiu altos, nos dois dias. Os cliques abaixo dão mais ou menos a ideia do que foi a segunda edição da Graave e de alguma forma dizem muito sobre o que foi o nosso 2014. Pode chegar que aqui não falta pra geral:

Publicidade

O DJ Magrão, um dos selectahs da festa FRESH, chegou riscando um ragga pra abrir o festival.

Chico Abreu da Festa FAYAH presente.

Bateu!

De Leve caramujo sonolento com um estilo largado.

Minha bebida, carai! NINGUÉM SAI!

O fera gringo Maga Bo chegou junto com o BNegão pra esquentar o set.

E quando rolou o tamborzão teve até twerking session (dá pra imaginar daí?).

Psilosamples colou na outra pista pra fritar a cabeça do povo.

Rodrigo S, diretamente da Wobble, botou o grave pra trabalhar também.

DJ Ambassodors da festa The Groov.

Voltando pro lado dub, o Bangarang Sound System fez uma seleção classe A.

O Sants tá em todas, bixão! Beatwise Recordings fabriquinha não para.

Dubversão Sistema de Som esquentou (derreteu?) o ambiente só no dub.

Rincon Sapiência e seu flow criativo. Detalhe na estileira do DJ Asma também.

Bermuda refrigerada no calor do Rio.

Daí chega o Omulu soltando uma rasteira pra geral e acontece isso.

O voltmix faz isso com as pessoas, meus amigos.

E faz as minas mexerem quadril também.

Rapaziada do Digitaldubs sempre na função do Bom Anfitrião.